Como a Secretaria de Estado da Fazenda publicou a regulamentação do reajuste do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) com base na inflação oficial do país, o valor do imposto a pagar não pode superar a alta do IPCA do ano anterior.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Essa foi uma lei pioneira no país aprovada pela Assembleia Legislativa para proteger os proprietários de veículos de altas do imposto muito acima de suas rendas. Isso quando o imposto varia com base nos preços de mercado dos veículos, pela tabela Fipe.

O projeto foi proposto pelo deputado estadual Milton Hobus (PSD) porque em 2021 os carros usados tiveram uma valorização muito acima da inflação. Aí a maioria dos condutores teve que pagar cerca de 30% a mais de IPVA em função dos valores maiores de preços.

Com a nova lei, a partir deste ano, os reajustes dos valores de IPVA não podem ultrapassar a inflação do ano anterior, no caso o IPCA de 2023, que ficou em 4,62%.

Continua depois da publicidade

O projeto do deputado Milton Hobus foi aprovado em 2022, mas vetado pelo governador Jorginho Mello em 2023. Os deputados derrubaram o veto e a Fazenda fez uma regulamentação no fim do ano para valer a partir de 2024.

Leia também

Varejista de SC e gigante de eletros fazem ação voltada à eficiência energética

Aço importado causa guerra de pressões de indústrias ao governo

Como cidade de SC investe em música para tornar economia bilionária

“Representantes de 12 regiões americanas virão discutir investimentos”, diz embaixadora dos EUA no Brasil

Multinacional de SC adquire empresa na Alemanha

Governo de SC e embaixada dos EUA no Brasil firmam parceria permanente em áreas prioritárias

Destaques do NSC Total