nsc
    hora_de_sc

    TRADIÇÃO NATALINA

    Presépio de Natal: saiba a origem e como montar uma versão

    Entenda porque essa tradição surgiu muitos anos atrás e quais são as simbologias dos personagens

    18/12/2020 - 06h00

    Compartilhe

    Redação
    Por Redação Hora
    Cada personagem do presépio de Natal tem sua simbologia
    Cada personagem do presépio de Natal tem sua simbologia
    (Foto: )

    Há milhares de anos, uma história muito conhecida deu origem ao presépio de Natal, uma tradição que conhecemos e que é representada até os dias atuais por meio de desenhos, pinturas ou esculturas. No final do ano é muito comum percebermos a presença de presépios em casas, lojas e locais de trabalho e a narrativa que começou esse costume natalino é bem conhecida pela sociedade.

    > Comércio tem horário ampliado até a véspera de Natal em Florianópolis, Joinville e Blumenau

    > Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

    Na cidade de Nazaré, Maria, uma jovem muito religiosa, foi escolhida para ser mãe do filho de Deus. Após casar com José, um marceneiro, precisou viajar já grávida para a cidade de Belém, a fim de participar do recenseamento obrigatório, uma espécie de Censo daquela época. Depois de uma longa viagem feita a cavalo, o casal chegou à cidade. A localidade estava cheia e, por esse motivo, não haviam mais quartos em nenhuma hospedaria para que eles pudessem descansar.

    Sendo a estribaria o único lugar que encontraram para repousar, foi ali, diante de alguns animais, que Maria deu à luz ao menino Jesus. Ao nascer em um local simples, Jesus deu início a esse costume de Natal, que seria representado por milhares de anos.

    O presépio está presente em quase todas as casas, representando o nascimento de Cristo e completando a tradição do Natal. Assim como a troca de presentes, montar o presépio e dispor dessa imagem em um ambiente da casa, loja ou local de trabalho permite que o espírito natalino esteja cada dia mais vivo, contribuindo para a chegada das festas. Veja a seguir, tudo o que você precisa saber sobre este costume herdado até hoje!

    > Especial receitas de Natal: lombo recheado com maçã verde é receita prática, deliciosa e que não pesa no bolso

    > Árvore do bem NSC: o que é, como participar e até quando doar

    O primeiro presépio do mundo

    No Natal é comum encontrarmos lindos presépios também em lojas, praças e outros locais que não sejam frequentados exclusivamente por cristãos. Esta se tornou uma forma especial de preparar o ambiente para receber as festividades natalinas. 

    Contudo, apesar de ser uma tradição tão seguida hoje, são poucos aqueles que conhecem como surgiu o presépio. Para entender sua origem, devemos olhar para o passado. Afinal, foi no ano de 1223 que São Francisco de Assis montou o primeiro presépio. 

    > Projeto "Papai Noel SC" se reinventa durante a pandemia

    Com peças que foram confeccionadas em argila, o santo representou os personagens que presenciaram o nascimento de Jesus, sem esquecer de ilustrar a cena com animais vivos: o jumento e o boi. 

    Por ser um período em que grande parte das pessoas não sabiam ler nem escrever, a Igreja se valia de imagens para que o povo pudesse entender de forma clara o que diziam as Sagradas Escrituras. De acordo com a história, São Francisco de Assis buscava uma maneira mais simples de explicar aos camponeses da região como foi o nascimento de Cristo, uma vez que eles não compreendiam a narrativa da bíblia.

    Assim, o santo decidiu que naquele ano a celebração do nascimento de Jesus não aconteceria dentro da igreja, mas em um bosque. Pensando com cuidado em cada personagem, São Francisco de Assis transformou em o acontecimento em imagem dentro de uma gruta, tomando o cuidado de incluir animais vivos na representação. 

    > “Vacina eficaz contra coronavírus” é o pedido mais urgente para o Papai Noel

    > Como e onde fazer doações no Natal 2020 em Florianópolis

    A Igreja não permitia que fossem realizadas representações litúrgicas nas paróquias daquela época, por isso, o santo precisou pedir dispensa de tal proibição para conseguir facilitar a compreensão do povo a respeito do nascimento de Jesus. 

    No Brasil, a primeira cena de presépio foi apresentada para os índios e colonos portugueses em 1552, como uma iniciativa do padre José de Anchieta, missionário que participou da catequização dos indígenas brasileiros. 

    Significado do presépio

    Com a representação do presépio, São Francisco de Assis realizou a solene missa como forma de explicar para todos sobre o nascimento de Jesus, inclusive para aqueles sem estudo. Dessa forma, o presépio foi organizado como uma maneira do povo visualizar o acontecimento, sensibilizar-se e ter a mensagem do conteúdo evangélico. 

    > Campanha solidária em Florianópolis terá Árvore de Natal digital neste ano

    Além disso, cada personagem e elemento que é retratado no presépio natalino tem seu significado cristão. 

    Quem são os personagens do presépio

    Cada personagem presente no presépio representa uma figura muito importante que esteve presente no nascimento de Cristo. Além de Maria e José, mãe biológica e pai adotivo de Jesus, a representação conta com outros personagens muito importantes. A imagem do Menino Jesus deve ser adicionada ao presépio somente na noite de Natal. 

    Os três reis magos foram até o local de nascimento para presentear o menino. Gaspar, rei da Índia, levou incenso, Baltazar, rei da Arábia, ofereceu mirra e Belchior, rei da Pérsia, ouro. Cada um dos objetos carrega o seu próprio significado:

    • incenso, usado em atos de purificação, representando a divindade; • mirra, usada como medicamento, como forma de representar os aspectos humanos de Jesus; • ouro, como uma oferta aos deuses, representando a realeza.

    > Qual o dia certo de montar a árvore de Natal em 2020?

    São Francisco incluiu também personagens como pastores, para simbolizar a simplicidade do povo e anjos, como os responsáveis pela anunciação, atraindo os pastores para o local de nascimento. Entre os animais que presenciaram a cena, o santo escolheu:

    • jumento, representando a humildade dos pagãos; • boi, como a bondade e força do povo hebreu; • ovelhas que indicam que Jesus veio ao mundo para sacrificar-se e salvar as pessoas; • galo, anunciando a chegada do salvador.

    Quando o presépio começa a ser montado

    Como manda a tradição, o presépio deve ser montado no primeiro domingo do Advento (do latim, chegada, preparação para a chegada do natal), ou seja, entre a última semana de novembro e a primeira semana de dezembro, com exatamente 4 semanas antecedendo o Natal. 

    > Charge do Zé Dassilva: a cartinha do Natal 2020

    No entanto, o presépio não deve ser montado de uma só vez. De acordo com a tradição, algumas figuras devem aparecer aos poucos, de acordo com a aproximação da data. 

    Passo a passo para montar o seu presépio 

    De maneira geral, o presépio deve ser montado aos pés da árvore de Natal, no entanto, isso não é uma regra. O importante é que ele esteja em um local visível, que possa ser contemplado por todos os ângulos do ambiente. Para aqueles com bichos de estimação e crianças pequenas, o chão nem sempre é o local mais indicado. Montar o presépio em mesas de centro, aparadores e estantes acaba se tornando mais seguro. 

    > Campanha Papai Noel dos Correios será digital por causa da pandemia

    Busque um local no qual são feitas confraternizações e reuniões familiares, como salas de estar ou jantar. Após escolher o melhor local, inicie os passos a seguir: 

    • Na primeira semana do advento, última semana de novembro, inclua apenas o cenário de sue presépio, com os animais, pastores e a manjedoura vazia; • Na véspera do Natal, acrescente também Maria e José; • A meia noite do dia 24, o Menino Jesus deve ser colocado na manjedoura. Esse é o momento para que toda família se reúna, faça uma oração, cântico ou apenas uma reflexão; • Após colocar o personagem de Jesus, acrescente também as estrelas e os anjos; • Por fim, junte os 3 reis magos aos presépio.

    Passado o Natal e chegado o novo ano, é hora de guardar o presépio mais uma vez. De acordo com a Igreja católica, os enfeites de Natal e o próprio presépio devem ser recolhidos no dia 6 de janeiro, data também conhecida como Festa da Epifania. Em alguns locais do Brasil, essa festa é celebrada com procissões e missas especiais. 

    > NSC TV lança sétima edição do projeto Árvore do Bem

    Diferentes tipos de presépios

    Atualmente, os presépios podem ser encontrados de diferentes formas, tamanhos e jeitos, com os mais variados materiais, que podem incluir o barro, madeira, contas, areia, osso, ferro, tijolo, porcelana e até mesmo chocolate, como a representação feita em Portugal que rendeu um marco no Livro dos Recordes. 

    Além da tradição do presépio, o Natal também mantém o costume de trocar presentes na noite do dia 24. Essa é uma forma interessante que famílias e amigos ainda utilizam para desejar o melhor àqueles que amam, demonstrando afeto e gratidão. Contudo, você sabe de onde nasceu a tradição da troca de presentes de Natal? E do amigo secreto? Estes hábitos, que ainda fazem grande sucesso nos dias atuais, também foram criados a muitos anos atrás. Confira aqui como surgiu a tradição de dar presentes no Natal

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Entretenimento

    Colunistas