nsc
dc

Japão

Tóquio 2020: confira 5 curiosidades sobre as Olimpíadas

Além das mudanças impulsionadas pela pandemia, a competição terá outros diferenciais em relação às edições anteriores

18/07/2021 - 04h00 - Atualizada em: 22/07/2021 - 15h14

Compartilhe

Por Rafaela Cardoso
Olimpíadas 2021 em Tóquio
Os jogos devem acontecer entre os dias 23 de julho e 8 de agosto
(Foto: )

Os jogos das Olimpíadas de 2020 estão programados para acontecer entre os dias 23 de julho e 8 de agosto de 2021. Já os Paralímpicos devem ocorrer entre 24 de agosto e 5 de setembro. A edição promete ser totalmente diferente do que já visto nos outros anos, já que vai acontecer durante a pandemia de Covid-19. Por isso, elencamos as principais curiosidades desta edição das disputas mais famosas do mundo.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Além das mudanças impulsionadas pela pandemia do novo coronavírus, como as medidas de proteção e a ausência de público nos estádios de algumas cidades, a 32º edição dos Jogos Olímpicos terá outros diferenciais em relação às competições anteriores.

Curiosidades sobre as Olimpíadas 2020

Japão novamente como sede dos jogos

Pela segunda vez, o Japão vai sediar a maior competição do mundo. O país já foi cenário dos Jogos Olímpicos em 1964. Tal edição se tornou um momento importante na história mundial, já que a Ásia estreou como sede das Olimpíadas.

À época, o evento também ficou marcado por ser a primeira grande transformação da metrópole após a Segunda Guerra Mundial, principalmente depois dos bombardeios realizados pelos Estados Unidos nas cidades de Hiroshima e Nagasaki durante a reta final do confronto.

> Tóquio 2020: relembre as aberturas mais marcantes das Olimpíadas

Adiamento histórico

A pandemia de Covid-19 forçou uma decisão inédita do Comitê Olímpico Internacional (COI): o primeiro adiamento da história dos Jogos Olímpicos em tempos de paz. Tóquio-2020, nome mantido devido a razões de marketing e marca, seria realizada inicialmente entre 24 de julho e 9 de agosto do ano passado, mas teve de ser adiada para 2021.

> Olimpíadas 2021: surf terá estreia nos jogos, entenda a modalidade

As Olimpíadas já foram canceladas em outros três momentos. O primeiro deles foi em 1919, devido à Primeira Guerra Mundial, quando a sede seria Berlim. Em seguida, o cancelamento ocorreu em 1940 e em 1944, por conta da Segunda Guerra Mundial, quando os jogos seriam realizados em Tóquio e Londres, respectivamente.

> Adiamento de Olimpíadas para 2021 em Tóquio não impacta sobre Paris-2024

Novos esportes

As Olimpíadas 2020 também têm novidades em relação aos esportes que fazem parte da competição. Agora, os atletas irão disputar medalhas no karatê, na escalada esportiva, no skate e no surfe.

> Veja mais notícias dos Jogos Olímpicos de Tóquio

Além desses quatro novos esportes, o beisebol e seu esporte irmão softbol retornam para a 32º edição dos Jogos Olímpicos, depois de ficarem ausentes nas duas últimas edições. O esporte é um dos favoritos dos anfitriões.

Ao todo, os jogos terão 339 eventos em 33 esportes, abrangendo um total de 46 modalidades.

> Surfe na Olimpíada de Tóquio terá representante de Santa Catarina

Edição mais cara

Além do adiamento de um ano, os esforços para conter o avanço da pandemia e tentar manter a segurança ao longo da competição, fizeram os custos aumentarem em cerca de US$ 2,8 bilhões (R$ 14,4 bilhões).

No fim do ano passado, o Comitê Organizador de Tóquio divulgou que o gasto oficial das Olimpíadas aumentou 22%. A previsão é de que os jogos custarão US$ 15,4 bilhões (R$ 79 bilhões).

Ariake Urban Sport Park, sede dos Jogos Olímpicos de Tóquio
Ariake Urban Sport Park, sede dos Jogos Olímpicos de Tóquio
(Foto: )

Com isso, as Olimpíadas de Tóquio passam a ser as mais caras da história. Até então, Londres-2012 tinha esse título, de acordo com um estudo comparativo da Universidade de Oxford publicado em setembro.

> O que é o skate park, categoria que deve ter atletas de SC nas Olimpíadas 2020

Jogos sustentáveis

O Japão é o segundo maior produtor do mundo de resíduos plásticos per capita, apenas atrás dos Estados Unidos. Para melhorar essa realidade e deixar um legado para as futuras edições, o tema das Olimpíadas no país nipônico é a sustentabilidade.

Começando pelas medalhas dos jogos, que foram 100% produzidas a partir de metais reaproveitados do lixo eletrônico.

Outras iniciativas sustentáveis também farão parte do evento, como carros elétricos, camas feitas de papelão reciclado para os atletas e eletricidade gerada a partir de fontes renováveis. Além disso, o pódio da cerimônia de premiação será de plástico reciclado.

*Com supervisão de Brenda Bittencourt

Tudo sobre as Olimpíadas de Tóquio 2020

Leia também

Olimpíadas 2021: veja quais são as modalidades

Olimpíadas 2021: quais são os países participantes

Ginasta de Florianópolis conquista medalha no pan-americano e carimba vaga para Tóquio

Colunistas