nsc
nsc

BALANÇO FINANCEIRO

Altona bate recorde de vendas, dobra lucro e tem melhor semestre da história

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
03/08/2022 - 09h25 - Atualizada em: 03/08/2022 - 13h20
Fundição acumulou receita de R$ 252,1 milhões entre janeiro e junho
Fundição acumulou receita de R$ 252,1 milhões entre janeiro e junho (Foto: Patrick Rodrigues, BD)

O primeiro semestre de 2022 foi, em termos financeiros, o melhor da história de quase 100 anos da Altona. Nunca a empresa blumenauense, que atua no segmento de fundição de aço, faturou tanto em um período de seis meses. Entre janeiro e junho, a receita operacional líquida da companhia atingiu R$ 252,1 milhões, crescimento de 57,3%. No mesmo período de 2021, o resultado havia sido de R$ 160,1 milhões.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

Na fotografia que inclui a comparação do segundo trimestre do ano com o primeiro, a alta na receita também foi expressiva: 49,3% – de R$ 87,1 milhões para R$ 130,3 milhões. Outro indicador financeiro revelado em balanço revela a boa fase da Altona. O lucro líquido acumulado em 2022 já chega a R$ 23,5 milhões, mais do que o dobro dos R$ 11,2 milhões registrados no primeiro semestre do ano passado.

“O desempenho que será demonstrado no decorrer deste relatório registra-se como o melhor primeiro semestre de toda a série histórica”, destacou a administração da companhia em documento enviado a acionistas e ao mercado.

Pelo menos dois fatores explicam os números expressivos. O primeiro: a companhia conseguiu negociar com os clientes repasses nos custos de produção, influenciados pela alta da inflação. Com isso, o valor nominal das vendas também subiu.

O segundo: a influência do câmbio. O dólar, por exemplo, encerrou junho cotado a R$ 5,24, alta de 4,7% em comparação com o segundo trimestre de 2021. Pouco mais de metade da receita da Altona vem do exterior, com destaque para a América do Norte, mercado onde a empresa já faturou R$ 107,5 milhões neste ano.

O presidente Cacídio Girardi lista ainda outros pontos que, segundo ele, contribuíram para os resultados. De acordo com o executivo, a companhia trabalhou para reduzir custos internamente e aumentar a produtividade, com investimentos em máquinas, equipamentos e mudanças no layout da fábrica.

Com 98 anos de história, a Altona atende principalmente os segmentos de infraestrutura, energia e mineração com produtos sob encomenda. A empresa já contratou cerca de 80 novos funcionários em 2022 e fechou o semestre com 1.380 colaboradores.

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Leia também

Gargalo da BR-470 fez duas grandes empresas descartarem se instalar em Blumenau

Articulação nos bastidores mudou destino e evitou o pior na novela do Sesi em Blumenau

Ação judicial de empresa que cobra aluguel da Havan é transferida de Brusque para Blumenau

Blumenau recebe aval do Ministério da Economia para empréstimo milionário

Senior Sistemas desacelera e espera mercado melhorar para negociar ações na Bolsa

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas