nsc
hora_de_sc

Crime

Farmácia de Florianópolis é alvo de apreensão de remédios controlados vendidos sem receita

Proprietário não comprovou procedência e pode responder por crime de tráfico de drogas se não apresentar notas fiscais em 24h

08/06/2021 - 15h03 - Atualizada em: 08/06/2021 - 19h34

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Mais de 1 mil caixas de remédios controlados
Mais de 1 mil caixas de remédios controlados foram apreendidas
(Foto: )

A Vigilância Sanitária de Florianópolis apreendeu nesta terça-feira (8) mais de mil caixas de medicamentos controlados em uma farmácia no bairro Saco dos Limões. Os remédios, que devem ser vendidos somente sob prescrição médica, eram comercializados sem receita. 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

> Caso de estupro e tortura contra homossexual em Florianópolis vai passar por perícia

A ação ocorreu após denúncia anônima sobre as irregularidades, e o proprietário pode responder por crime de tráfico de drogas.

Segundo informações da prefeitura de Florianópolis, durante a vistoria a farmácia não conseguiu comprovar a procedência dos medicamentos, e o responsável pelo estabelecimento precisa apresentar, em 24 horas, as notas fiscais da compra legal dos remédios. Caso contrário, o estabelecimento é interditado, e ele pode ser responsabilizado.

O caso ainda será encaminhado para a Polícia Civil, responsável pela investigação, e a farmácia enfrenta ainda um processo administrativo. Após a conclusão do processo, o local poderá ser multado em até R$ 500 mil, além da perda do alvará sanitário.

Leia também

Florianópolis quer vacinar contra Covid pessoas de mais de 18 anos até setembro; veja estimativa

"A casa treme toda vez que a onda bate", desabafa moradora após erosão no Morro das Pedras, em Florianópolis

Florianópolis começa implantar coleta exclusiva de vidro e orgânicos

O que esperar da Floripa pós-pandemia?

Farmácia em Florianópolis vende remédio contra vermes como "tratamento comprovado" para Covid

Colunistas