Um dos marcos históricos econômicos de Joinville poderá voltar a ser utilizado como parque flutuante, uma plataforma de embarque e desembarque de passageiros, além de espaço de lazer. O projeto de instalação da estrutura no antigo cais Conde d’Eu foi aprovado pela Comissão do Patrimônio Histórico de Joinville e, assim, tem chance de sair do papel em 2023. Há outros locais previstos para parques flutuantes.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A proposta foi submetida à Comissão do Patrimônio porque o local pretendido para o parque flutuante está no entorno do Moinho Joinville, edificação tombada pelo patrimônio histórico municipal desde 2019. O projeto foi aprovado no final de novembro, com a recomendação de acompanhamento arqueológico.

O projeto dos parques flutuantes, elaborado no início do governo Adriano Silva, prevê seis estruturas para embarcações. A instalação será em etapas. No Moinho Joinville e Parque da Cidade, há possibilidade de serem os primeiros espaços a serem licitados porque o licenciamento tem menor complexidade. O cais previsto para a Vigorelli está ligado ao projeto de reurbanização da localidade. No Morro do Amaral, a proposta tem relação com a atividade pesqueira. Espinheiros e Parque Caieira também têm previsão de receber os parques flutuantes.

O cais Conde d’Eu foi construído para atender ao Moinho Joinville, no início do século passado. O terminal portuário foi utilizado para o desembarque da matéria-prima (trigo) e o embarque da produção do moinho (farinha de trigo, farelo, entre outros).

Continua depois da publicidade

Com o assoreamento do rio Cachoeira naquele ponto, o Porto Bucarein ganhou a preferência na movimentação de cargas. A instalação do ramal ferroviário de acesso ao moinho também contribuiu para o cais perder movimentação, até a desativação.

Após polêmica, Saúde de Joinville tem aval para contratar telemedicina

Restauração do Moinho Joinville começa pelas fachadas e cobertura

Futura duplicação em Joinville vai custar R$ 86,5 milhões

União autoriza construção de ponte em Joinville, com prazo

Subsídio da prefeitura de Joinville aos ônibus chega a R$ 25 milhões no ano

Vistoria em rede de drenagem de Joinville vai usar robôs

Destaques do NSC Total