nsc
    nsc

    POR MAIS SETE DIAS

    Sem sair de situação “gravíssima” para coronavírus, Joinville prorroga medidas de restrição

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    15/09/2020 - 10h11
    Joinville e região estão em situação "gravíssima" na classificação de risco do governo do Estado
    Joinville e região estão em situação "gravíssima" na classificação de risco do governo do Estado (Foto: Mauro Schlieck, arquivo pessoal)

    A prefeitura de Joinville vai prorrogar nesta terça-feira uma série de medidas de restrição por causa da pandemia de coronavírus. A ocupação máxima de 30% da capacidade de shoppings, supermercados e demais estabelecimentos comerciais será mantida por mais sete dias. Há mais restrições igualmente prorrogadas por uma semana. As novas flexibilizações só vão ocorrer quando Joinville e região recuarem da situação “gravíssima” para “grave” na classificação de risco mantida pelo governo do Estado.

    > Região Norte e Nordeste de SC chega a 480 mortes por coronavírus

    > Cada vez mais procuradas, trilhas em Joinville terão reforço na fiscalização

    No entendimento da Secretaria de Saúde de Joinville, a ampliação de leitos de UTI para coronavírus vai melhorar os indicadores da regional da saúde, com possibilidade de novo patamar na matriz de risco. Com a demanda menor por internação hospitalar por Covid-19, o município desativou parte dos leitos no Hospital São José, convertendo as vagas para atendimento de outras especialidades.

    A Secretaria de Saúde de Joinville continua cobrando a abertura de 20 novos leitos de UTI pelo governo do Estado, ainda sem data. A ativação chegou a ser prevista para o final de agosto, mas não se confirmou. A secretaria entende que a disponibilização das vagas pode colocar Joinville e região em novo patamar na matriz de risco. Com a queda nas internações, no entanto, passou a ser mais provável a abertura dos leitos, quando possível, para atendimento de outras especialidades.

    Além da ocupação máxima de 30% nos estabelecimentos comerciais, está mantida a suspensão de atividades de cinemas, teatros, casas noturnas e museus. Shows e eventos continuam proibidos, também por sete dias. Os horários permitidos para bares, restaurantes e lanchonetes não serão alterados agora e medidas tomadas por prazo indeterminado, como uso de máscaras também nas ruas, por exemplo, não será alterada. Na última flexibilização, em vigor desde a semana passada, acabou o isolamento domiciliar dos idosos e foi permitido o ingresso de mais de um familiar ao mesmo tempo em estabelecimentos comerciais.

    > Eleições 2020 em Joinville: candidatos preparam estratégia sobre Bolsonaro

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas