nsc
nsc

obra bilionária

SP e SC disputam primeiro túnel submerso do Brasil; entenda a polêmica

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
22/12/2021 - 08h33 - Atualizada em: 22/12/2021 - 14h12
Projeto do túnel Itajaí-Navegantes prevê seis pistas
Projeto do túnel Itajaí-Navegantes prevê seis pistas (Foto: Reprodução)

A obra do túnel submerso entre Itajaí e Navegantes, que teve o financiamento aprovado pela Comissão de Financiamentos Externos (Cofiex), órgão do Ministério da Economia que avalia empréstimos internacionais, poderá ser a primeira no Brasil. Tudo depende da velocidade de viabilização de outro túnel similar, o que ligará Santos a Guarujá, no Litoral de São Paulo.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

As duas obras ficam em zonas portuárias e a tecnologia de construção será similar, com blocos pré-moldados. Mas o modelo de viabilização é diferente: o processo de parceria público-privada para financiar o túnel Itajaí-Navegantes é conduzido pelos municípios da região, por meio de consórcio. Já o túnel paulista entrou no Programa de Parcerias e Investimentos do governo federal.

Túnel submerso entre Itajaí e Navegantes terá pedágio e passará embaixo dos navios

O túnel foi qualificado na semana passada entre os ativos a serem oferecidos à iniciativa privada de forma prioritária. É possível que seja operado por meio de concessão, de parceria público-privada, ou que entre no pacote de investimentos previstos na concessão do Porto de Santos – isso será definido na fase de estudos, que começa agora. A previsão do governo é levar a construção e exploração do túnel a leilão no quarto trimestre de 2023.

A obra Itajaí-Navegantes tem algumas definições, mas também ainda dependerá de estudos mais aprofundados. Já se sabe, por exemplo, que está prevista cobrança de pedágio, que deve custar entre R$ 4,50 e R$ 10, dependendo do tipo de veículo. Em 2022 começa a fase de execução dos projetos de engenharia definitivos, da modelagem jurídica de concessão, além do Estudo de Viabilidade Técnica Econômica e Ambiental – EVTEA.

Na previsão de custos, Santos-Guarujá está na frente. A obra tem estimativa de orçamento de R$ 4 bilhões, considerando os 800 metros de túnel submerso mais as alças de acesso, o que soma 1,5 quilômetro de infraestrutura total.

Passar o Réveillon em Balneário Camboriú pode custar tão caro quanto em Paris ou Nova York

Já a obra Itajaí-Navegantes tem previsão de custar US$ 200 milhões no total, o que equivale a R$ 1,1 bilhão pela cotação atual. Desse valor, pelo menos R$ 320 milhões serão investimentos públicos.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz

Leia mais

Prefeitos avaliam negociar vacinas para crianças com a Pfizer

Caravelas-portuguesas invadem Litoral Norte de SC; espécie é mais perigosa que água-viva

Quanto custa alugar um apartamento de luxo em Balneário Camboriú no verão

Efeitos colaterais da terceira dose da Pfizer; veja reações mais relatadas

Por que o alargamento da praia em Balneário Camboriú atraiu tubarões

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas