nsc
dc

Pandemia

SC confirma 21 casos da variante brasileira do coronavírus; maioria não viajou a outros estados

Estudo da Fiocruz aponta que as novas variantes do coronavírus já representam mais da metade dos casos em SC

11/03/2021 - 15h53 - Atualizada em: 11/03/2021 - 17h16

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Coronavírus em Santa Catarina
Quatro novos casos registrados são de moradores da Grande Florianópolis
(Foto: )

Mais quatro resultados confirmados de pacientes com a nova variante do coronavírus foram registrados em Santa Catarina, que agora já soma 21 pacientes contaminados com a variante P.1 do SARS-CoV2, conhecida como a "versão brasileira" do vírus, originária em Manaus.

> Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

> "É assustador", diz secretário da saúde de Joinville sobre efeitos da nova variante do coronavírus​​

Os resultados foram divulgados pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC) nesta quinta-feira (11). Os quatro novos pacientes são da Grande Florianópolis - dois de Florianópolis, um de São José e um de Biguaçu - e todos se contaminaram dentro do território catarinense, pois não viajaram recentemente para outros estados. São os chamados "casos autóctones", que representam transmissão local da variante dentro de SC. Dos 21 casos da P.1 já registrados em SC, 11 são de transmissão local e 10 em outras regiões do país.

Os casos foram confirmados pelo Laboratório Central de Saúde (Lacen) de SC, e as amostras passaram por análise na Fiocruz, no Rio de Janeiro. Até esta quinta, 329 amostras haviam sido enviadas para análise e 141 já passaram por sequenciamento.

Considerada mais transmissível, a variante brasileira do coronavírus já pode ser a predominante em Santa Catarina atualmente. É o que diz a Fiocruz em um estudo divulgado na semana passada, ao afirmar que 63% dos casos de Covid-19 em SC são de novas variantes.

> Variante do coronavírus pode estar atrás de explosão de internações em SC

Para a Secretaria de Estado da Saúde, a grande presença das variantes em SC pode ser uma das razões para o salto no número de casos e mortes nas últimas semanas, que fizeram o sistema de saúde colapsar. O secretário de Saúde, André Motta Ribeiro, chegou a afirmar que Santa Catarina é "o epicentro da cepa brasileira".

Os casos confirmados da variante brasileira em SC:

- um homem, de 55 anos, residente em Joinville (importado)

- um homem, de 69 anos, residente Amazonas (identificado em Florianópolis) (importado)

- uma mulher, de 64 anos; residente Amazonas (identificado em Florianópolis) (importado)

- um homem, de 71 anos, residente em Joinville (importado)

- uma mulher, de 54 anos, residente em Humaitá (AM) (importado)

- uma mulher, de 42 anos, Manaus (importado)

- uma mulher, de 40 anos, Manaus (importado)

- um homem, de 48 anos, Manaus (importado)

- um homem, de 39 anos, Joinville (autóctone)

- uma mulher, de 68 anos, Camboriú (autóctone)

- uma mulher, de 30 anos, Presidente Getúlio, com viagem para Acre (importado)

- um homem, de 36 anos, Presidente Getúlio, com viagem para Acre (importado)

- uma mulher, de 32 anos, Laguna (autóctone)

- um homem, de 39 anos, Joinville (autóctone)

- um homem, de 55 anos, Joinville (autóctone)

- uma mulher, de 31 anos, Chapecó (autóctone)

- uma mulher, de 52 anos, Chapecó (autóctone)

- uma mulher, de 48 anos, Florianópolis (autóctone)

- um homem, de 41 anos, São José (autóctone)

- uma mulher, de 45 anos, Biguaçu (autóctone)

- um homem, de 28 anos, Florianópolis (autóctone)

Colunistas