nsc
    an

    Eleições 2020

    Eleições 2020: pesquisa indica Darci de Matos em primeiro para prefeitura de Joinville

    Pesquisa para prefeitura de Joinville ouviu 610 eleitores entre 18 e 20 de outubro, com margem de erro de quatro pontos percentuais para mais ou menos

    21/10/2020 - 23h13 - Atualizada em: 11/11/2020 - 12h39

    Compartilhe

    Cláudia
    Por Cláudia Morriesen
    Cristian Edel
    Por Cristian Edel Weiss
    foto mostra o candidato darci de matos
    Darci de Matos aparece na frente na pesquisa à prefeitura de Joinville nas eleições 2020, segundo Instituto Paraná de Pesquisas
    (Foto: )

    Darci de Matos (PSD) está na frente na corrida pela prefeitura de Joinville nas eleições 2020, de acordo com pesquisa eleitoral feita pelo Instituto Paraná de Pesquisas, contratada pela NSC Comunicação. O candidato tem 24,1% das intenções de votos, conforme o cenário apontado pela pesquisa.

    ​> Em site especial, saiba tudo sobre as eleições municipais 2020​

    Fernando Krelling (MDB) aparece em segundo, com 15,1%. Mesmo assim, não é possível dizer que, se as eleições fossem hoje, Krelling iria para o segundo turno com Darci de Matos. Isso porque ele empata com Tânia Eberhardt (Cidadania) no limite da margem de erro, já que a candidata tem 7,5% das intenções de votos e, ao oscilar dentro dos limites da margem de erro, eles podem apresentar a mesma pontuação em algum momento.

    > Quer notícias de Joinville e região por WhatsApp? Entre no grupo do AN

    Tânia Eberhardt também empata no limite da margem de erro com todos os demais candidatos. Os números referem-se à pesquisa estimulada, quando os entrevistados tiveram de responder em quem votariam na lista de 15 candidatos a prefeito confirmados para as eleições de Joinville em 2020.

    > Eleições 2020: A Notícia entrevista os 15 candidatos à prefeitura de Joinville

    > Governo Bolsonaro tem 52,9% de aprovação em Joinville; Moisés tem 18,9%

    A pesquisa foi feita entre os dias 18 e 20 de outubro e entrevistou 610 eleitores em Joinville, por telefone. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos, e o índice de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral.

    > Eleições 2020: consulte os candidatos a prefeito e vereador na sua cidade​

    Darci de Matos está na frente na pesquisa estimulada, com 24,1%. Fernando Krelling tem 15,1% e Tânia Eberhardt, 7,5% nas intenções de voto. Adriano Silva (Novo) e Dalmo Claro (PSL) aparecem em seguida, com 6,6% e 6,4%, respectivamente. Francisco de Assis (PT) tem 3,8% e Ivandro de Souza (Podemos) tem 3,3%. Anelísio Machado (Avante) e Nelson Coelho (Patriota) empatam com 2,6%. Em seguida estão Eduardo Zimmermann (PTC), com 1,5%; Marco Aurélio Marcucci (Republicanos), com 1,1%; Mayara Colzani (PSOL), com 1,1%; James Schroeder (PDT), com 0,8%; Adriano Mesnerovicz (PSTU), com 0,2%; e Levi Rioschi (DC), também com 0,2%.

    Outros 12,6% dos entrevistados disseram que vão votar em branco ou nulo. Há, ainda, 10,5% dos entrevistados que disseram que não definiram o voto ou que não quiseram responder.

    > Relembre como foi a votação por bairros para prefeito de Joinville em 2016

    Darci de Matos e Fernando Krelling têm os maiores índices de rejeição

    A pesquisa também perguntou aos entrevistados em quem a pessoa não votaria de jeito nenhum. Darci de Matos (PSD), com 28,7%, e Fernando Krelling (MDB), com 18,4%, têm a maior rejeição. Francisco de Assis (PT) aparece com 12,3%. Os demais candidatos variaram entre 3,1% e 8,5% de total reprovação.

    Outros 5,2% dos entrevistados disseram que poderiam votar em qualquer um dos candidatos, e 27% responderam que não sabem ou que preferiam não responder.

    > Eleições 2020: veja as propostas dos candidatos a prefeito de Joinville

    Gestão de Udo Döhler tem 54,6% de reprovação

    A pesquisa também perguntou aos entrevistados sobre a atual gestão de Joinville. O prefeito Udo Döhler, que está concluindo seu segundo mandato consecutivo, recebeu apenas 19,2% de aprovação. A administração foi considerada ótima por 3,1% das pessoas que participaram e boa por 16,1%.

    A maioria reprovou a gestão de Udo Döhler: 54,6% — deste total, 16,1% dos entrevistados consideraram a atual administração municipal ruim e 38,5% avaliaram como péssima. Um grupo de 24,6% avaliou como regular e 1,6% não soube responder ou não quis opinar. Foi o pior índice de aprovação entre os prefeitos das cidades que passaram pela pesquisa do Instituto Paraná, encomendada pela NSC.

    Já sobre a administração do atual prefeito Udo Döhler durante a pandemia do novo coronavírus, 33% dos entrevistados aprovou a atuação no combate à doença: 4,6% avaliou como ótima e 28,4% como boa. Já 28,1% dos entrevistados não aprovou a atuação no combate ao coronavírus: 10,7% responderam que foi ruim e 17,4% responderam que foi péssima. Os que responderam como regular foram 36,2% e 2,8% disseram que não sabem ou não quiseram opinar.

    Isolamento social e desemprego foram os principais impactos da pandemia

    A pesquisa ainda perguntou o que mais impactou a vida dos entrevistados durante a pandemia do novo coronavírus. Nesta pergunta, cada entrevistado podia indicar mais de uma situação. Em Joinville, o isolamento social/não poder sair de casa foi apontado por 25,1%.

    Contrastando com a resposta, 20% dos entrevistados afirmaram não ter sentido qualquer impacto devido à crise sanitária. Outros 17,7% disseram que ficaram desempregados e 11,1% relataram que a renda diminuiu ou que tiveram prejuízos financeiros. O fechamento do comércio impactou 6,2%.

    FICHA TÉCNICA

    Período avaliado: entre 18 e 20 de outubro de 2020 Amostra: 610 eleitores Método: a pesquisa foi feita por telefone, devido à pandemia da Covid-19 Margem de erro: a máxima estimada é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos Nível de confiança: 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral. Solicitante: pesquisa contratada por NSC Comunicação Registro no TSE: sob o número SC-09706/2020.

    Leia também sobre as Eleições 2020:

    > Pesquisa indica 2º turno entre Hildebrandt e Kleinübing em Blumenau

    > João Rodrigues tem 38,9% dos votos em Chapecó, diz pesquisa

    > Em Criciúma, pesquisa mostra Clésio Salvaro com 64% dos votos

    > Ibope Floripa: Gean tem 44%; Ângela, Pedrão e Elson empatam em 2º

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Política

    Colunistas