nsc
nsc

Clima

Seca em SC será causada por La Niña nos próximos meses; entenda

Compartilhe

Puchalski
Por Puchalski
31/08/2021 - 07h32 - Atualizada em: 31/08/2021 - 10h25
La Niña é uma das influências do clima nos próximos meses
La Niña é uma das influências do clima nos próximos meses (Foto: Cptec)

Quando se fala de clima, o comportamento esperado da chuva e da temperatura ao longo dos próximos três meses - temos que observar uma série de influências de fenômenos globais, variações de pressão e circulação atmosférica em várias regiões do planeta. O La Niña deve influenciar o clima em Santa Catarina nos próximos meses

> Receba as notícias do NSC Total em seu WhatsApp

Influenciadores climáticos em Santa Catarina

Para Santa Catarina a presença ou não de El Niño ou La Niña é um bom indicador da qualidade do clima. Porém, um índice chamado de Oscilação Antártica - diferença de pressão das latitudes médias e altas no HS - e a Oscilação de Madden Julian - uma onda itinerante que se propaga para o leste - também são fortes indicadores do clima catarinense. Diantes disso, meteorologistas do Estado durante o Fórum Climático Catarinense avaliam essas influências para elaborar a previsão do clima.

> Ciclone, vendaval, tempestade, tornado e tufão: entenda a diferença

La Niña influenciará no clima

A última reunião do fórum tratou da previsão dos próximos três meses. A primeira conclusão é que até o fim do ano devemos ter influência de um La Niña. Condição que apesar de trazer alguns eventos extremos - altos volumes de chuva em pouco tempo - traz naturalmente uma redução dos volumes de chuva. Fora isso, tanto o índice de Oscilação Antártica quanto a Oscilação de Madden-Julian estão num processo não muito favorável a sistemas meteorológicos associados a chuva.

> 13 praias desertas para conhecer em Santa Catarina

O que esperar da chuva

Diante disso, a previsão é que Meio Oeste, Oeste e Extremo Oeste sejam regiões onde até novembro tenham menos chuva do que o padrão desse período, ou seja, condições que podem piorar a estiagem. 

Em contrapartida, a maior parte das cidades entre Planalto, Litoral, Vale do Itajaí e Norte, tendem ter a chuva próximo do que é o normal de chover nestes meses. 

> Descubra tudo sobre os tornados em SC

Como fica a temperatura

Aos poucos nesta época do ano, as massas de ar frio do inverno começam a se deslocar mais pelo oceano, ou seja, o frio forte vai diminuindo bastante.

A previsão é que Meio Oeste, Oeste e Extremo Oeste tenham temperaturas até acima do padrão da época, ou seja, a transição do inverno para a primavera seja mais quente. Já para as demais regiões, a previsão é que as temperaturas se comportem dentro da normalidade, ou seja, substituindo gradativamente uma maior frequência de dias frio por dias quentes.

Leia também

UFSC cogita voltar com aulas 100% presenciais em março de 2022 caso Covid seja contida

FOTOS INCRÍVEIS: Florada dos girassóis em Joinville

Terceira faixa da BR-101, em São José, já está liberada em cinco quilômetros

Caminhão tomba e motorista morre na BR-376, entre Paraná e Santa Catarina

Leandro Puchalski

Colunista

Puchalski

Leandro Puchalski é o meteorologista da NSC Comunicação. Explica como os fenômenos climáticos impactam na vida dos catarinenses.

siga Puchalski

Leandro Puchalski

Colunista

Puchalski

Leandro Puchalski é o meteorologista da NSC Comunicação. Explica como os fenômenos climáticos impactam na vida dos catarinenses.

siga Puchalski

Mais colunistas

    Mais colunistas