nsc
nsc

Operação

Apartamentos de luxo em Itapema foram usados para lavar dinheiro do contrabando de cigarros, diz PF

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
04/11/2021 - 14h25 - Atualizada em: 05/11/2021 - 07h07
Orla de Itapema
Orla de Itapema (Foto: Lucas Correia/BD/NSC Total)

A Polícia Federal cumpriu mandados judiciais para sequestro de quatro apartamentos de luxo em Itapema, nesta quinta-feira (4). As suspeitas são de que os imóveis tenham sido usados para lavar dinheiro do contrabando de cigarros na fronteira com o Paraguai. A operação, que recebeu o nome de Las Fabulas, foi coordenada pela PF de Guaíra, no Paraná.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Parte dos imóveis sequestrados em Itapema ainda estavam em construção, e todos eram de alto padrão. Segundo a polícia, somente um dos apartamentos custou R$ 3,4 milhões quando foi adquirido.

Gasolina e gás mais baratos motivam comércio ilegal na fronteira com Argentina em SC

Operação Las Fabulas
Operação Las Fabulas
(Foto: )

A Operação Las Fabulas mira na lavagem de dinheiro por uma quadrilha que trazia cigarros irregularmente do Paraguai para distribuir no Brasil. Os bens estão ligados a um homem que foi preso e condenado pela Justiça por contrabando e associação criminosa.

Além dos imóveis em SC, a Justiça Federal também determinou o sequestro de bens no Paraná, Minas Gerais e Goiás. São 12 imóveis no total, entre apartamentos, casas de alto padrão, terrenos, um pesqueiro e um hotel, avaliados em R$ 16,8 milhões.

"Balneário Camboriú virou uma lavanderia a céu aberto”, diz delegado de repressão às drogas

Lavagem de dinheiro em SC

O Litoral catarinense é um alvo comum dos criminosos que utilizam o mercado imobiliário aquecido para a lavagem de dinheiro. No ano passado, reportagem do Fantástico mostrou a vida de luxo e ostentação de alguns dos barões do tráfico de drogas que passaram por Balneário Camboriú.

Na época, o chefe da Delegacia de Repressão às Drogas (DRE) da Polícia Federal em Santa Catarina, o delegado Nelson Luiz Napp defendeu a intensificação do trabalho conjunto com outros órgãos de controle para identificar o uso de ‘laranjas’ na compra de imóveis e carros de luxo.

Valorização e anonimato: o que leva os chefões do crime a investir em BC

Descobrir o rastro do dinheiro tem sido o alvo de diversas operações recentes da PF no Estado. A descapitalização é uma parte importante do combate ao crime, porque evita que o dinheiro obtido ilegalmente continue sendo utilizado.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz

Leia mais:

Por que o alargamento da praia em Balneário Camboriú atraiu tubarões

Prédio mais alto da América do Sul tem Neymar, Luan Santana e números recordes em Balneário Camboriú

Polêmico, uso de fuzis por Guardas Municipais chega a SC

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas