nsc

Pandemia

"Somos o epicentro da nova cepa", diz secretário de Saúde de SC sobre avanço da Covid no Sul do país

63% dos casos de coronavírus no Estado são causados por novas variantes

10/03/2021 - 17h33

Compartilhe

Mateus
Por Mateus Boaventura
Secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro
Secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro
(Foto: )

A variante brasileira do coronavírus é apontada por especialistas como mais transmível e a prova disso é a velocidade com que ela tem se espalhado principalmente pelo Sul do país. Recentemente, um levantamento do Observatório Covid-19 da Fiocruz identificou que 63% dos casos de coronavírus em SC são causados por novas variantes, mais transmissíveis.

> Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

> "É assustador", diz secretário da saúde de Joinville sobre efeitos da nova variante do coronavírus

Em entrevista ao CBN Hub, o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, disse que além da alta velocidade de transmissão a variante do vírus manifesta casos graves, o que pode ter acelerado o colapso na ocupação dos leitos de UTI.

> SC confirma mais sete casos da variante brasileira do coronavírus

— Nós temos aqui a doença grave com a cepa P1. Somos o epicentro dessa cepa brasileira. Em SC, 65% das pessoas são contaminadas com a cepa nova - mais a região toda: Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná — falou.

> SC prorroga restrições no final de semana e anuncia novas medidas contra o coronavírus

O estudo da Fiocruz avaliou cerca de mil amostras do vírus coletadas em oito estados brasileiros das regiões Nordeste, Sul e Sudeste. Seis demonstraram a presença da variante como dominante: CE (71,1%), PR (70,4%), PE (50,8%), RJ (62,7%), RS (62,5%) e SC (63,7%). 

Leia também

> “Covidário Brasil”, desabafa infectologista de Joinville sobre colapso na saúde

> Painel do Coronavírus: saiba como foi o avanço da pandemia em SC

> Cresce o número de crianças e adolescentes contaminados pela covid-19 em SC

Colunistas