nsc
dc

Política

YouTube remove 14 lives de Bolsonaro; canal está perto de ser derrubado

Na próxima violação, o presidente Bolsonaro corre o risco de ficar uma semana sem poder usar o canal

21/07/2021 - 20h52 - Atualizada em: 21/07/2021 - 21h06

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Pazuello e Bolsonaro em uma das lives no YouTube
Pazuello e Bolsonaro em uma das lives no YouTube
(Foto: )

Na mais dura ação já feita contra Jair Bolsonaro (sem partido) por violações de regras do YouTube, a plataforma removeu 15 vídeos, sendo 14 lives, postados pelo presidente em seu perfil na rede social. As informações são do colunista Guilherme Amado.

Os vídeos foram publicados por Bolsonaro entre o ano passado e neste ano, e foram derrubados por trazerem conteúdo falso e violarem a política de informações médicas corretas sobre a Covid-19. 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Entre as 14 lives que serão removidas, estão as transmissões que o presidente fez em 6 de agosto do ano passado, com Eduardo Pazuello, e em 27 de agosto, com Damares Alves. Outra, já deste ano, e posterior à nova política, que foi implementada em abril, foi feita diretamente do Amazonas, em 27 de maio. 

O 15º é um vídeo no qual o presidente repostou uma entrevista da médica Nise Yamaguchi recomendando cloroquina e ivermectina durante uma entrevista para a emissora CNN.

> Bolsonaro anuncia reforma ministerial para próxima semana

“Após análise cuidadosa, removemos vídeos do canal Jair Bolsonaro por violar nossas políticas de informações médicas incorretas sobre a Covid-19. Nossas regras não permitem conteúdo que afirma que hidroxicloroquina e/ou ivermectina são eficazes para tratar ou prevenir Covid-19; garante que há uma cura para a doença; ou assegura que as máscaras não funcionam para evitar a propagação do vírus”, afirmou a plataforma em comunicado enviado ao colunista.

*Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Leia também

> Bolsonaro diz que "hacker do bem" vai apresentar provas sobre fraudes nas eleições de 2014

> É falso que polícia tenha prendido enfermeiro impostor em hospital onde Bolsonaro foi internado

> Conheça os 16 animais mais estranhos e raros vistos em SC

> As diferenças entre as vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Coronavac

> Nevascas históricas em Santa Catarina; veja fotos e quando aconteceram

> Efeitos colaterais da astrazeneca; veja os sintomas mais relatados

Colunistas