Sem o pagamento de subsídio, a tarifa de ônibus em Joinville seria de R$ 7,14, conforme os cálculos da prefeitura – a passagem antecipada custa R$ 4,75 e vai passar para R$ 5,25 a partir de 1º de janeiro, conforme anúncio feito nesta quinta-feira. Neste ano, até novembro, foram pagos R$ 26 milhões às empresas do transporte coletivo, como compensação pelos prejuízos no transporte coletivo. A quantia deve chegar a R$ 29 milhões com a inclusão do dezembro. O pagamento atende à decisão judicial, com determinação de que o sistema não opere com prejuízo.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A tarifa ideal para evitar o déficit seria de R$ 7,14 com a manutenção da atual demanda, em torno de 100 mil pessoas em dias úteis. Dessa forma, como a passagem vai custar R$ 5,25, o déficit vai continuar ocorrendo em 2023, com necessidade de pagamento de subsídios às concessionárias. E se não houver maior movimentação de passageiros, o montante a ser pago em 2023 pode ser ainda maior do que repassado em 2022.

Pelos cálculos da prefeitura, a tarifa necessária para que o subsídio ficasse em R$ 21 milhões em 2023 (mesma quantia prevista para 2022, que acabou superada), a tarifa teria de ser R$ 5,89. Como a passagem custará R$ 5,25, o déficit tem estimativa de ser maior no ano que vem, caso não tenha maior procura pelo transporte coletivo. Em 2023, deverá ser realizada a licitação do transporte coletivo.

Conta do subsídio do ônibus em Joinville fica acima do esperado e tarifa sobe

Continua depois da publicidade

Ampliação de museu em Joinville terá R$ 3,3 milhões e será entregue em 2024

Antigo cais de Joinville voltará como “parque flutuante”

Após polêmica, Saúde de Joinville tem aval para contratar telemedicina

Restauração do Moinho Joinville começa pelas fachadas e cobertura

Futura duplicação em Joinville vai custar R$ 86,5 milhões

Destaques do NSC Total