nsc
nsc

Pandemia

Servidores que tiveram aumento de salário terão reajuste cancelado em SC, avisa TCE

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
01/07/2021 - 17h42 - Atualizada em: 02/07/2021 - 08h07
Reajustes concedidos aos servidores a partir de 2020 serão suspensos
Reajustes concedidos aos servidores a partir de 2020 serão suspensos (Foto: Gabriel Lain, Arquivo NSC)

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC) oficiou todos os poderes, nesta quinta-feira (1ª), a respeito do novo entendimento da Corte sobre a reposição salarial de servidores. Diante de decisões do Supremo Tribunal Federal (STF), o TCE passou a considerar irregular a concessão de qualquer tipo de reajuste. O documento recomenda que os aumentos que já foram concedidos, do ano passado para cá, sejam suspensos.

> Receba as principais informações de Santa Catarina pelo WhatsApp

O envio do ofício ocorre após a nova decisão do TCE a respeito do assunto ter sido publicada em Diário Oficial, na quarta-feira (30).

A orientação leva em conta a Lei Complementar 173, de maio do ano passado, que proíbe conceder aumento aos servidores nos estados e municípios. Foi uma contrapartida, estabelecida pelo Congresso Nacional, à injeção de recursos federais durante a pandemia. A lei é válida até 31 de dezembro deste ano.

> O que está por trás da convocação de Luciano Hang pela CPI da Covid

Inicialmente o TCE avaliava que a reposição da inflação, sem aumento real, poderia ser aplicada. Foi esse entendimento que mudou após o julgamento de ações diretas de inconstitucionalidade que discutiram o tema no STF.

Essa mudança no entendimento afeta o próprio TCE, que concedeu reposição salarial aos servidores no ano passado. Os valores extras pagos não precisarão ser devolvidos, mas o reajuste foi suspenso.

> O que fica proibido e liberado em SC com novo decreto contra Covid-19

O ofício do TCE, assinado pelo presidente do Tribunal, conselheiro Adircélio de Moraes, foi enviado ao governador Carlos Moisés (PSL), ao presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), Ricardo Roesler, ao Procurador Geral de Justiça (PGJ), Fernando Comin, ao presidente da Alesc, deputado Mauro de Nadal (MDB), ao presidente do Iprev, Marcelo Mendonça, e a todos os prefeitos e presidentes das Câmaras de Vereadores do Estado.

> Motorista bêbado que entrou na contramão e matou DJ na BR-101 em SC é condenado a 7 anos de prisão

A tendência é que o entendimento do Tribunal de Contas impeça o Estado de conceder reajustes este ano. O governo havia sinalizado aos professores com a hipótese de aumentar, de imediato, o salário mínimo da categoria para R$ 5 mil.

Também estão em negociação reajustes para os servidores da Segurança Pública e da Saúde.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Leia também

> Bandeira vermelha aumentará conta de luz de mais de 3 milhões de consumidores em SC

> TJSC diz que amor é direito de “todes” e provoca onda de preconceito

< Justiça manda demolir seis andares de arranha-céu em Balneário Camboriú

> Mãe vai processar Bolsonaro após filho ser internado com Covid-19

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas