nsc
nsc

Infraestrutura

Reurbanização da orla de Balneário Camboriú custará 4 vezes mais que alargamento

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
11/01/2022 - 14h59 - Atualizada em: 11/01/2022 - 15h00
Projeto de reurbanização da orla de Balneário Camboriú
Projeto de reurbanização da orla de Balneário Camboriú (Foto: Reprodução)

O projeto de reurbanização da orla de Balneário Camboriú custará US$ 60 milhões, o equivalente a R$ 337 milhões na cotação atual. O valor corresponde a quase quatro vezes o custo das obras de alargamento da Praia Central, que somaram R$ 88,3 milhões após correção contratual.

Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

Originalmente, o alargamento era mais barato. A obra foi licitada por R$ 66 milhões, mas o consórcio DTA/Jan de Nul requisitou revisão de valores de acordo com o índice de correção previsto em contrato.

A reurbanização ocupará uma parte da faixa de areia alargada. Assim como ocorreu com a praia, o calçadão também terá a largura mais do que triplicada para dar lugar a um “parque linear” à beira-mar. O projeto, que foi encomendado pelo Instituto +BC, foi desenvolvido pelo escritório de arquitetura Indio da Costa, do Rio de Janeiro.

Balneário Camboriú sobe para 3º lugar entre os imóveis mais caros do Brasil após alargamento

Em vídeo, o grupo de arquitetos responsável pelo projeto explicou que o conceito incorpora o calçadão à restinga e à faixa de areia.

A proposta inclui áreas de convivência, pistas para corrida e caminhada, três modelos diferentes de quiosques distribuídos por toda a orla, dog parks e áreas verdes. O projeto prevê a manutenção das árvores que já estão na Avenida Atlântica e o plantio de novas espécies. O calçadão terá uma nova cobertura, que substituirá os charmosos mosaicos de pedra portuguesa, que foram inspirados em Copacabana.

Balneário Camboriú terá disputa de arranha-céus pelo título de maior da América do Sul em 2022

O projeto de reurbanização será financiado por meio de um empréstimo internacional de US$ 120 milhões ao todo, que inclui projetos de mobilidade urbana como o túnel subaquático Itajaí-Navegantes e o transporte público interligado, com veículos elétricos. O empréstimo foi autorizado pela Comissão de Financiamentos Externos do Ministério da Economia (Cofiex) e agora depende de autorização do Legislativo. A expectativa é que a liberação ocorra ainda no primeiro trimestre.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz

Leia mais

Caravelas-portuguesas invadem Litoral Norte de SC; espécie é mais perigosa que água-viva

Quanto custa alugar um apartamento de luxo em Balneário Camboriú no verão

Efeitos colaterais da terceira dose da Pfizer; veja reações mais relatadas

Por que o alargamento da praia em Balneário Camboriú atraiu tubarões

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas