nsc
nsc

Pequenos negócios

Jovem de Blumenau perde emprego na pandemia, abre loja de donuts e já pensa em franquia

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
24/02/2022 - 11h34 - Atualizada em: 24/02/2022 - 13h33
Raquel Loos: de produtora de eventos a empreendedora
Raquel Loos: de produtora de eventos a empreendedora (Foto: Patrick Rodrigues)

As restrições impostas pela pandemia de Covid-19 ao setor de eventos não pouparam Raquel Loos. Produtora no ramo, a jovem, hoje com 28 anos, morava em São Paulo no início de 2020 quando foi desligada da empresa em que trabalhava. Sem emprego, ela voltou a Blumenau e decidiu empreender com um produto até fácil de encontrar na capital paulista, mas não tão comum por aqui: donut, um tipo de rosquinha bastante popular principalmente nos Estados Unidos.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

Há cerca de duas semanas Raquel abriu uma loja própria que ela diz ser a primeira de Blumenau exclusivamente voltada à massa açucarada frita, que pode receber as mais variadas coberturas. O ponto fixo, que fica em uma transversal da Antônio da Veiga, surgiu quase dois anos depois dela ter testado a primeira receita de donut, copiada de um vídeo no YouTube. Como é frequente na trajetória empreendedora, tudo foi muito difícil no começo.

— Eu nunca tinha feito doce na minha vida. Nem bolo — lembra.

Convicta de que o negócio tinha potencial, Raquel foi estudar. Por quase um ano fez um curso on-line para aprender técnicas da receita. Foram várias tentativas até chegar no ponto da massa que ela considera o ideal. No início, os pedidos vinham principalmente de parentes e amigos e eram entregues por delivery. As encomendas, no entanto, começaram a crescer, ao ponto dela ter visto a necessidade de abrir a loja.

Mesmo sem nunca ter sido doceira, Raquel tinha outras habilidades que foram úteis na estruturação do negócio. A experiência com produção de eventos – entre eles o Sambhawaii, no clube Bela Vista em Gaspar – ajudou em noções de marketing. Com atuação também no design, ela criou a primeira identidade visual da marca, batizada de Donut com Amor. O engajamento nas redes sociais também é um trunfo. A conta no Instagram já tem mais de 8 mil seguidores. Fotos e vídeos de donuts coloridos atiçam a curiosidade e estimulam a saliva alheia.

O negócio, conta ela, vai bem. Só no último sábado, Raquel vendeu cerca de 400 donuts, um recorde pessoal até aqui. A variedade do cardápio, que também inclui cafés, chama a atenção. São 24 opções de donuts, 20 doces e quatro salgados, todos 100% feitos de forma artesanal e alguns deles com ingredientes e receitas bem típicos da região – Linguiça Blumenau e banoffee, por exemplo.

Ela agora começou a testar uma massa sem glúten, para ampliar o público-alvo. E também está estudando criar sabores rotativos para ter algo novo e diferente na estufa toda semana.

Jovem empresária abriu a primeira loja da marca no dia 11 de fevereiro
Jovem empresária abriu a primeira loja da marca no dia 11 de fevereiro
(Foto: )

Plano para franquia

Raquel diz que já recebeu convite para montar uma loja dentro de um shopping de Blumenau. E que também foi sondada por gente interessada em tornar o negócio uma rede de franquias. Esta é uma possibilidade que está no radar, diz a empreendedora.

Antes, no entanto, ela tem planos para abrir uma segunda unidade em Balneário Camboriú. O desejo é encontrar um ponto no badalado balneário ainda a tempo da próxima temporada de verão. Só depois disso ela deve pensar melhor em franquear a operação.

— Quero deixar o modelo de negócio redondo primeiro — pondera.

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Leia também

Obra de reurbanização da Margem Esquerda em Blumenau começa em 2023, diz prefeito

Blumenau tem planos para tradicional imóvel enxaimel em frente ao Sesi

Alemão que liderou a T-Systems em Blumenau encara o desafio da própria empresa

Nova praça terá primeiro bar de cervejaria argentina em Blumenau

Fim dos cobradores e ar-condicionado nos ônibus de Blumenau estão no radar da Seterb​

Furb acha comprador e encaminha venda de terreno gigante em Gaspar

Blumenau recebe aval para primeiras obras beneficiadas por pacote bilionário de SC

Restaurantes de Indaial se unem para criar festival gastronômico

Multinacional de TI escolhe Blumenau para ser centro da expansão no Brasil​​​​​

Dono da Villa Germania em Indaial compra a maior produtora de codornas do Brasil​​​​​

Empresa de Blumenau é vendida por R$ 85 milhões a multinacional bilionária do Canadá​​​​​​

Marca Sulfabril é vendida e deve voltar ao mercado em 2022​

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas