nsc
    an

    Mistério

    Chegada de sementes misteriosas da China provoca alerta em SC

    O caso, que tem ocorrido em diversos países, teve o primeiro registro de SC em Jaraguá do Sul

    15/09/2020 - 08h38 - Atualizada em: 17/09/2020 - 20h19

    Compartilhe

    Patrícia
    Por Patrícia Della Justina
    Sementes vêm junto às mercadorias com caracteres de países asiáticos
    Sementes vêm junto às mercadorias com caracteres de países asiáticos
    (Foto: )

    Moradores de Santa Catarina têm recebido sementes misteriosas junto a mercadorias compradas por meio da internet. Os pacotes não vêm corretamente identificados e alguns descrevem o conteúdo como “jóias”. As embalagens possuem, ainda, identificação, supostamente com caracteres chineses. Em alguns casos, até mesmo pessoas que não haviam solicitado qualquer mercadoria daquele país também têm recebido as embalagens.

    > Ministério da Agricultura informa que irá analisar sementes em laboratório

    > Pedido de impeachment de Moisés é aprovado na Alesc

     ​> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

    O primeiro caso relatado em Santa Catarina ocorreu em Jaraguá do Sul, no Norte do estado. Junto com a entrega da mercadoria - um objeto de decoração adquirido pela internet – a pessoa recebeu também outro pacote com duas embalagens contendo as sementes clandestinas. As sementes são de diferentes espécies vegetais não identificadas.

    A situação tem ocorrido em diversos países do mundo. Ciente da situação já vista no exterior, o morador de Jaraguá do Sul procurou a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural (SAR). Por sua vez, a SAR acionou a Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) para realizar o recolhimento das sementes e o encaminhamento ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

    > Em site especial, saiba tudo sobre as Eleições 2020 em SC

    > O que já se sabe sobre as sementes misteriosas da China

    Conforme a Cidesc, apesar de parecerem inofensivas, as sementes clandestinas podem estar contaminadas e disseminar pragas e doenças. Com isso, há a possibilidade de causar prejuízos econômicos e danos do ponto de vista da defesa sanitária vegetal.

    > “Maior risco é não saber procedência”, diz gestor da Cidasc sobre sementes misteriosas

    O Mapa, órgão que fiscaliza a entrada de material de multiplicação vegetal sem importação autorizada no Brasil, também já fez um alerta para que os clientes tenham cuidado e não abram pacotes e encomendas que chegarem às suas residências sem conhecimento. 

    O que fazer se receber o pacote com sementes misteriosas

    A orientação da Cidasc é para que, caso o cidadão não tenha feito nenhuma compra, mas tenha recebido um pacote suspeito, não abra, não semeie e não jogue no lixo. É necessário levar o conteúdo a um escritório da Cidasc ou do Mapa mais próximo para que sejam recolhidas. 

    > Coronavírus é encontrado em amostra de esgoto colhida em novembro de 2019 em SC

    Também está disponível para contato os telefones 0800-644-6510 ou (48) 3665 7300 (WhatsApp), do Departamento Estadual de Defesa Sanitária Vegetal do estado, onde a pessoa poderá solicitar orientações adequadas.

    De acordo com a legislação brasileira, todo material de multiplicação vegetal é considerado semente ou muda. A importação de qualquer quantidade destes produtos deve ter autorização do Mapa, mediante solicitação do interessado pela compra.

    Em Santa Catarina, a Cidasc é o órgão estadual responsável pela Defesa sanitária vegetal, monitoramento, vigilância, inspeção e fiscalização da produção e do comércio de plantas. 

    > Coronavírus foi encontrado em carne de frango de SC vendida na China, diz agência

    EUA e Europa emitiram alerta sobre sementes misteriosas

    Diversos países da União Européia e também os Estados Unidos da América já registraram os recebimentos de pacotes de sementes não solicitados provenientes de países asiáticos. Ainda não há evidências de quando começaram os envios, tampouco o volume de encomendas já distribuídas.

    Em julho, agricultores dos EUA relataram o recebimento de embalagens de sementes não solicitados vindos da China.

    — Neste momento não temos informações suficientes para saber se isso é uma farsa, brincadeira, fraude ou ato de bioterrorismo agrícola - declarou o comissário da Agricultura do estado do Kentucky(EUA), Ryan Quarles.

    > Colar que impede a mão no rosto, tecido que mata o vírus e mais 3 tecnologias contra o coronavírus

    As autoridades dos EUA dizem que existe a possibilidade de vendedores chineses estarem usando dados e endereços de consumidores americanos que efetuam compras pela internet para fazer vendas falsas e, assim, aumentar a classificação positiva dos seus produtos em sites de compra e venda.

    O Ministério de Agricultura de Portugal, também emitiu um alerta  sobre os sérios riscos que as embalagens com sementes, provenientes de países asiáticos, podem acarretar do ponto de vista da sanidade vegetal, pela possibilidade de veicularem pragas e doenças ou ainda pelo perigo de se tratarem de espécies nocivas ou invasoras.

    Leia também:

    O vírus está nas roupas, nos sapatos, no cabelo ou no jornal?

    Eleições 2020: data, prazos e regras do calendário eleitoral

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas