nsc
    hora_de_sc

    Trânsito

    Motorista que atropelou família em Florianópolis vira réu por lesão corporal

    Justiça aceitou a denúncia e também manteve prisão preventiva

    13/01/2021 - 19h30

    Compartilhe

    Redação
    Por Redação Hora
    Segundo denúncia, homem teria tentado fugir após o atropelamento
    Segundo denúncia, homem teria tentado fugir após o atropelamento
    (Foto: )

    A Justiça aceitou nesta quarta-feira (13) a denúncia contra o homem acusado de atropelar uma família na noite de 1º de janeiro no bairro Ingleses, em Florianópolis. O Poder Judiciário também manteve a prisão preventiva dele, que agora é réu no processo. As informações são do G1 SC

    O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) denunciou o motorista por lesão corporal culposa por quatro vezes com agravamento de os atropelamentos terem ocorrido na calçada e ele estar embriagado.

    > Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

    Segundo a denúncia do MPSC, quatro pessoas da mesma família foram atropeladas pelo homem na rua das Gaivotas, no bairro Ingleses, no Norte da Ilha de SC. O motorista estava em um estacionamento e tinha se envolvido em uma discussão. Ele dirigia uma Range Rover Sport blindada e apresentava sinais de embriaguez. 

    Ainda de acordo com a denúncia, o atropelamento aconteceu por volta das 18h20min. O motorista teria então posicionado o carro no portão para acessar a rua. Neste momento, ele acelerou o veículo de forma brusca e saiu “cantando pneu em alta velocidade", conforme a denúncia.

    > Sobe de 10 para 13 o número de regiões de SC em risco gravíssimo para coronavírus

    Ele perdeu então o controle do veículo e começou a trafegar em zigue-zague por cerca de 100 metros. Em seguida, invadiu a calçada e atropelou a família: uma adolescente de 15 anos, a mãe dela, de 35, o padrasto, de 38, e o irmão da garota, um jovem de 18.

    A adolescente ficou presa embaixo de uma das rodas do carro. Ela teve lesões gravíssimas, como fraturas nas duas pernas, nos dois braços, nas costelas e na clavícula, entre outras, e teve perfuração do pulmão e outros órgãos. As outras vítimas tiveram lesões leves. 

    Veja o vídeo do acidente: 

    Segundo a denúncia, além do motorista, outras três pessoas estavam no veículo. Após o atropelamento, elas fugiram. O homem tentou fazer o mesmo, mas a porta dele estava travada e ele precisou sair pela janela.

    Neste momento, um policial civil de folga abordou o motorista, impedindo a fuga. Ele e uma testemunha levam o motorista à recepção de um hotel. A Polícia Militar foi então acionada por moradores. 

    > Briga pelo fim de festa teria motivado duplo homicídio em São José

    A PM constatou o estado de embriaguez do motorista, que se negou a fazer o exame do bafômetro.

    O que diz a defesa do motorista

    Ao G1 SC, o advogado de defesa Felippe Laurentino disse haver utilização de "argumentos sem semelhança alguma com a verdade" na acusação e que vai esclarecer "a realidade dos fatos".

    "Certamente o dia 01 de janeiro de 2021 ficará marcado por essa infeliz tragédia, porém na ansiedade de julgar e condenar o acusado, não podemos permitir a utilização de inverdades", disse ainda um trecho da nota da defesa.

    Leia também:

    Morre o cardeal Dom Eusébio Oscar Scheid, ex-arcebispo de Florianópolis, vítima da Covid-19

    Criança morre ao cair da bicicleta do pai e ser atropelada por ônibus em Itajaí

    Falta de gasolina afeta pelo menos 100 postos na Grande Florianópolis

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas