Florianópolis

publicidade

Cláudio Loetz

Loetz

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

Loetz

(Maykon Lammerhirt, Agencia RBS)

Duas catarinenses estão entre as 100 companhias emergentes globais

Por Loetz

21/06/2018 - 05h00

A WEG (segmento de máquinas e equipamentos) e a BRF (segmento de alimentos) são as duas únicas empresas catarinenses incluídas entre as cem companhias emergentes globais no reconhecido estudo anual feito pelo Boston Consulting Group.   Concorrência Foi-se o tempo em que apenas hotéis hospedavam turistas. Prova da mudança de comportamento do mercado é o fato de a Secretaria de Turismo, Esporte e Cultura do Estado de Santa Catarina assinar parceria com a Airbnb "para fortalecer o turismo e apoiar o desenvolvimento econômico das cidades que apresentam vocação para locação por temporada".   Brasileiros pedem empréstimos Pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todo o país revela que 10% dos brasileiros fizeram algum tipo de financiamento nos últimos 12 meses, sobretudo as classes A e B (16% das respostas). Desse total, 43% contrataram essa modalidade de crédito para a compra do carro novo, 20% para bancar a faculdade e 17% para realizar o sonho da casa própria. Entre outras razões mencionadas, destacam-se a compra de móveis (17%), eletrônicos (12%), motocicleta (12%) e reforma do imóvel (11%). Embora a pesquisa revele que 71% dos brasileiros que realizaram algum financiamento no último ano tenham analisado as tarifas e os juros cobrados na hora de contratar o serviço, 26% não chegaram a estudar os custos. Antes de decidir pelo financiamento, 78% dos consumidores afirmam ter verificado a real possibilidade de quitar as prestações ao longo de todo o período, enquanto 16% não avaliaram.   Controle de gastos Quando questionados sobre como administram o pagamento das parcelas, pouco mais de um em cada cinco entrevistados (23%) assumem não controlar de forma efetiva esses pagamentos. Já 77% afirmam acompanhar de perto os gastos com o financiamento, sendo que 30% o fazem por meio de anotações em caderno ou agenda. Outros 24% registram as despesas em aplicativos de celular e 23%, em planilhas de computador.    Financiamento inédito O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – (BRDE) pré-aprovou financiamento para sistemas geradores fotovoltaicos de duas empresas catarinenses: uma de Xanxerê e outra de Guabiruba. Estas são as primeiras operações de financiamento com recursos do Fundo Clima pré-aprovadas no País. A linha de crédito do BNDES está vinculada ao subprograma Máquinas e Equipamentos Eficientes e permite o acesso de pessoas físicas e jurídicas a recursos do BNDES para a instalação de sistemas de aquecimento solar e sistemas de cogeração (placas fotovoltaicas, aerogeradores, geradores a biogás e equipamentos necessários).   Livro O presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, lançou o livro "A Indústria em Perspectiva", uma coletânea de 140 artigos que publicou na imprensa de 2011 a 2018, período em que vem dirigindo a entidade. Os textos tratam de temas cruciais para o setor, como ambiente institucional, educação, saúde e segurança no trabalho e inovação e tecnologia.    Ministro  Será no dia 2 de julho a palestra do ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, na Acij.   Leia outras publicações de Loetz

Continuar lendo
Rodrigo Philipps / Agencia RBS

Mathias Hofmann assume comando da fábrica da BMW em Araquari

Por Loetz

20/06/2018 - 14h13

O engenheiro e administrador alemão Mathias Hofmann é o novo diretor geral da fábrica da BMW em Araquari. Sucede a Carsten Stoecker no cargo, que estava à frente da unidade desde abril de 2016. Em suas funções Mathias irá se reportar diretamente ao círculo de produção, na Alemanha. Em seu novo desafio profissional, o executivo vai liderar a equipe que produzirá, no Brasil, o primeiro veículo semiautônomo, o BMW X3 M40i, no município do Norte catarinense. Mathias já foi diretor de fábrica de motores em Hams Hall (Inglaterra); diretor da fábrica em Tiexi, na China, e vice-presidente de Compras, de Equipamentos de Produção e Construção, em Munique (Alemanha).  A BMW produz três modelos de carros em Araquari: BMW Série 3; BMW X4 e BMW X1. O modelo X1 foi o utilitário esportivo premium mais vendido no Brasil em 2017, com 4.137 unidades emplacadas, segundo a Fenabrave.  Desde sua inauguração, a fábrica recebeu investimento de 256 milhões de euros, ou R$ 930 milhões.  E já produziu 40 mil veículos, tanto para o mercado interno como para exportação.    Leia outras publicações de Loetz

Continuar lendo

Grupo Positivo vai abrir capital em 2019

Por Loetz

20/06/2018 - 03h20

O Grupo Positivo vai abrir o capital em 2019. Planeja realizar oferta pública inicial (IPO) da unidade de educação. Para concretizar este objetivo, contratou o banco BTG Pactual para assessorar na negociação. A divisão Positivo Participações detém sete escolas privadas de educação básica em Santa Catarina e no Paraná, com 8 mil alunos. Sua universidade têm oito campi no Estado do Paraná e também atua em Joinville, tanto com cursos de graduação como de especialização e pós. Os sistemas de ensino Positivo são utilizados por 867 mil estudantes. Em 2017, a divisão teve receita de de R$ 1,2 bilhão e lucro líquido de R$ 117 milhões.    Tecnologia "Digitalização da economia: desafios para a indústria 4.0. e internet industrial" é tema de palestra marcada para esta quinta-feira, dia 21, na Sustentare Escola de Negócios. O CEO da Pollux e presidente da Associação Brasileira da Indústria de Internet, José Rizzo Hahn Filho, e o diretor de desenvolvimento e tecnologia da Sênior, Jean Paul Vieira, vão abordar os diversos aspectos referentes à temática. O Grupo Meta é um dos promotores do evento.   Milhões de alunos Mais de 2 milhões de alunos utilizam os sistemas de ensino da Editora Positivo em escolas publicas e privadas no Brasil e no Japão. – Estamos evitando o planejamento de uma transação para o segundo semestre deste ano porque esperamos muita volatilidade do mercado devido às eleições presidenciais – explica o vice-presidente Lucas Guimarães. Financiamento inédit O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) pré-aprovou financiamento para sistemas geradores fotovoltaicos de duas empresas catarinenses: uma de Xanxerê e outra de Guabiruba. Estas são as primeiras operações de financiamento com recursos do Fundo Clima pré-aprovadas no País. A linha de crédito do BNDES está vinculada ao subprograma Máquinas e Equipamentos Eficientes e permite o acesso de pessoas físicas e jurídicas a recursos do BNDES para a instalação de sistemas de aquecimento solar e sistemas de cogeração (placas fotovoltaicas, aerogeradores, geradores a biogás e equipamentos necessários).   Incentivos A Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), por meio do Sesi, promove capacitações para organizações sociais e culturais interessadas em propor projetos para captação de recursos federais. Os cursos serão realizados em parceria com o Projeto Capacitar (www.capacitar.vc), uma realização da Engie Brasil Energia e coordenação da Incentive. Na região Norte de SC, o encontro será realizado no Centro Social e Recreativo da BMW, em Araquari, no dia 26.   Investimento A Eletrofrio Refrigeração Comercial apresenta, durante a Exposuper, uma linha revolucionária de equipamentos que recebeu investimento de R$ 50 milhões e foi fruto de dois anos de pesquisas nacionais e internacionais.    Indicadores A Confederação Nacional da Indústria divulga nesta quarta-feira o índice de confiança do empresário industrial.    Incubação Com a inauguração do Centro de Inovação, a Católica SC em Jaraguá do Sul fará um reposicionamento na sua área de inovação. A instituição vai focar na pré-incubação, um ambiente para que alunos e professores possam desenvolver ideias e projetos em fase inicial no processo de inovação.   Ministro em Joinville O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviço, Marcos Jorge de Lima, faz palestra na Acij na reunião do conselho deliberativo na próxima segunda-feira, dia 27.    Na Ajorpeme No dia 28 de junho, a reunião plenária da Ajorpeme abordará o tema "O impacto da tecnologia nas pessoas e negócios". A palestra será realizada por Dionaldo Passos, diretor global de desenvolvimento de pesquisa na Neogrid, e Pedro Luiz Pereira, diretor da Eurho Consulting. O evento acontece na sede da associação, a partir das 19h.   Leia outras publicações de Loetz

Continuar lendo
(Marco Favero, Diário Catarinense)

Supermercadistas querem Bolsonaro presidente do Brasil

Por Loetz

20/06/2018 - 02h25

Os supermercadistas e fornecedores da cadeia produtiva estão otimistas com seus negócios para os próximos 12 meses. Oitenta e seis por cento deles disseram que sua empresa estará melhor do que hoje, ao responder a questionamento feito pelo pelo economista e editor da revista "IstoÉ Dinheiro", Luiz Artur Nogueira (foto), na palestra de abertura da Exposuper em Joinville, na segunda-feira à noite. A interatividade resultou, ainda, em outros resultados curiosos e mostraram o que pensam os empresários sobre variados temas. Assim, a utilização do mecanismo eletrônico permitiu saber como pensam os executivos do setor de supermercados e conexos. As conclusões apontam para clara preferência dos empresários do varejo por um nome de direita do espectro político: Jair Bolsonaro. Algo que, no dizer do palestrante, tem sido cada vez mais comum no meio empresarial em diferentes regiões do País. O resultado a esta questão comprova, ainda, a grande divisão do chamado centro-direita.   Um em cada sete Outro dado relevante e surpreendente, considerando-se o perfil do público que respondeu à enquete, é o fato de que um em cada sete (14%) acredita que Lula será candidato nas urnas de outubro, mesmo já tendo sido condenado em segunda instância pela Justiça, configurando estar com ficha suja do ponto de vista da legislação eleitoral. E os mesmos 14% desejam a renúncia do presidente Temer. Empresários petistas? Talvez. A compreensão de que a crise vivida pelo Brasil tem caráter eminentemente político está explicitada na resposta à questão número 3. Claro que, em uma outra pergunta, coerentemente, os empresários citaram a simplificação tributária também como relevante para melhorar o ambiente da atividade econômica.   Infiltrado A surpresa maior ficou por conta de que pelo menos quatro pessoas da plateia optaram por aumento de impostos como ação prioritária.  – Deve ser alguém da Receita Federal – brincou o palestrante. Noutra questão, e mesmo sendo o presidente norte-americano um nome comprometido com o protecionismo extremo dos produtos fabricados lá, os líderes catarinenses do varejo cravaram fortemente em Donald Trump como melhor alternativa para dirigir o Brasil na (apenas) hipotética possibilidade de um estrangeiro poder governar o nosso país.    Perguntas e respostas Veja as respostas dadas por mais de 400 presentes ao evento na Expoville: 1. Se entre os candidatos a presidente da República do Brasil houvesse um político de fora do País, em quem votaria? (Em meio a Cristina Kirchner, Vladimir Putin, Kim Jong-un, dois nomes se destacaram, em polos diversos.) Donald Trump: 76% Nicolas Maduro: 1,6%   2. Lula vai disputar a eleição de outubro para presidente da República?  Sim: 16,4% Não: 83,6% 3. Se você tivesse a caneta na mão para adotar uma única decisão, qual seria a prioridade imediata? Reforma política: 60% Simplificação tributária: 27% Elevação de impostos: 1,2% Outros: 11,8% 4. Considerando a situação atual do país hoje, você acha que: Temer deve renunciar: 16% Temer deve ficar até o fim do mandato, em 31 de dezembro: 76% Temer deve sofrer impeachment: 1,2% Não sabe: 16,8% 5. Se a eleição fosse hoje, em quem você votaria para presidente da República? Jair Bolsonaro: 27% Henrique Meireles: 15% Álvaro Dias: 15% Geraldo Alckmin: 12% João Amoêdo: 11% Marina Silva: 2% Outros: 18%   6. Como você acha que sua empresa vai estar daqui a um ano? Melhor: 86% Igual: 9% Pior: 5%   Leia outras publicações de Loetz

Continuar lendo

Positivo planeja abrir capital em 2019

Por Loetz

19/06/2018 - 11h31

O Grupo Positivo planeja abrir o capital em 2019. Planeja realizar oferta pública inicial (IPO) da unidade de Educação. Contratou o banco BTG Pactual para assessorar na negociação. A divisão Positivo Participações detém sete escolas privadas de educação básica em Santa Catarina e no Paraná, com 8 mil alunos. Sua universidade tem oito campi no Estado do Paraná, e também atua em Joinville, tanto com cursos de graduação como de especialização e pós. Os sistemas de ensino Positivo são utilizados por 867 mil estudantes. Em 2017, a divisão teve receita de de R$ 1,2 bilhão e lucro líquido de R$ 117 milhões. Mais de 2 milhões de alunos utilizam os sistemas de ensino da Editora Positivo em escolas publicas e privadas no Brasil e no Japão. — Estamos evitando o planejamento de uma transação para o segundo semestre deste ano porque esperamos muita volatilidade do mercado devido às eleições presidenciais, explica o vice presidente Lucas Guimarães.

Continuar lendo
(Daniel Conzi. Agencia RBS)

Água da Serra vai lançar linha de sucos

Por Loetz

19/06/2018 - 03h25

A Água da Serra entra em novo mercado. Lança na Exposuper uma linha de sucos. O CEO Eymard Juceli Frigotto diz que a expectativa é produzir 1 milhão de litros de sucos por mês. O novo produto estará disponível em Santa Catarina e no Paraná. Mais adiante, também nos Estados do Rio Grande do Sul e da região Sudeste.   ADVB O presidente da ADVB-SC e diretor de Negócios da NSC, Delton Batista, palestra amanhã na Exposuper, em Joinville. O executivo vai falar sobre "O papel do profissional de marketing e vendas para o resultado dos supermercados".   Juros estáveis A economista-chefe da XP Investimentos diz que o Copom manterá a taxa Selic estável na reunião desta quarta-feira. No entanto, alguma alta até o final do ano deixou de ter unanimidade. Já se projeta taxa básica a 6,5% neste ano, no boletim Focus, e de 6,70% na análise dos Top 5 – os cinco principais bancos do país. Mesmo assim, avalia a profissional, uma alta ainda em 2018 não é uma projeção óbvia, pois o repasse do câmbio a preços tem defasagens temporais e há dúvidas quanto à sua intensidade nas condições econômicas atuais, com significativa ociosidade industrial e elevada volatilidade cambial, que reduz a visibilidade dos empresários na fixação dos preços.   Desemprego segura inflação – Estivesse a economia já em trajetória firme de recuperação e a inflação mais próxima da meta, caberia uma postura preventiva. Não é o caso por ora. A ociosidade na economia está elevada, em 23%, e praticamente estagnada. A inflação – com destaque para a inflação de serviços – deverá seguir contida tendo em vista o elevado desemprego. A estimativa é de que a inflação de preços livres, que são o foco da política monetária, deverá fechar este ano em 3,2%. Para o próximo ano, deverá variar entre 4% e 4,5%.   Prazo Empresas interessadas em participar do evento de inovação StartOut Brasil em Miami (EUA) têm prazo até hoje (19) para fazer inscrição.    Revisão Começaram as audiências públicas para discussão da revisão do Plano Diretor do município de Joinville. Ontem, foi a vez do encontro com moradores da zona Oeste, e hoje será no bairro João Costa, região Sudeste. As apresentações e as discussões continuam pelas diferentes regiões da cidade.   Incentivos  A Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), por meio do Sesi, promove capacitações para organizações sociais e culturais interessadas em propor projetos para captação de recursos federais. Os cursos serão realizados em parceria com o Projeto Capacitar (www.capacitar.vc), uma realização da Engie Brasil Energia, com coordenação da Incentive. Na região Norte, o encontro será realizado no Centro Social e Recreativo da BMW, em Araquari, no dia 26.   Leia outras publicações de Loetz

Continuar lendo
(Ronaldo Corrêa, Divulgação , Acijs)

Celesc e EDP investem R$ 1,2 bilhão

Por Loetz

19/06/2018 - 03h00

A EDP Transmissão Aliança SC, concessionária de serviço público de energia elétrica constituída em 2017 por meio de uma sociedade de propósito específico formada por EDP Energias Brasil e a Celesc, arrematou o lote 21 do leilão de concessão do serviço público de transmissão de energia elétrica realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O lote é composto por linhas de transmissão que englobam 484,5 quilômetros de extensão e uma subestação. Com investimentos da ordem de R$ 1,2 bilhão, o prazo de concessão é de 30 anos. A informação é do presidente da EDP Energias Brasil, Miguel Setas (na foto, em pé, durante reunião-almoço na Associação Empresarial de Jaraguá do Sul). O tema também foi abordado em palestra na Acij, em Joinville, nesta segunda-feira. Em julho, a Celesc e a EDP assinam o contrato de financiamento com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) referente a estas obras.  O processo para a obtenção do financiamento está na Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional e, na sequência, irá para a Casa Civil e posterior apreciação e aprovação pelo Senado. A multinacional EDP detém 20% do controle da Celesc.   Novo leilão de energia A Celesc também participará de leilão de energia a ser promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica ainda neste mês. Pretende abocanhar a linha de transmissão para o Norte da Ilha de Santa Catarina, em Jurerê, na capital do Estado. O valor é de R$ 700 milhões. A EDP Energias do Brasil é uma das cinco maiores empresas privadas do setor elétrico brasileiro e opera em toda a cadeia de valor (geração, transmissão, distribuição, comercialização e soluções em energia). Está presente em 14 países da Europa e da América. No Brasil, atua em 12 Estados e, em 2017, teve receita bruta de R$ 17,5 bilhões.   Digitalização O professor Thomas Vongler, da Universidade de Ingolstadt (Alemanha), faz palestra na Exposuper na quinta-feira, dia 21. Fala sobre digitalização do varejo. Vem a convite do Senac.   Dinheiro para cultura A Caixa Econômica Federal abriu seleção pública para patrocinar projetos nas áreas de dança, teatro, música, artes visuais e cinema. O banco terá R$ 39 milhões disponíveis no biênio 2019-2020 para estas finalidades. As inscrições podem ser feitas por pessoas jurídicas até as 17 horas do dia 3 de agosto.   Oito eixos A Fiesc realizou ontem reunião do conselho estratégico da indústria catarinense. O grupo conheceu o atual status da Carta da Indústria, que está sendo elaborada. Destaque para as demandas que serão entregues aos candidatos ao governo do Estado. O documento leva em conta oito fatores estruturantes que contemplam questões relacionadas a educação, capital humano, saúde e segurança, desenvolvimento de mercado, internacionalização, inovação e empreendedorismo, infraestrutura, além de investimentos e políticas púbicas.   Leia outras publicações de Loetz

Continuar lendo
Foto: Divulgação

Santa Catarina tem 200 mil micro e pequenas empresas inadimplentes 

Por Loetz

18/06/2018 - 10h59

Santa Catarina tem 200 mil micro e pequenas empresas com dívidas em atraso, revela levantamento da Serasa/Experian, com dados de março deste ano. O Estado participa com 4% do total de negócios que não conseguem pagar as contas em dia em todo o País. Há 5,034 milhões de micro e pequenas empresas brasileiras com dívidas atrasadas.

Continuar lendo
São Francisco do Sul

Terminal de gás em São Francisco do Sul prestes a receber autorização da Antaq

Por Loetz

18/06/2018 - 10h50

A norueguesa Golar LNG espera que o Instituto de Meio Ambiente marque data de audiência pública para a sociedade debater o projeto de terminal de regaseificação de gás natural na região do Sumidouro (entre as praias do Capri e do Forte), em São Francisco do Sul, mesma região onde o Porto Brasil Sul pretende erguer diversos terminais portuários. Esta circunstância suscita polêmica em razão do conflito de interesses econômicos nessa área geográfica, que opõe empreendedores dos dois projetos de infraestrutura. A Golar protocolou o estudo de impacto ambiental (EIA-Rima) no IMA, o órgão ambiental do Estado no começo de junho. A autorização requerida à Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) em 30 de agosto 2017, para a construção e exploração de instalação de apoio ao transporte aquaviário, foi concedida. Agora, não há qualquer pendência ou impeditivos para continuar com a sua a emissão. A expectativa da empresa é de que o requerimento seja aprovado pelo órgão ainda neste mês.  Leia mais notícias sobre a região Norte de Santa Catarina  O processo da Golar percorreu diversos setores, tendo mais de 15 itens analisados e integralmente validados. Entre eles, a certidão de disponibilidade do espaço aquático; parecer favorável da autoridade marítima quanto ao cumprimento dos termos da Normam 11/ DPC; emissão, pelo órgão licenciador, do termo de referência para os estudos ambientais, entre outros. Durante anúncio público do requerimento da Golar Power Latam no portal da Antaq, procedimento legal e necessário para dar publicidade ao pedido, realizado em 12 de janeiro de 2018, não houve registro contestando o pedido de instalação e operação do terminal. O terminal de gás terá capacidade para produzir 15 milhões de metros cúbicos de gás natural, num investimento de US$ 120 milhões. Há conversas para a empresa fechar parcerias com a Engie (que planeja construir usina térmica em Garuva) e com a SCGás para auxiliar, futuramente, no abastecimento de gás natural às indústrias, ao comércio, aos prestadores de serviços e às residências. Leia mais no A Notícia 

Continuar lendo
(Rosane Tremea)

Empresas de Santa Catarina prospectam negócios com alemães

Por Loetz

16/06/2018 - 05h00

Onze empresas catarinenses participarão em missão empresarial do 36o Encontro Econômico Brasil Alemanha (EEBA) na cidade de Colônia entre os dias 24 e 26 de junho. A viagem está sendo organizada pela Germany Business Center Santa Catarina (GBCSC), empresa liderada pelo advogado Carlos Adauto Virmond, criada após a sua saída da Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais, do governo do Estado, para dar continuidade aos trabalhos de atração de investimentos estrangeiros. O GBCSC uniu-se ao Investing Santa Catarina, associação de empresas catarinenses de destacada posição no mercado nesta empreitada. Além da programação da missão, as companhias participarão, no dia 23, do Network & Come Together, coquetel típico brasileiro de lançamento do Business Center, onde os parceiros serão apresentados a 150 empresários brasileiros e alemães.    Leia mais sobre Economia nas colunas de Estela Benetti e de Pedro Machado   Segundo Carlos Adauto, a agência promove a prospecção e atração de negócios e investimentos alemães para SC e a abertura do mercado germânico para os produtos e serviços de empresas catarinenses. Jonas Tilp, presidente da Investing Santa Catarina, tem grandes expectativas para o estabelecimento de contatos promissores durante a missa brasileira:  – Os alemães estão muito interessados em fazer negócios nas áreas de reciclagem, água e esgoto, fontes renováveis de energia, tecnologia da informação.  Sob a forma de uma joint venture, o GBCSC conta com um parceiro alemão, o Brazil Business Center Cologne (BBCC). Isso possibilita colocar à disposição uma estrutura de assessoria empresarial em ambos os países. Uma das vantagens é a de que companhias de ambos os países poderão ter endereço fiscal no outro país. Dessa forma, fica facilitada a busca por clientes e/ou fornecedores, dependendo de em qual ponta da cadeia produtiva estiver o interessado.  Esta é, de novo, mais uma chance de Santa Catarina se mostrar a um dos mais poderosos mercados do mundo, com imensa força na indústria de ponta e na qualidade da educação e serviços, a Alemanha. Para os alemães, a proximidade cultural e de hábitos do Estado é um trunfo, mas, especialmente, nossas carências em infraestrutura e saneamento atraem os estrangeiros.   Leia outras publicações de Loetz

Continuar lendo
Exibir mais
Cláudio Loetz

Loetz

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação
Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação