Considerado um dos maiores narcotraficantes do mundo, e conhecido na Europa como Pablo Escobar Brasileiro, o ex-major da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul, Sérgio Roberto de Carvalho, está detido desde junho em uma prisão na Bélgica que é chamada de “resort”. Major Carvalho tem conexões em Santa Catarina, especialmente em Balneário Camboriú – em fevereiro, a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão contra um gaúcho radicado na cidade, que atuava como braço direito do chefão do tráfico internacional.

Continua depois da publicidade

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

As informações sobre o local onde o Pablo Escobar Brasileiro está preso são da coluna de Josmar Jozino, no Uol. Detido num hotel de luxo em Budapeste, na Hungria, depois de ter ficado um bom tempo na “lista vermelha” da Interpol, entre os criminosos mais procurados do mundo, o ex-policial foi deportado em junho para a Bélgica – e integrado à recém-construída Penitenciária de Haren.

O apelido de resort vem da infraestrutura: a unidade prisional é moderna e tecnológica, de acordo com o colunista. Há academias de ginástica, salas de informática, áreas para caminhada, bibliotecas, departamentos médicos, e tratamento humanizado aos presos.

A vida de luxo do “braço direito” do Escobar Brasileiro em Balneário Camboriú

Continua depois da publicidade

O conceito pode soar estranho no Brasil, onde o padrão do sistema prisional é de um depósito de criminosos. Mas há uma tendência na Europa de valorizar modelos como o da Noruega, país que oferece uma das melhores infraestruturas prisionais no mundo – e, em contrapartida, tem o menor índice de reincidência: 20% dos egressos voltam a praticar crimes. No Brasil, a estimativa é de 70%. Nos Estados Unidos, 60%.

Valorização e anonimato: o que leva os chefões do crime a investir em BC

O curioso sobre a prisão de Haren é que, antes de ela ter sido ocupada pelos detentos, 50 juízes voluntários passaram uma noite na cadeia, submetidos às mesmas regras dos criminosos. A ideia era que os julgadores conhecessem de perto como funciona uma prisão, para que façam condenações mais assertivas.

Voltando ao Pablo Escobar Brasileiro, o Brasil já pediu a extradição dele – ainda sem resposta. O narcotraficante é suspeito de ter movimentado mais de R$ 2 bilhões no envio de 45 toneladas de cocaína para a Europa.

“Balneário Camboriú virou uma lavanderia a céu aberto”, diz delegado de repressão às drogas

Na operação da Polícia Federal em Santa Catarina, que mirou em seu braço direito, foram apreendidos dois carros que, juntos, somam quase R$ 1 milhão: um BMW Z4 de R$ 500 mil, um Toyota SW4 de mais de R$ 370 mil, e uma motocicleta BMW S 1000 RR, avaliada em mais de R$ 120 mil.

Continua depois da publicidade

Apesar do patrimônio ostensivo, o investigado vivia discretamente, sem despertar desconfiança nos vizinhos.

Leia mais:

Milionário iate clássico italiano desembarca no Brasil e será vendido em SC

A briga familiar de milhões pela construtora do “prédio do Neymar” em Balneário Camboriú

Arranha-céu com 500 metros de altura vai fazer Balneário Camboriú arrecadar como nunca

Balneário Camboriú terá nova onda de valorização imobiliária

Destaques do NSC Total