nsc
nsc

Construção civil

Balneário Camboriú terá heliponto mais alto em arranha-céu no Brasil

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
10/10/2021 - 12h09
Torres do Yachthouse by Pininfarina, onde estão os helipontos mais altos do Brasil
Torres do Yachthouse by Pininfarina, onde estão os helipontos mais altos do Brasil (Foto: Luiz Carlos Souza, Arquivo NSC)

A Anac homologou em Balneário Camboriú o heliponto mais alto em um arranha-céu no país. São as duas áreas de pouso para helicópteros instaladas no alto das torres do Yachthouse by Pininfarina, que ocupa o primeiro lugar no ranking The Skyscraper Center, entre os prédios residenciais mais altos em construção na América do Sul.

Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

São 400 metros de área de pouso, aptos a receber aeronaves de até oito lugares com peso-leve e bimotor em operações diurnas e noturnas. Os helipontos já foram testados, mas estão em fase de finalização de segurança, como pintura e alambrado. A instalação dos dois helipontos atenderá os futuros moradores – entre eles Neymar, que é dono de uma das coberturas. Segundo o empresário Alcino Pasqualotto Neto, presidente da Pasqualotto&GT, que construiu as duas torres, pelo menos 20 donos dos apartamentos do Yachthouse possuem helicóptero.

Balneário Camboriú quer trazer show das águas de Dubai para a Praia Central

Torres do Yachthouse by Pininfarina, em Balneário Camboriú
Torres do Yachthouse by Pininfarina, em Balneário Camboriú
(Foto: )

As aeronaves são uma tendência cada vez mais comuns nos arranha-céus de Balneario Camboriú – isso significa que a atravancada BR-101 é um problema que uma boa parte dos endinheirados donos dos apartamentos milionários desconhece. O metro quadrado na cidade é o quarto mais caro do país, atrás apenas de grandes capitais como São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Balneário Camboriu é autuada por executar obras de alagarmento diferentes da licença, diz IMA

A instalação dos helipontos já foi uma exigência de segurança em SC – e, nos edifícios mais antigos, a estrutura não pode ser usada para o vaivém dos moradores. Era um dos itens de combate a incêndio determinados pelo Corpo de Bombeiros, e somente aeronaves oficiais tinham autorização especial para pousar nessas estruturas.

Por que o alargamento da praia em Balneário Camboriú atraiu tubarões

Com o tempo, essa regra mudou. Os construtores das supertorres conseguiram autorização para trocar o heliponto por reforço na prevenção contra incêndios: escada pressurizada, elevador de emergência e gerador dentro de uma antecâmara com proteção antichamas. As regras foram elaboradas pelo curso de prevenção contra incêndios da Universidade Regional de Blumenau (Furb), e viraram normas gerais.

Draga do alargamento em Balneário Camboriú vai gastar fortuna para reabastecer no PR

A partir daí, os helipontos passaram a ser artigos de luxo. O primeiro edifício a ter a pista de pouso homologada pela Anac foi o Marina Beach Towers, da construtora Mendes Sibara, em 2015. Atualmente, pelo menos oito arranha-céus têm helipontos homologados em Balneário Camboriú.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz

Leia também

Teve reação à vacina da Covid-19? Saiba o que fazer

Entenda o conflito no Afeganistão com volta do Talibã ao poder em 10 perguntas e respostas​​​​

Variante Delta: veja a eficácia de cada uma das vacinas da Covid​​

Conheça os 16 animais mais estranhos e raros vistos em SC

As diferenças entre as vacinas da Pfizer, Astrazeneca e CoronavacReceba as principais informações de Santa Catarina pelo Whatsapp

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas