nsc
an

Violência sexual

Suspeito de estupro no Centro de Joinville diz que entrou na loja para evangelizar

Homem foi preso na noite de quinta-feira

23/10/2020 - 09h54 - Atualizada em: 23/10/2020 - 14h03

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
Hassan
Por Hassan Farias
coletiva de imprensa
Crime ocorreu no Centro de Joinville, com uma jovem de 24 anos
(Foto: )

O homem suspeito de cometer um estupro em uma loja no Centro de Joinville prestou depoimento à Polícia Civil e disse que a vítima e ele "sentiram-se atraídos um pelo outro"; Ele teria entrado no local para evangelizar. A Polícia Civil ouviu a jovem de 24 anos e o suspeito de cometer o crcime. O homem foi preso às 22h30 pela Polícia Militar e encaminhado à delegacia.​

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

Segundo ele, a vítima teria relatado que estava com problemas no casamento e se sentiram atraídos durante a conversa. Ele também disse à polícia que o valor de R$ 220 teria sido entregue pela mulher para ajudá-lo em um projeto da igreja.

A polícia identificou a identidade do autor e, na sequência, as equipes deram início às buscas para efetivar a prisão em flagrante. Conforme as polícias Civil e Militar, em coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira (23), o suspeito afirmou em depoimento que a relação foi com consentimento.

> "Parecia uma boneca, imóvel", diz delegada sobre estupro em Joinville

Homem usava a bíblia para empregar o crime

Conforme a polícia, o homem, natural de Curitiba, tem passagens por crimes de violência sexual, como atentado violento ao pudor e por estupro, e já chegou a cumprir pena. Ele estava em liberdade condicional neste momento.

> Suspeito de estupro no Centro de Joinville tem passagens pelo mesmo crime em outras cidades

Ele utilizava a evangelização e a bíblia como pretexto para cometer os crimes. O suspeito tem histórico de crimes desde 2011. Ele chegou a cumprir pena em Curitibanos, com prisão em 2012.

A Polícia Civil já representou pela prisão preventiva do suspeito, mas a decisão depende agora da Justiça. Além disso, informações de que ele teria sido solto circularam nas redes sociais, mas a delegada regional de Joinville, Tânia Harada, afirma que são falsas.

> "Nunca presenciei uma situação dessas", diz delegado sobre estupro em Joinville

Caso aconteceu à luz do dia

O caso em Joinville aconteceu por volta do meio-dia, em um loja na rua João Colin, no Centro. A jovem de 24 anos estava sozinha no estabelecimento em que trabalha quando o homem entrou no local, vestido com roupa social e mochila.

Pelas imagens gravadas pela câmera de segurança, a Polícia Civil informou que foi possível ver ele fazer uma espécie de "ritual" com ela.

Ele foi encontrado mais tarde ao entrar em um hotel próximo da rodoviária, no bairro Anita Garibaldi. Ele estava com as mesmas roupas usadas dentro da loja onde ocorreu o crime. Ele foi preso pela Polícia Militar e levado para a delegacia.

Colunistas