nsc
nsc

Saúde

Aumenta internação de grávidas não vacinadas em UTI Covid em hospital referência de SC

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
26/10/2021 - 10h25
Mulheres grávidas que não tomaram vacina contra Covid-19 estão em risco
Mulheres grávidas que não tomaram vacina contra Covid-19 estão em risco (Foto: Jaqueline Noceti/Arquivo/Secom/Divulgação)

A internação de mulheres grávidas não vacinadas contra a Covid-19 em UTI, em estado grave, tem chamado atenção de médicos do HU, o Hospital Universitário da UFSC, que é referência no atendimento a essas pacientes na Capital. Esses casos têm sido rotina ao longo dos últimos três meses, em especial nas últimas semanas - e preocupam os especialistas. As gestantes têm um risco maior de complicações da Covid-19 em comparação com o restante da população, segundo dados da Fiocruz.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Morte de gestantes por Covid-19 em SC aumentou 10 vezes em 2021

A vacina está disponível para as grávidas no Brasil desde abril mas, para ter acesso às doses, o Plano Nacional de Imunização (PNI) prevê que elas apresentem um atestado médico. Essa ressalva foi feita porque as vacinas produzidas contra a Covid-19 não incluíram testes em mulheres grávidas. Ao longo do tempo, o avanço da vacinação em todo o mundo comprovou que a vacina é segura também para as mulheres grávidas – mas a recomendação do atestado médico se manteve.

Bolsonaro propaga informação falsa ao relacionar vacina a casos de Aids; especialistas reagem

Além desse obstáculo, o único caso de efeito adverso registrado no Brasil, causado por uma dose de AstraZeneca, também pode ter provocado uma percepção equivocada sobre a segurança das vacinas, segundo especialistas ouvidos pela coluna. O Ministério da Saúde chegou a suspender temporariamente a vacinação dessa população, que posteriormente foi retomada com doses da Pfizer e Coronavac.

Deixar de tomar a vacina é temeridade

Os médicos ouvidos pela coluna avaliam que deixar a decisão sobre a vacinação da mulher grávida nas mãos do obstetra “subverteu” o Plano Nacional de Imunização. A médica infectologista Patrícia Vanny ressalta que a vacinação é segura para as mulheres grávidas, e que deixar de tomar a vacina é uma temeridade diante dos riscos:

- Em alguns casos o obstetra ainda teme, ou a própria gestante, ou mesmo a família coloca para ela esse receio. Mas isso tem um preço. Na medida em que a maioria das pessoas está sendo vacinada, o vírus procura quem se não se vacinou – alerta.

Caso do respiradores em SC tem R$ 34 milhões em valores bloqueados

No caso das gestantes, o risco é ainda maior. Um levantamento da Fiocruz, divulgado em junho, apontou que a letalidade nesse por Covid-19 nesse grupo é de 7,2% no Brasil – mais que o dobro do índice do restante da população, que é de 2,8%.

Em Santa Catarina, um Boletim Epidemiológico emitido em agosto pela Dive apontou índice de letalidade de 7,6% entre as mulheres grávidas em 2021. A média foi de um óbito para cada 13 gestantes e puérperas internadas em UTI com Covid-19.

Mais de 20 tubarões foram vistos em Balneário Camboriú desde agosto

O médico Rafael Lisboa de Souza, coordenador da UTI Covid no HU, explica que há questões fisiológicas que tornam as mulheres grávidas mais suscetíveis a complicações, como o aumento do volume uterino – que pode causar, por exemplo, problemas na intubação e maior risco de infecção respiratória. As consequências também afetam os bebês: muitos partos são feitos prematuramente, diante da condição de saúde da mãe, e são comuns os casos de retardo de crescimento intrauterino.

- O risco é maior justamente no terceiro trimestre, quando as gestantes já deveriam estar vacinadas. A mensagem que tem que ficar é que esse grupo evolui muito grave, está ocupando as UTIs, e não deve ter medo de se vacinar – diz o médico.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz

Leia também

Teve reação à vacina da Covid-19? Saiba o que fazer

Entenda o conflito no Afeganistão com volta do Talibã ao poder em 10 perguntas e respostas​​​​

Variante Delta: veja a eficácia de cada uma das vacinas da Covid​​

Conheça os 16 animais mais estranhos e raros vistos em SC

As diferenças entre as vacinas da Pfizer, Astrazeneca e CoronavacReceba as principais informações de Santa Catarina pelo Whatsapp

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas