nsc
    dc

    Família

    Pai internado em UTI após ciclone em SC vê nascimento do filho por vídeo

    Pedro nasceu em Joaçaba, enquanto Fábio se recuperava de acidente de trabalho em Chapecó

    22/07/2020 - 10h07 - Atualizada em: 22/07/2020 - 10h45

    Compartilhe

    Lariane
    Por Lariane Cagnini
    video
    Pedro, Patrício e Fábio, unidos por videochamada
    (Foto: )

    Internado na UTI vítima de acidente de trabalho, Fábio Junior Vargas, 40 anos, acompanhou o nascimento do filho por chamada de vídeo no Oeste de Santa Catarina. Funcionário público, ele trabalhava no restabelecimento da energia na região de Joaçaba, após a passagem do ciclone bomba, quando sofreu uma descarga elétrica. 

    Entenda o que é ciclone bomba, fenômeno que atingiu Santa Catarina

    No Hospital da Unimed, em Chapecó, Fábio falava com a esposa Patrícia Hoffelder, 36 anos, todos os dias por telefone. Ele levou o choque no domingo, 5 de julho, e quatro dias depois, Pedro nasceu. A bolsa estourou justamente após uma ligação, mas a publicitária não quis assustar o marido. Quando estava no Hospital Universitário Santa Terezinha de Joaçaba voltou a falar com ele, já em trabalho de parto ativo. 

    - Quando falei com ele eu já estava fazendo força, é a hora que a gente mais precisa de apoio, incentivo. Eu fechava o olho e escutava a voz dele no fundo dizendo "vai nega, você consegue, está tudo bem, vai dar tudo certo, só mais um pouquinho" - relembra Patrícia. 

    Ciclone, vendaval, tempestade, tornado e tufão: entenda a diferença

    A irmã de Fábio estava com ele no hospital, e pode ficar além do horário de visita para que ele conseguisse acompanhar o parto pelo celular. Com os braços feridos, Fábio não conseguia segurar o telefone, e por isso precisou de ajuda para não perder nenhum detalhe. Pedro nasceu de parto normal dia 9 de julho, às 17h, com 3.492 quilos e 49 centímetros. 

    - Pedro desceu rápido, e o Fábio sempre falando comigo, como se estivesse lá mesmo, participando de verdade. O doutor também muito atencioso, o tempo inteiro incentivando e explicando ao Fábio o que estava acontecendo - conta. 

    Exclusivo: Mandetta diz que SC vive ''transmissão intensa'' e alerta que pandemia vai acelerar em agosto

    Ainda em recuperação por conta das queimaduras, Fábio está internado em São José e não tem previsão de alta. Os primeiros dias do bebê, registro, vacina e consultas médicas, foram sem a presença do companheiro. 

    O que muda em 111 cidades de SC com as novas restrições contra Covid-19

    Eles têm também a filha Bianca, de seis anos, e esperam em breve poder se reencontrar. Por enquanto, contam com o apoio da família e amigos para que os dias passem da melhor maneira possível.

    - Voltar para casa depois com o bebê, e sem ele aqui, foi bem difícil, mas penso que tenho que ser forte aqui para ele ser forte lá e se recuperar - finaliza Patrícia.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas