nsc
dc

Descargas elétricas

Mais de 10 mil raios tocaram o solo de Santa Catarina nesta quinta-feira

Descargas elétricas foram registradas entre meia-noite e 15h no Estado

04/02/2021 - 17h54 - Atualizada em: 04/02/2021 - 21h35

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Carolina
Por Carolina Fernandes
Florianópolis registrou grande incidência de atividade elétrica em tempestades nesta quinta
Florianópolis registrou grande incidência de atividade elétrica em tempestades nesta quinta
(Foto: )

Mais de 10 mil raios tocaram o solo de Santa Catarina nesta quinta-feira (4), apontou um levantamento do Grupo de Eletricidade Atmosférica (Elat) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

> Ciclone no Sul do Brasil despenca temperaturas em SC e causa ventos fortes no Litoral

> Sensação de calor em Joinville chega a 61°C nesta quinta-feira

No total, foram 10.475 raios entre a meia-noite e as 15h. O número é considerado alto pelo órgão e corresponde a um terço de todas as descargas elétricas que atingiram o país. As infromações são do G1SC. 

No litoral de Santa Catarina, tempestades atingiram quatro cidades durante a tarde desta quinta. Houve ocorrências de raios na Capital e em São José, na Grande Florianópolis, e em Balneário Camboriú e Itajaí, no Vale. 

> Maior raio do mundo em extensão começou em Santa Catarina, diz pesquisadora

Em Criciúma, no Sul do Estado, uma nuvem de rolo foi registrada duranta a manhã. Em todo o país, da meia-noite até 15h de quinta, 33.919 raios foram registrados. 

> Tornados podem ter passado por SC junto com ciclone, diz Puchalski

> Padre diz que vacina é feita de fetos abortados, causa polêmica e pede perdão: "Retiro totalmente"

Mortes por raio

De acordo com a cartilha de proteção contra raios, desenvolvida pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica do Inpe, a probabilidade de morrer atingido no Brasil atingido por raio é um em 25 mil. Porém, essa chance pode ser muito maior dependendo da circunstância que a pessoa se encontra durante uma tempestade.

Em Itapema, no Litoral Norte, um homem morreu após ser atingido por raio em outubro do ano passado. Ele corria na faixa de areia, quando a descarga elétrica o acertou. 

> Ciclone, vendaval, tempestade, tornado e tufão: entenda a diferença

A Rede Integrada Nacional de Detecção de Descargas Atmosféricas (Rindat) recomenda que se evite sair de casa em caso de temporal com descarga elétrica. Se não for possível, o ideal é procurar abrigo em áreas cobertas e protegidas. Os Bombeiros recomendam que as pessoas evitem permanecer nas praias em caso de incidência de raios. 

Leia também

Morre a mãe do empresário Luciano Hang

Ciclone em SC teve ventos de até 168 km/h, maior velocidade já registrada pela Epagri

Prejuízos com "ciclone bomba" em SC chegam a R$ 500 milhões, diz secretário da Defesa Civil

Galo que bota ovos vira atração no Meio-Oeste de SC

Colunistas