nsc
nsc

DECLARAÇÃO À NAÇÃO

Mercado reage com alta na Bolsa após Bolsonaro baixar o tom em nota com dedo de Temer

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
09/09/2021 - 17h13
Nota oficial em nome de Bolsonaro foi redigida por sugestão de Temer
Nota oficial em nome de Bolsonaro foi redigida por sugestão de Temer (Foto: Evaristo Sá, AFP, BD)

Sem concorrente aparente, Michel Temer decidiu vestir o figurino de pacifista. Tem o dedo e as palavras do ex-presidente, que assumiu a ideia, a nota oficial assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, divulgada na tarde desta quinta-feira (9), que tenta apaziguar os ânimos da República, acirrados com o bloqueio de estradas por caminhoneiros em todo o Brasil e a tensão entre os poderes. A repercussão do gesto foi imediata no mercado financeiro.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

O Ibovespa, principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3, saltou de 112.621 pontos, às 16h30min, para pouco mais de 116.172 pontos minutos depois do documento vir à tona, antes de encerrar o pregão na casa dos 115 mil pontos, alta de 1,72%. A carta de Temer salvou o dia na bolsa brasileira e é um indicativo de como o mercado está ávido por estabilidade. A paz institucional é necessária para retomar com mais vigor uma economia que ainda sofre com consequências da pandemia e se vê cercada por uma inflação que já chega a 9,68% nos últimos 12 meses.

No documento, dividido em dez tópicos, Bolsonaro diz que nunca teve intenção de agredir os poderes e que a harmonia entre eles é determinada pela Constituição. Admite que diverge das decisões tomadas pelo ministro Alexandre de Moraes – indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF) por Temer –, mas que essas questões “devem ser resolvidas por medidas judiciais”. Por fim, diz que está disposto a manter diálogo permanente com os demais poderes, pela manutenção da independência entre eles.

Para quem um dia se queixou de ser um vice decorativo, Temer, conhecido pelo perfil apaziguador, mostra que ao menos é um bom escritor de cartas.

Leia também​

Mesmo com 150 funcionários, Câmara de Blumenau vai contratar perícia externa para CPI

Novo gestor do Neumarkt Blumenau sobre a pandemia: "Foi um MBA na prática"

Empresa negocia naming rights da futura Praça da Estação em Blumenau

Conselho da Unimed Blumenau aprova estudo para retomar obras de hospital

Timbó busca investidor privado para bancar novas atrações no Morro Azul

Servidores públicos de Blumenau já se mobilizam para eleição do sindicato em outubro

​​​​​​Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas