nsc
nsc

Obra

Alargamento da praia em Balneário Camboriú é 20 vezes mais rápido do que Copacabana

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
24/09/2021 - 12h36
Alargamento da Praia Central de Balneário Camboriú
Alargamento da Praia Central de Balneário Camboriú (Foto: Element Films, Divulgação)

O alargamento da Praia Central de Balneário Camboriú tem impressionado pela rapidez. A draga Galileo Galilei consegue jogar no aterro, diariamente, até 70 mil metros cúbicos de areia, o que fez com que o primeiro trecho da obra, na Barra Sul, ficasse pronto em menos de um mês. 

Quando a Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, passou pelo mesmo processo de engordamento, no início da década de 1970, a obra alcançava 100 mil metros cúbicos por mês.Isso significa que o alargamento feito hoje em Balneário Camboriú corresponde a 20 vezes o ritmo da icônica obra da Praia de Copacabana, que mudou para sempre a paisagem do Rio.

Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

Em março deste ano, quando a obra carioca completou 50 anos, o CREA do Rio de Janeiro publicou um artigo do engenheiro Ronald Young, que era diretor do Departamento de Urbanização da cidade na época em que foi feito o alargamento. No texto, ele lembra que a obra fez parte de um upgrade para movimentar o turismo no Rio, que havia deixado de ser a capital federal e passava a depender de novas fontes de receita.

Por que o alargamento da praia em Balneário Camboriú atraiu tubarões

Qual é o risco de ser mordido por um tubarão nas praias de Santa Catarina

Foram quase dois anos para concluir o alargamento de Copacabana, que usou mais de uma draga. Mas o sistema era semelhante ao que é usado hoje, meio século depois, em Balneário Camboriú. O fato é que, se a técnica mudou pouco, o equipamento ficou muito mais potente. A draga Galileo Galeilei, que o consórcio DTA/Jan de Nul trouxe a Santa Catarina, é uma das mais modernas de sua flotilha, com capacidade para armazenar até 18 mil metros cúbicos de areia de uma só vez – carrega 12, devido à baixa profundidade de navegação na Praia Central. É ela a responsável pela rapidez do engordamento da praia, que deve ser concluído até o fim de outubro.

Como era Balneário Camboriú no passado? Veja fotos do antes e depois da cidade

Inspiração carioca

Curiosamente, esta não é a primeira vez que Balneário Camboriú usa Copacabana como inspiração. No final da década de 1980, a Praia Central recebeu obras de reurbanização que desenharam o calçadão da Avenida Atlântica (outra referência carioca) de Balneário com mosaicos em pedra portuguesa, ao estilo de Copacabana. Temporariamente, Balneário Camboriú chegou a ficar conhecida pelo apelido de “Copacabana do Sul”.

Por enquanto a prefeitura ainda não apresentou o projeto de reurbanização da Avenida Atlântica, que dará nova cara à orla após o alargamento. A proposta prevê aumentar consideravelmente a área de convivência com espaço para esportes e lazer. Saudosista que sou, torço para que não deem fim às charmosas pedras portuguesas.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz

Leia também

Teve reação à vacina da Covid-19? Saiba o que fazer

Entenda o conflito no Afeganistão com volta do Talibã ao poder em 10 perguntas e respostas​​​​

Variante Delta: veja a eficácia de cada uma das vacinas da Covid​​

Conheça os 16 animais mais estranhos e raros vistos em SC

As diferenças entre as vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Coronavac

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas