nsc
nsc

Turismo regional

Timbó busca investidor privado para bancar novas atrações no Morro Azul

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
02/09/2021 - 05h00
Área em parque ecológico é uma das principais atrações naturais do Vale Europeu
Área em parque ecológico é uma das principais atrações naturais do Vale Europeu (Foto: Turismo Timbó, Divulgação)

Timbó quer encontrar na iniciativa privada um parceiro para implantar novas atrações no Morro Azul. A prefeitura pretende fazer uma concessão de pelo menos 20 anos do parque ecológico Freymund Germer, um dos principais pontos turísticos naturais do Vale Europeu. Mas antes de lançar a licitação, abriu uma chamada pública para que os próprios interessados em eventualmente assumir o espaço elaborem um estudo de viabilidade econômica e de gestão e manutenção da área.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

O município estabeleceu até o dia 12 deste mês o prazo para recebimento de propostas de manifestação de interesse (PMIs). Neste modelo, que deve ser adotado na rodoviária e no futuro teleférico de Blumenau, é o investidor quem, com autorização da prefeitura, levanta variáveis e apresenta uma proposta para assumir uma área pública. Isso poupa os cofres municipais dos custos da elaboração de projetos.

Gestora do turismo de Timbó, Caroline Reinicke diz que ao menos uma empresa já teria demonstrado interesse na elaboração do estudo e que o prazo inicial para a entrega das PMIs, de 12 de agosto, foi prorrogado por um mês na expectativa de que outros investidores se apresentem. Ela está confiante e avalia que a cidade e toda a região “vão ganhar muito com isso”.

Hoje a gestão do parque é feita pelo Instituto Aracuã, uma entidade sem fins lucrativos que, conforme a gestora, recebe cerca de R$ 12 mil por mês da prefeitura para manter o espaço. A concessão à iniciativa privada invariavelmente levaria à cobrança de ingresso para entrar na área, já que esta seria uma das principais fontes de receita do futuro concessionário.

Propostas

A área que será concedida já tem alguns atrativos. Além de um camping, há um totem em formato de coração com vista para Timbó, uma rampa de voo livre e o ponto mais fotografado pelos visitantes, o chamado balanço do infinito.

A própria prefeitura apresenta, no termo de referência, sugestões de novas atrações. A lista inclui espaços de alimentação, atividades de arvorismo, implantação de uma tirolesa, a construção de chalés e lojas de souvenires, uma ponte suspensa e um mirante de vidro no topo do Morro Azul, entre outras alternativas. Tudo isso demandaria um investimento superior a R$ 10 milhões, calcula Caroline. Os aportes seriam abatidos de uma espécie de aluguel a ser pago pela empresa ao longo da concessão.

Totem em formato de coração já é uma das atrações do local
Totem em formato de coração já é uma das atrações do local
(Foto: )

As PMIs que eventualmente chegarem vão servir de termômetro para mapear o potencial da área. A prefeitura de Timbó pode se utilizar de um projeto na íntegra ou, se surgir mais de um, juntar várias propostas em um único documento. Vai depender do que o município considerar mais vantajoso. As sugestões feitas são um norte e não precisam necessariamente serem seguidas pelos interessados.

Apesar da autonomia na proposta do modelo de gestão, o estudo deverá ter itens obrigatórios. Entre eles, precisa prever um projeto de educação ambiental – o parque fica em uma unidade de conservação –, sinalização da área, identificação da fauna e flora, segurança integral, manutenção de um site para informações, agendamentos e compra de ingressos, implantação de bilheteria, melhoria do espaço de camping e organização do estacionamento.

O local

O Morro Azul está localizado no bairro Mulde Alta, há cerca de 18 quilômetros do Centro de Timbó. Fica em uma área aproximada de 40 hectares e a 758 metros acima do nível do mar. Do topo é possível avistar também as cidades de Pomerode e Indaial. Caroline calcula que de mil a 2 mil pessoas passem por lá aos fins de semana.

Leia também​

Servidores públicos de Blumenau já se mobilizam para eleição do sindicato em outubro

Dono do Restaurante Moinho vai abrir supermercado em Blumenau

Empresa de Blumenau quer incluir mais mulheres na equipe de mecânicos

O que a política de Blumenau tem que a de SC e a do Brasil não têm

Indústria de Blumenau cria quase 500 novos empregos em julho; setor têxtil é destaque

Com quiosque e playground, nova praça Dr. Blumenau deve ser inaugurada em novembro

Furb vai vender terreno em Gaspar para pagar dívidas e reformar campus em Blumenau​​​​​​​

​​​​​​Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas