nsc
nsc

Negócios

Unifique desembolsa R$ 75 milhões e compra duas empresas em 10 dias

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
04/01/2022 - 14h39
A Unifique comprou 10 empresas em 2021 e anunciou a primeira aquisição de 2022 no primeiro dia útil do ano
A Unifique comprou 10 empresas em 2021 e anunciou a primeira aquisição de 2022 no primeiro dia útil do ano (Foto: Divulgação)

A catarinense Unifique parece não gostar de perder tempo. No primeiro dia útil de 2022, anunciou, nesta segunda-feira (3), a compra da Mosaico Telecom, empresa de banda larga que atua com a marca Clinitec nas cidades de Balneário Piçarras, Penha, Barra Velha, Navegantes e Luiz Alves. O preço total da aquisição, que inclui a incorporação de ativos e a carteira de clientes, está avaliado em R$ 14,42 milhões, quantia ainda pendente de ajustes finais.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

Esta foi a segunda compra oficializada pela Unifique em um prazo de cerca de 10 dias. No dia 23 de dezembro, a empresa de Timbó já havia anunciado a aquisição, por R$ 60,93 milhões, da provedora de internet Guaíba Tecnologia, com atuação na zona sul de Porto Alegre e nas cidades de Eldorado do Sul, Mariana Pimentel, Guaíba, Barra do Ribeiro e Sertão Santana. 

> Empresa de Blumenau é vendida por R$ 85 milhões a multinacional bilionária do Canadá

Juntas, as duas operações resultaram em um desembolso de R$ 75,35 milhões. Mas mais importante para a Unifique do que o valor pago é a ampliação da base de clientes. No caso da Mosaico, são aproximadamente 5,8 mil que serão transferidos para a empresa. A compra inclui um pagamento inicial de 30%. Os 70% restantes serão divididos em 24 parcelas, corrigidas pela variação do CDI.

Em comunicado ao mercado, a Unifique informou que, embora esta aquisição não represente um montante relevante, quando comparado aos ativos, ao número de clientes e à receita operacional líquida, ela reforça a presença da empresa no Litoral Norte de Santa Catarina.

Já a compra da Guaíba, que tem 20 mil acessos – 82% via fibra ótica e o restante via rádio –, representa um novo passo para acelerar a expansão da Unifique no mercado gaúcho. Dos R$ 60,93 milhões que envolvem a transação, R$ 13,44 milhões equivalem a dívidas líquidas que serão assumidas pela empresa. O contrato também tem uma cláusula de obrigação de não concorrência das partes vendedoras pelo período de cinco anos.

Aquisições para acelerar expansão

A Unifique comprou 10 empresas ao longo de 2021. Ao anunciar a aquisição da Guaíba na reta final do ano, informou que o negócio tinha sinergia com a estratégia para acelerar a expansão na região Sul do país, onde tem compromissos assumidos com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) depois de ter vencido o leilão 5G nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Atualmente, a empresa soma 2,4 mil funcionários, mantém mais de 23 mil quilômetros de fibras instaladas em mais de 150 municípios e acumula aproximadamente 500 mil acessos, sendo que 105 mil deles foram conquistados no último ano.

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Leia também

Número de casamentos cresce quase 30% em SC em 2021; veja registros por cidade

Para onde vai o dinheiro do orçamento de Blumenau em 2022​

Centro de Convenções de Blumenau ganha sinal verde do governo de SC​​​​

Empresa de TI de Blumenau é vendida e fará parte de companhia com receita de R$ 600 milhões

Marca Sulfabril é vendida e deve voltar ao mercado em 2022​​​​

Tradicional hotel de Brusque investe R$ 2 milhões em obras de ampliação​​

Empresa têxtil de Blumenau vai abrir fábrica na Serra Catarinense​​​

Antiga fábrica de centenária empresa de SC é comprada por R$ 37,5 milhões em leilão

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas