nsc
dc

Em ritmo lento

Vacina em SC: Esperança e incerteza marcam primeiro mês da imunização contra o coronavírus

Santa Catarina vacinou cerca de 2% da população e depende da chegada de mais doses para aumentar o ritmo da aplicação

18/02/2021 - 08h11 - Atualizada em: 18/02/2021 - 08h22

Compartilhe

Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Há um mês, o enfermeiro Júlio estava sendo vacinado em SC
Há um mês, o enfermeiro Júlio estava sendo vacinado em SC
(Foto: )

Um mês se passou desde que o enfermeiro Júlio César Vasconcellos de Azevedo, 55 anos, foi a primeira pessoa vacinada em Santa Catarina. Ele atua na linha de frente do combate à Covid-19 no Hospital Celso Ramos, em Florianópolis, e representou os profissionais da saúde no ato simbólico de vacinação no Estado no dia 18 de janeiro. De lá para cá, mais de 5,6 milhões de doses foram aplicadas no Brasil, sendo cerca de 176 mil em Santa Catarina.

> Acompanhe os dados sobre a evolução da vacinação contra o coronavírus em Santa Catarina

Júlio tomou a segunda dose da vacina no dia 10 de fevereiro em seu local de trabalho. O enfermeiro afirma que se sente mais leve e seguro, mas que não mudou muita coisa em sua rotina nesse último mês:

— Eu continuo usando máscara, me higienizando frequentemente e não frequentando locais com aglomeração. Vejo meus familiares e fico distante. Enquanto não tiver vacinação em massa, não tem como a gente facilitar. A UTI do Celso Ramos está lotada e, quando abre uma vaga, já vem outra pessoa para preencher.

> Se mantiver o atual ritmo, SC vai concluir vacinação contra o coronavírus em novembro de 2023

Mais de 100 mil profissionais da saúde já receberam pelo menos uma dose da vacina em Santa Catarina. Depois de 10 meses lutando diariamente contra o coronavírus e acompanhando muitos casos de contaminação, o enfermeiro conta que o clima ficou mais alegre no hospital:

— A gente nota que tem muita alegria no meio da nossa conversa. A gente continua usando todos os EPIs e tomando todos os cuidados, mas a gente está mais seguro, passamos dias mais contentes e conversando com mais leveza. Mas eu tomo muito cuidado, porque ainda posso pegar coronavírus de forma leve e transmitir para quem não tomou vacina — lembra Júlio. 

Ao todo, cerca de 32 mil pessoas já receberam a segunda dose no Estado, enquanto 143 mil apenas a primeira. 298 mil doses de vacinas chegaram em SC e um pouco mais da metade já foram aplicadas. Grande parte dos trabalhadores da saúde receberam o imunizante, assim como idosos de 90 anos ou mais, idosos que vivem em instituições de longa permanência, indígenas e pessoas com deficiência.

Já chegaram em Santa Catarina:

• 144 mil doses de CoronaVac - 1ª remessa • 47,5 mil doses de AstraZeneca - 2ª remessa • 21,6 mil doses de CoronaVac - 3ª remessa • 85 mil doses de CoronaVac - 4ª remessa

> Saiba como o Brasil pode ter toda a população vacinada contra Covid em 2021

Para que a próxima fase da vacinação de idosos entre 85 e 89 anos aconteça é necessário a chegada de uma nova remessa de doses do Ministério da Saúde. 

Na terça-feira (16), o governo de SC divulgou a segunda versão do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19 que amplia o público-alvo da vacina. Pessoas com deficiência grave, em situação de rua, presos, quilombolas, forças armadas, profissionais do transporte coletivo, aéreo, caminhoneiros e trabalhadores portuários, de indústrias e da construção civil foram incluídos nos grupos preferenciais.

Expectativa X Realidade

O governo de SC se mostra otimista em relação à vacinação e promete imunizar todas as 2,8 milhões de pessoas dos grupos prioritários ainda em 2021. Ao contrário da garantia, o dia a dia da imunização no Estado progride em passos lentos. 

Enquanto o governo de SC justifica a baixa velocidade da vacinação com o fato de o Ministério da Saúde não enviar mais doses, os dados mostram outras informações. 

Realmente o quantitativo de vacinas que chegam aos Estados é baixo. Blumenau, por exemplo, precisou interromper a campanha de vacinação por escassez de doses. Porém, enquanto Santa Catarina recebeu 298 mil vacinas em um mês, apenas 176 mil foram utilizadas. Ou seja, o ritmo de vacinação está baixo. 

> Estado quer reforçar vacinação na Grande Floripa e no Oeste

Nas outras campanhas de vacinação em Santa Catarina a velocidade de aplicação das doses era muito maior. Na campanha da gripe de 2020, por exemplo, a média de aplicações diárias foi de 20,1 mil, enquanto na campanha da Covid-19 é de 6,3 mil doses por dia, com base nos dados desta quinta-feira (18). 

Se mantiver o atual ritmo de vacinação, SC só conseguirá imunizar as 2,8 milhões de pessoas dos grupos prioritários com as duas doses da vacina em novembro de 2023. Os cálculos foram feitos pelo Monitor da Vacina contra o Coronavírus, do NSC Total, com base nos dados públicos divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde até segunda-feira (15).

O Brasil também decepciona na velocidade do processo. Poucas doses estão sendo distribuídas no país, com muitas cidades não conseguindo concluir nem a primeira fase de vacinação. Em um mês, o Brasil vacinou 2,6% dos brasileiros, considerando a projeção da população do IBGE. Enquanto isso, Santa Catarina vacinou cerca de 2% das pessoas que moram no Estado.

> Florianópolis aguarda novas doses da vacina contra Covid-19 para iniciar próxima etapa

Aprovação das vacinas

No mês de janeiro, a Anvisa liberou para uso emergencial as doses da CoronaVac produzidas no Brasil, pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac. A liberação anterior, que permitiu o início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil, era para as doses importadas da CoronaVac, fabricadas na China. A Anvisa também autorizou a utilização da AstraZeneca, produzida pela Fiocruz, e avalia a liberação das vacinas da Pfizer BioNTech, da Sputnik V e da Covaxim.

> Vacinação em SC: prefeituras têm 48 horas para decidir se acatam orientação do MP para acelerar processo

Relembre os fatos da vacinação

A enfermeira Mônica Calazans, 54 anos, foi a primeira pessoa a ser vacinada no Brasil, no dia 17 de janeiro. A profissional que atua na linha de frente da Covid-19 recebeu a primeira dose da CoronaVac minutos após a autorização do uso emergencial pela Anvisa dos imunizantes do laboratório SinoVac e da Fiocruz. 

Um dia após a primeira aplicação da vacina no Brasil, um avião da Força Aérea Brasileira trouxe 144 mil doses da CoronaVac para o Estado. No final da tarde, o governo de SC realizou um ato para o início oficial da vacinação com um representante do grupo de idosos, uma indígena e um profissional da saúde. Na terça-feira, 19 de janeiro, Santa Catarina começou a distribuição das vacinas para as regionais de saúde e municípios do Estado. 

A partir daí, a cada nova remessa que chega a Santa Catarina, o governo realiza uma nova distribuição de doses e envia aos municípios, para que a campanha possa progredir de acordo com as prioridades.

> Praia de São Francisco do Sul registra aglomeração durante o Carnaval

Tire suas dúvidas sobre a vacinação em Santa Catarina

O NSC Total conversou com quatro especialistas da área para tirar as suas dúvidas sobre a vacinação contra a Covid-19 em Santa Catarina; confira.

*Com supervisão de Raquel Vieira

Leia também

Volta às aulas em SC: Estado libera 100% da capacidade das salas

Capital tem UTIs lotadas e maior número de casos ativos em SC

Loja que vendia carne de cavalo como se fosse de boi é fechada em SC e dono acaba preso

Colunistas