O golpe dos nudes é o tema do quarto episódio do Linha Direta, da TV Globo. O crime virtual consiste na extorsão de usuários de redes sociais após o envio de fotos íntimas. Ou seja, após receberem as imagens – os famosos “nudes” – de pessoas escolhidas para o golpe ser aplicado, os criminosos buscam extorquir dinheiro para que as imagens não sejam reveladas. Entenda aqui tudo sobre o golpe dos nudes e como acontece o crime que é tema do Linha Direta.

Continua depois da publicidade

Há diversos relatos pelo país de golpe dos nudes e a TV Globo comunicou que o episódio do Linha Direta focará em uma quadrilha do Rio Grande do Sul. Inclusive, catarinenses foram vítimas desse esquema. Mas, de forma geral, o golpe dos nudes acontece de forma bem semelhante em diferentes regiões do país.

Quadrilha que fingia ser da polícia e dava o golpe dos nudes em catarinenses é presa no RS

De acordo com investigações, quadrilhas organizam-se para criar diversos perfis falsos nas redes sociais. Contas com imagens de mulheres são as preferidas dos criminosos. Após criar os perfis, os golpistas começam a adicionar mais usuários e iniciam a “captação” de vítimas. Homens são a presa mais fácil dos golpistas nesse esquema de golpe.

Com o perfil falso criado e a vítima adicionada, os golpistas iniciam a troca de mensagens. Há propostas de relacionamento, de encontros, enfim. É nesse momento, de mais intimidade, que o golpe dos nudes acontece. Segundo os casos já detectados no Brasil e que serão mostrados no Linha Direta, há duas formas de extorsão mais comuns: a primeira, é o golpe da falsa menor; e a segunda, é o golpe da traição. Inclusive, esse último tipo de golpe de nude já foi detectado em Santa Catarina.

Continua depois da publicidade

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Golpe dos nudes e a quadrilha do Rio Grande do Sul

O golpe dos nudes que será mostrado no Linha Direta tem o Vale dos Sinos, no Rio Grande do Sul, como localidade central do esquema. O “diferencial” desse grupo é que eles se passavam por policiais para estorquir dinheiro das vítimas.

Como funcionava o golpe dos nudes pelo grupo gaúcho:

  • Primeiro, a quadrilha criava um perfil falso nas redes sociais e adicionava vítimas
  • Após conversas com conotação sexual e envio de fotos íntimas, os criminosos fingiam ser os responsáveis por uma menor de idade (a qual estaria enviando fotos e seria a “dona” da conta)
  • Ameaças eram feitas e o grupo buscava extorquir a vítima em troca de silêncio
  • Para garantir o envio de dinheiro, os criminosos do golpe dos nudes até simulavam serem policiais que receberam a denúncia do caso
  • Duas delegacias falsas chegaram a ser montadas em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, para a extorsão das vítimas
  • Alegando serem policiais, os golpistas mostravam documentos com marcas do Ministério Público e da Polícia Civil
  • O cenário falso e os documentos serviam para que os golpistas fingissem ser policiais corruptos atrás de dinheiro para não realizar prisões

Golpe dos nudes versão “falsa menor”

Para conseguir tirar dinheiro das vítimas, os golpistas precisam fazer com que as conversas não sejam reveladas. Com o avanço na intimidade entre o perfil falso e a vítima, a troca de fotos íntimas pode ser sugerida por uma dos envolvidos. Então, o golpista envia um “nude”, foto em que alguém aparece sem roupa ou em uma posição sexual.

Quando o usuário recebe a foto e interage com ela, o golpe começa. Os criminosos afirmam que as fotos enviadas são de uma ou de um menor de idade e pedem dinheiro para que a polícia não seja comunicado. Ameaças começam a ser frequentes e os golpistas até usam informações repassadas na conversa para intimidar as vítimas.

Continua depois da publicidade

Golpe dos nudes versão “traição”

Outra forma de conseguir dinheiro das vítimas é buscar pessoas casadas ou em um relacionamento. O envio do “nude” acontece da mesma forma, após a intimidade de conversas entre o golpista e a vítima. E se o alvo está em uma relação, o golpe do nude vira o golpe da traição.

Ao ameaçar entrar em contato com a esposa ou o esposo da vítima, por exemplo, o golpista consegue criar espaço para intimidação e extorsão de dinheiro. Em Santa Catarina, por exemplo, duas mulheres conseguiram extorquir dinheiro de pelo menos 50 vítimas de quatro estados: SC, RS, PR e RJ. Os alvos eram homens casados, de meia idade e com bom poder aquisitivo, que eram atraídos pelas redes sociais e depois extorquidos.

Foi vítima de extorsão ou do golpe do nude? Saiba o que fazer

Se você desconfia que foi vítima do golpe dos nudes, a primeira ação é denunciar o caso. Não tenha medo de expor a situação para a polícia ou vergonha da situação.

Outro passo importante é bloquear o acesso aos dados bancários e criar verificação de duas etapas nos aplicativos, assim os golpistas de nudes não conseguem acessar as suas informações para conseguir informações que apoiem a extorsão.

Continua depois da publicidade

Como não cair no golpe do nudes

A Polícia Civil de Santa Catarina tem dicas para a proteção de golpistas como os que aplicam o golpe dos nudes. Confira abaixo como ficar seguro e não cair nesse tipo de extorsão.

  • Nunca compartilhe fotos íntimas pela internet. Depois de compartilhada, a foto ou vídeo pode circular entre milhares de pessoas;
  • Desconfie sempre de solicitações de amizade, através das redes sociais, de pessoas que você não conhece;
  • Não forneça seus dados pessoais para estranhos em ligações ou mensagens por WhatsApp ou SMS;
  • Cuidado com operações bancárias para pessoas do seu círculo familiar ou de amigos, principalmente quando isso é solicitado exclusivamente do WhatsApp;
  • Não aceite fotos ou “nudes” de contatos estranhos ou que você não conhece pessoalmente e não possui um relacionamento.

Saiba mais sobre o retorno do Linha Direta em 2023

Para quem não lembra, o Linha Direta já foi um grande sucesso da grade da Globo. Entre os anos de 1990 e 2000 – ou seja, durante uma década – o reality que mistura realidade com encenação de crimes reais ficou entre os líderes de audiência. Além disso, o Linha Direta é considerado um pioneiro do gênero “true crime” – na tradução livre, crime verdadeiro – dentro da televisão brasileira.

A ideia por trás de cada edição do Linha Direta é distinta da primeira versão. A cada quinta-feira, o programa irá abordar diferentes temas e crimes. A estreia do Linha Direta, por exemplo, abordará o caso Eloá como um feminicídio, embora o crime nem existisse na época.

Continua depois da publicidade

O tipo de homicídio, que é o assassinato de uma mulher resultante de violência doméstica ou discriminação de gênero, foi promulgado por Lei somente em 2015. Violência contra criança, LGBTfobia, crimes na internet e racismo serão outros assuntos para os episódios temáticos.

Horário do Linha Direta em 2023

A Globo preservou o dia e horário em que o Linha Direta era exibido nas décadas de 1990 e 2000. O horário do Linha Direta será às 23h, nas quintas-feiras.

Na programação da Globo ele é descrito como um “conteúdo investigativo que se une à uma estrutura narrativa que combina apresentação, reportagem, entrevistas e simulações de casos que ganharam destaque na sociedade brasileira”. A exibição será após o Cine Holliúdy.

Relembre os episódios do Linha Direta em 2023

Continua depois da publicidade

Leia também

Grupo que faturou R$ 1,2 milhão com “golpe dos nudes” é indiciado em Criciúma

Destaques do NSC Total