nsc
nsc

Risco ambiental

Conheça as praias de SC que podem ser afetadas pela exploração de Petróleo

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
13/07/2021 - 07h35 - Atualizada em: 14/07/2021 - 15h18
Exploração de petróleo e os impactos em Santa Catarina
Exploração de petróleo e os impactos em Santa Catarina (Foto: Chris Schulze)

A exploração de petróleo em novas áreas marinhas pode comprometer 35 cidades do litoral catarinense em caso de algum desastre ecológico. A área representa praticamente toda a extensão de praias no Estado. Preocupados com o risco ambiental, o Instituto Internacional Arayara, Observatório do Petróleo e Gás e 30 representantes de prefeituras, do governo de Santa Catarina e da sociedade civil discutiram o assunto numa reunião online nesta segunda-feira (13).

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Uma das consequências do evento foi a decisão de realizar uma Audiência Pública na Assembleia Legislativa. O pedido será feito pela deputada Paulinha (sem partido).

A polêmica é decorrência da 17ª Rodada de Licitações de áreas marinhas para exploração de petróleo, autorizada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) e prevista para 7 de outubro. O edital da parte catarinense foi suspenso pela Justiça Federal (JF), mas cabe recurso. A JF determinou estudos ambientais.

Decisão judicial menciona áreas de preservação no mar em Santa Catarina entre motivos para suspensão
Decisão judicial menciona áreas de preservação no mar em Santa Catarina entre motivos para suspensão
(Foto: )

Entre as cidades particularmente impactadas em caso de acidente estão Araquari, Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Barra do Sul, Balneário Camboriú, Balneário Gaivota, Balneário Piçarras, Barra Velha, Biguaçu, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Garuva, Governador Celso Ramos, Içara, Imaruí, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Porto Belo, Santa Rosa do Sul, São Francisco do Sul, São João do Sul, São José, Sombrio e Tijucas.

Cerca de 200 pessoas protestaram contra o leilão de petróleo no último sábado (10), em Florianópolis. No ato, que ocorreu na ponte Hercílio Luz, foi estendida uma faixa e distribuídos folhetos explicativos sobre a 17ª Rodada.

Ouça a entrevista com Suelita Röcke, diretora de educação e Projeto no Instituto Internacional Arayara:

Leia Mais:

Pós-pandemia: Turismo de SC aposta em temporada de verão com mais movimento

Haiti em risco e sob tensão preocupa imigrantes que vivem em SC

Copo meio cheio e meio vazio representa sentimento do blumenauense quanto à Oktoberfest

Infecção pela variante Delta do coronavírus é investigada em Joinville

Variante Delta: saiba a eficácia das vacinas Astrazeneca, Coronavac, Janssen e Pfizer

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas