nsc
nsc

Política

Pai de Daniela Reinehr deixou o PT oito meses após Bolsonaro chegar à presidência

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
01/11/2020 - 12h43
Daniela Reinehr, governadora interina de Santa Catarina
Daniela Reinehr assumiu o governo interino de SC com o afastamento temporário de Carlos Moisés (Foto: Mauricio Vieira/Secom)

O pai da governadora Daniela Reinehr (sem partido), Altair Reinehr, foi filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) no município de Maravilha por 21 anos e três meses. O caso chama a atenção devido ao fato de a governadora de Santa Catarina ter sido eleita na onda Bolsonaro, e que representa um antagonismo ao PT. E mais do que isso: ao contrário do governador afastado Carlos Moisés da Silva (PSL), que se distanciou do presidente da República, Daniela se mantém ideologicamente ligada ao núcleo raiz do bolsonarismo.

> Daniela Reinehr defende volta às aulas em SC com "ajustes" nas regras

O Cadastro Nacional de Filiado (CNF) de Altair Reinehr é número 1021904. O ato de filiação ocorreu no dia 9 de maio de 1988. A desfiliação deu-se no dia 26 de agosto de 2019. O presidente Jair Bolsonaro e Daniela Reinehr já haviam tomado posse há oito meses quando o pai da atual governadora saiu do PT.

Polêmica 

Quando assumiu, na última terça-feira (27), como governadora no lugar do afastado Carlos Moisés, Daniela foi questionada se concordava com as ideias nazistas de seu pai, negacionista da história do holocausto que matou seis milhões de judeus. Ela vacilou e não respondeu.

> Embaixador de Israel cobra de Daniela Reinehr compromisso com verdade histórica sobre o nazismo

Questionada uma segunda vez sobre o tema pelos colegas Ânderson Silva e Upiara Boschi, Daniela Reinehr também não foi categórica sobre o nazismo. Depois de 48 horas do caso ganhar repercussão nacional, sua assessoria publicou uma nota oficial em que ela se posiciona contrária ao nazismo

Neste sábado (31), a governadora publicou artigo no Jornal Folha de S.Paulo em que afirma que não compactua com o nazismo, mas ama o pai. O PT informou que durante o período em que Altair Reinehr foi filiado, ele jamais demonstrou sua ideologia de admirador do nazismo. 

> O que esperar do governo Daniela e os próximos passos de Moisés no processo de impeachment

Mãe petista 

A mãe da governadora também já levantou a bandeira do PT. Orfila Reinehr foi candidata à vice-prefeita de Maravilha em 1996, na chapa liderada por Antonio Valmor de Campos. A dupla foi a terceira colocada na eleição com apenas 243 votos. O eleito, à época, foi Adelio Majolo (PFL), com 5613 votos.

Leia mais

Daniela Reinehr, a governadora do Bolsonaro em SC

Tire suas dúvidas sobre o processo de impeachment contra Carlos Moisés

Vídeo: veja como foi a votação do impeachment de Moisés

Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas