nsc
nsc

Mercado imobiliário

Itapema ultrapassa Florianópolis no preço do metro quadrado dos imóveis

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
03/09/2021 - 07h59
Itapema teve melhor índice de valorização imobiliária do país nos últimos 12 meses
Itapema teve melhor índice de valorização imobiliária do país nos últimos 12 meses (Foto: Vinicius Delego, Divulgaçao)

O valor médio do metro quadrado dos imóveis em Itapema ultrapassou o de Florianópolis, de acordo com o relatório do índice FipeZap divulgado na quarta-feira (2). As duas cidades dividem com Balneário Camboriú o "grupo catarinense" que figura entre as primeiras posições no ranking dos imóveis mais valorizados do país.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Balneário, com seus arranha-céus, está à frente. É o quarto metro quadrado mais caro do país, com valor médio de R$ 8.455 e atrás apenas dos grandes mercados nacionais: São Paulo (R$ 9.602), Rio de Janeiro (R$ 9.584) e Brasília (R$ 8.503). Itapema e Florianópolis vêm logo em seguida no ranking. 

Itapema terá arranha-céu de 61 andares

Entre as duas cidades, a diferença é pequena: o levantamento aponta preço médio de R$ 8.146 em Itapema (5º mais caro do país,) contra R$ 8.143 na Capital (6º mais caro). Se forem consideradas as 10 cidades com o metro quadrado mais valorizado no Brasil, quatro são catarinenses – Itajaí também entra na lista, em 8º lugar.

Prédio balança em Balneário Camboriú com vento e causa "ondas" em triplex de R$ 17 milhões

O relatório aponta Itajaí e Itapema como destaques nacionais em valorização no ano de 2021. No caso de Itajaí, o índice é o melhor do país: 16,5%, alavancado especialmente pela Praia Brava e região central. Itapema está em segundo lugar, com 13,67% de valorizaçao entre janeiro e agosto.

MPF pede liminar à Justiça para frear sombra de prédios altos na Praia Brava de Itajaí

Se observada a evolução dos preços do metro quadrado ao longo dos últimos 12 meses, no entanto, Itapema é recordista absoluta. Alcançou 23,42%, deixando para trás todos os outros grandes mercados imobiliários do país, segundo os dados levantados pelo FipeZap.

Venda de imóveis de luxo dispara em SC durante a pandemia

A valorização dos imóveis em Itapema está ligada ao crescimento da construção civil na cidade, consequência da escassez de terrenos na vizinha Balneário Camboriú e da edição de legislações mais permissivas, como a outorga onerosa. 

Recentemente, o município passou a integrar a lista dos residenciais mais altos do país, com projetos que ultrapassam os 200 metros de altura.

Veja os resultados de SC:

Balneário Camboriú

posição nacional: 4ª

metro quadrado: R$ 8.455

Itapema

posiçao nacional: 5ª

metro quadrado: R$ 8.156

Florianópolis

posição nacional: 6ª

metro quadrado: R$ 8,143

Itajaí

posição nacional: 8ª

metro quadrado: 7.445

Joinville

posição nacional: 29ª

metro quadrado: R$ 5.176

São José

posição nacional: 34ª

metro quadrado: R$ 4.757

Blumenau

posição nacional: 37ª

metro quadrado: R$ 4.448

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz

Leia também

Teve reação à vacina da Covid-19? Saiba o que fazer

Entenda o conflito no Afeganistão com volta do Talibã ao poder em 10 perguntas e respostas​​​​

Variante Delta: veja a eficácia de cada uma das vacinas da Covid​​

Conheça os 16 animais mais estranhos e raros vistos em SC

As diferenças entre as vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Coronavac

Nevascas históricas em Santa Catarina; veja fotos e quando aconteceram

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas