nsc
nsc

ORÇAMENTO APERTADO

Além da gasolina, o que mais está pesando no bolso do blumenauense

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
18/10/2021 - 14h21
Combustível está entre os produtos que mais subiram de preço nos últimos 12 meses
Combustível está entre os produtos que mais subiram de preço nos últimos 12 meses (Foto: Patrick Rodrigues)

A gasolina é a vilã da vez da inflação, mas não é a única que tem pesado no bolso do blumenauense. Gás, materiais de construção, alimentos in natura, alimentos semi-industrializados, materiais de escritório e produtos de limpeza também estão na lista de itens (veja abaixo) que têm colaborado para apertar o orçamento, segundo o Índice de Variação Geral de Preços (IVGP), calculado pela Furb.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

O IVGP acaba sendo o principal termômetro da oscilação de preços na cidade, já que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador oficial da inflação no Brasil, monitora o custo de produtos e serviços em um grupo reduzido de capitais de Estados – nem chega a incluir Florianópolis, por exemplo.

Embora IVGP e IPCA não sejam diretamente comparáveis, por utilizarem metodologias de cálculo distintas, ambos retratam um cenário semelhante de majoração de preços. O indicador medido pela Furb aponta uma inflação acumulada em 10,03% nos últimos 12 meses, considerando agosto como base. Já o IPCA soma alta de 10,25% no período de um ano, mas com o dado mais recente já considerando setembro.

Abaixo, a lista de itens que subiram acima da "inflação blumenauense" no período de um ano.

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Leia também

Empresa blumenauense de tecnologia PagueVeloz é comprada pela gigante Serasa

Atacarejo puxa expansão e Grupo Koch projeta faturar R$ 3,5 bilhões em 2021

B3 negocia compra da catarinense Neoway, gigante do big data, por mais de R$ 1,5 bilhão

Projeto prevê restaurante em terreno com casa histórica no Centro de Blumenau

Mercado público de Blumenau será maior que o previsto e está orçado em R$ 25,3 milhões

50 propagandas antigas de Blumenau que parecem estranhas, mas que já fizeram sentido

Altenburg confirma inauguração de fábrica de mais de R$ 30 milhões no Nordeste

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas