nsc
nsc

Turismo e lazer

Timbó projeta novo mercado público na região central da cidade

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
05/10/2021 - 13h21 - Atualizada em: 05/10/2021 - 15h32
Projeto prevê deck com vista para o Rio dos Cedros, que corta os fundos do terreno
Projeto prevê deck com vista para o Rio dos Cedros, que corta os fundos do terreno (Foto: Divulgação)

Timbó deve ter em breve um mercado público para chamar de seu. Já está na praça um edital de concorrência que busca parceria da iniciativa privada para implantação de um espaço com estandes de alimentação e produtos coloniais, além de apresentações artísticas e culturais. Neste caso, a estrutura não será construída do zero. A ideia do município é adaptar o prédio e o entorno da Sociedade Recreativa e Cultural, instalada na Rua Professor Július Scheidemantel, no Centro.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

A área total soma cerca de 7 mil metros quadrados. Só a edificação existente tem 1,3 mil metros quadrados. Pela proposta da licitação, o futuro concessionário precisará restaurá-la, além de implantar um estacionamento e um projeto de arborização no lado externo, incluindo a instalação de um deck coberto com mesas com vista para o Rio dos Cedros, que corta os fundos do terreno.

> Empresa de ex-vereadores de Blumenau fará projeto para explorar o Morro Azul em Timbó

O investimento mínimo estimado é de cerca de R$ 1,5 milhão. As propostas serão conhecidas no dia 3 de novembro. Vence quem sugerir o maior valor de outorga (aluguel mensal pelo espaço), estipulado em no mínimo R$ 10 mil. A quantia será abatida das despesas de revitalização. O prazo de concessão será de 20 anos, mas pode ser prorrogado.

Os estandes devem ficar espalhados dentro do prédio que já existe, mas também haverá opções do lado de fora. A prefeitura calculou espaço para até 19 operações. O volume, no entanto, pode mudar de acordo com o projeto que for apresentado pelo vencedor da licitação, pondera Caroline Reinecke, gestora do turismo de Timbó. A associação dos produtores orgânicos da cidade terá vaga garantida.

A lista de atividades sugeridas para funcionar no local é extensa. Inclui floricultura, cafeteria, mercearia, peixaria, açougue, bomboniere, tabacaria, livraria, sebo, sorveteria, doceria, choperia ou cervejaria, cachaçaria, fiambreria, empório de produtos naturais, lanchonete, restaurante e lojas de vinhos, souvenires, produtos coloniais, artigos de couro e vestuário tradicionalista.

Ideia é restaurar o imóvel e os arredores da Sociedade Recreativa e Cultural
Ideia é restaurar o imóvel e os arredores da Sociedade Recreativa e Cultural
(Foto: )

Prazos

Passada a licitação e a emissão de posse, a empresa vencedora terá prazo de 90 dias para apresentar o projeto de restauração à prefeitura. A partir do aval municipal, os investidores terão um ano para executar as obras. Diante deste cronograma, a expectativa de Caroline é que o novo mercado público seja entregue à comunidade entre o fim de 2022 e o início de 2023. 

O espaço será batizado com o nome de Leopoldo Kurtz, que dá nome ao coral da Sociedade Recreativa. Kurtz foi regente e integrante ativo do coral por 50 anos. Até o ano de sua morte, em 2007, ele era o músico mais antigo da banda municipal.

Veja mais imagens do projeto:

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Leia também

Altenburg confirma inauguração de fábrica de mais de R$ 30 milhões no Nordeste

Rede Hilton inicia por SC expansão na América Latina de marca de hotéis econômicos

Movimento de compra e venda de empresas de Blumenau continuará forte, avalia especialista

Assembleia da Unimed Blumenau rejeita retomada de obras em hospital na Vila Nova

Blumenau ganha novo programa gratuito de especialização em tecnologia

Nova dona da Hemmer, Kraft Heinz compra segunda empresa em uma semana​​​​​​

Gaspar terá condomínio residencial de alto padrão em área de 800 mil metros quadrados

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas