Aos 19 anos, Livia Voigt ocupa o posto de mais jovem bilionária do mundo, mas ela não é a única representante catarinense no ranking das maiores fortunas globais, segundo a Forbes. Outros sete nomes do Estado também figuram na seleta lista, que considera o patrimônio em dólar. Juntos, esses endinheirados acumulam nada mais, nada menos que US$ 13,1 bilhões – ou R$ 65,5 bilhões.

Continua depois da publicidade

NSC Total lança comunidade exclusiva de Colunistas no WhatsApp

Terapeuta é confundida com catarinense bilionária mais jovem do mundo e viraliza na internet

Além de Livia, a relação (veja abaixo) tem mais quatro herdeiros da WEG, que se notabilizou por “produzir bilionários”. A gigante de Jaraguá do Sul, que cresceu sete vezes de tamanho nos últimos 16 anos e se tornou uma das maiores fabricantes mundiais de motores, mantém um perfil acionário familiar, que beneficia herdeiros diretos dos fundadores Werner Voigt, Eggon da Silva e Geraldo Werninghaus, os três já falecidos.

Quem são os catarinenses da lista de bilionários — em dólar

Posição no ranking, fortuna acumulada e origem do dinheiro. Fonte: Forbes

Continua depois da publicidade

Desses cinco nomes ligados à companhia, quatro aparecem pela primeira vez no ranking. Os outros três catarinenses da lista, entre eles o dono da Havan, Luciano Hang, já figuravam na edição anterior da Forbes.

Conheça a empresa de SC da qual bilionária mais jovem do mundo é herdeira

Rankings diferentes

Em setembro do ano passado, a coluna listou os 35 catarinenses no ranking de bilionários brasileiros da Forbes. Aquela pesquisa, no entanto, considerava a fortuna acumulada na moeda nacional, o Real. Este de agora leva em consideração o patrimônio em dólar e contabiliza 2.781 pessoas em todo o mundo (veja a lista completa aqui).

O fato de a cotação da moeda americana ser de praticamente 1 para 5 (cada dólar equivale a cerca de 5 reais) explica um número menor de catarinenses no novo ranking.

Continua depois da publicidade

Leia também

Jorginho adia anúncio da compra do Sesi em Blumenau e inclui Joinville no negócio

Grupo têxtil de SC aumenta produção e abre 100 vagas de emprego

Quanto as empresas de SC listadas na Bolsa faturaram e lucraram em 2023

Presidente da WEG entrega ao sucessor uma empresa sete vezes maior em receita

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado pelo WhatsApp

Destaques do NSC Total