nsc
nsc

Turismo e lazer

Licitação do Mercado Público de Blumenau termina sem propostas

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
24/11/2021 - 13h50 - Atualizada em: 24/11/2021 - 13h59
Estrutura está prevista para local onde hoje funciona a feira livre municipal
Estrutura está prevista para local onde hoje funciona a feira livre municipal (Foto: Divulgação)

O futuro Mercado Público de Blumenau sofreu novo revés. Nenhuma empresa se dispôs a construir e administrar o espaço entre as ruas Alberto Stein e Mariana Bronnemann, onde hoje funciona a feira livre municipal. A sessão para o recebimento das propostas estava marcada para às 14h desta quarta-feira (24), mas não surgiram interessados. Com isso, a licitação para concessão foi considerada deserta.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

A Secretaria de Turismo e Lazer vai avaliar a situação a partir de agora. O edital vai passar por alterações e ser republicado, mas ainda não há data para isso acontecer. 

O modelo de viabilidade econômica já era contestado nos bastidores e o secretário Marcelo Greuel admite que já esperava o resultado. A proposta agora será revista:

— Será um edital totalmente diferente desse. Já temos ele sendo formatado. Vendo a questão legal, para que seja um projeto com viabilidade econômico-financeira — diz.

> Condomínio em Blumenau pode ter mais moradores do que a população de 104 cidades de SC

A proposta original do Mercado Público foi desenhada em 2007. Inicialmente, previa uma estrutura de 7,4 mil metros quadrados. Depois de muito tempo travado, o projeto foi alterado. Aumentou de tamanho, para 11,9 mil metros quadrados, justamente para dar mais viabilidade financeira para potenciais investidores.

Ao todo, o espaço foi projetado para comportar até 34 boxes de produtos e serviços, com estacionamento no subsolo. O investimento neste primeiro edital estava estimado em R$ 25,3 milhões, a partir de valores calculados em setembro. A atual feira livre será mantida no local e vai ocupar o primeiro pavimento.

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Leia também

Britânia planeja investir R$ 130 milhões em nova fábrica de eletrodomésticos em SC​

Empresa gaúcha de refrigerantes abre novo centro de distribuição em Blumenau

Carta aberta ao Concurso Brasileiro de Cervejas reacende debate sobre racismo no setor

Segunda maior casa enxaimel de Blumenau vai ganhar anexo para ser concedida à iniciativa privada

Malwee reforça na COP-26 o papel de protagonista no debate ambiental na indústria​​

Natal em Blumenau tem potencial para ser a Oktoberfest de novembro e dezembro​​​​​​

Laboratório Hemos de Blumenau é vendido por R$ 35 milhões a gigante nacional da medicina

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas