nsc
dc

Crime bárbaro

Após ataque a creche em SC, prefeito desabafa: "Dia mais triste da nossa cidade"

Maciel Schneider manifestou comoção da comunidade pela tragédia que causou cinco mortes em Saudades

04/05/2021 - 19h23

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
prefeito de Saudades
Prefeito de Saudades desabafou após ataque a creche
(Foto: )

O Vale da Hospitalidade, como é conhecida a cidade de Saudades, no Oeste do Estado, vai lembrar para sempre da apreensão vivida nesta terça-feira (4), das perguntas ainda sem respostas e das homenagens aos cinco mortos no ataque a uma creche. O sentimento é de que este é o dia mais triste do pequeno município, como resumiu o prefeito Maciel Schneider.

> Receba notícias de Santa Catarina por WhatsApp

A entrevista coletiva do início da noite, no destacamento dos Bombeiros Militares, evidenciou a tristeza que iniciou no município e, rapidamente, tomou conta de todo o país. No local, o prefeito desabafou:

- É o dia mais triste da história do nosso município.

Schneider ainda destacou que o crime bárbaro pegou de surpresa os moradores.

- Infelizmente este fato aconteceu. E em uma cidade tão tranquila como a nossa, onde jamais imaginamos que poderíamos passar por um momento assim - enfatizou, no início da coletiva que contou com a presença da governadora interina Daniela Reinehr e lideranças regionais das forças de segurança.

> Crianças mortas em ataque a creche em SC tinham pouco mais de um ano de idade

O prefeito ainda finalizou com uma mensagem a familiares das vítimas.

- Somos um município acolhedor, com pessoas de bem e estamos assustados. Agradecemos a todos que estão unindo forças para elucidar esta questão o quanto antes. Lamentamos este ocorrido que está causando muita dor a todos nós, simplesmente pelo fato de saber que esses pais e demais familiares perderam todas essas pessoas.

Em sua fala, Daniela Reinehr destacou a aflição pelo ocorrido:

- O país todo está consternado com isso. É algo que foge da conduta que a gente está habituado tanto nesta cidade, quanto no restante do Estado. Por ter acontecido em uma cidade pacata a consternação se torna ainda maior - explicou.

A governadora interina ainda anunciou a disponibilização imediata de 15 psicólogos para auxiliar as famílias e profissionais envolvidos e destacou também os esforços para que o processo todo seja rápido.

Conforme informações do Instituto Geral de Perícias (IGP), os corpos das cinco vítimas, que estão no necrotério do Hospital Regional do Oeste (HRO), em Chapecó, deverão ser liberados na noite desta terça, a partir das 22h.

O município de Saudades decretou, ainda durante a manhã, luto oficial de três dias e a suspensão momentânea das aulas.

Entenda o crime

Um jovem de 18 anos, identificado como Fabiano Kipper Mai, invadiu uma creche na manhã desta terça-feira (4) em Saudades, no Oeste de Santa Catarina, e matou três crianças, uma professora, identificada como Keli Anicevski, e uma agente educadora, identificada como Mirla Renner. Segundo a Polícia Civil, ele foi preso após o ataque.

Três crianças e uma professora morreram na hora. Já a quinta vítima chegou a ser levada ao Hospital de Chapecó, mas não resistiu aos ferimentos. Conforme o delegado Jerônimo Marçal, outra criança teve ferimentos leves e não corre risco de morrer. O agressor teria entrado na creche armado com uma espada ninja.

*Por Vinicius Rigo, especial

Leia também:

> Quem é o autor do ataque a creche em SC que deixou cinco mortos

> Quem era a professora morta em ataque a creche no Oeste de SC

> Em ataque a creche de SC, professoras trancaram crianças na sala de aula para evitar mais mortes

> Ataques a escolas no Brasil: 8 vezes em que o país viveu cenas de terror

> Fotos mostram resgate após ataque a escola em SC com cinco mortos

> Ataque a creche em SC: "Uma cena de terror", diz secretária de Educação

Colunistas