nsc
an

Segurança

Homem suspeito de estupro em loja no Centro de Joinville tem prisão preventiva decretada

Ele já está detido desde quinta-feira no Presídio Regional de Joinville e deve continuar recluso por conta da nova decisão

24/10/2020 - 19h35 - Atualizada em: 25/10/2020 - 06h26

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Polícia Civil conduziu investigação do caso, que ocorreu na última quinta-feira
Polícia Civil conduziu investigação do caso, que ocorreu na última quinta-feira
(Foto: )

O homem suspeito de estuprar uma jovem em uma loja no Centro de Joinville teve a prisão preventiva decretada neste sábado (24). Ele já estava detido por prisão em flagrante desde a noite de quinta-feira (22), data em que ocorreu o crime, mas agora deve permanecer recluso em função da nova decisão.

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

O suspeito está no Presídio Regional de Joinville, onde deve seguir enquanto for necessário para as investigações, sem prazo definido. Conforme a Polícia Militar, o homem suspeito do estupro foi preso quando estava entrando em um hotel perto da rodoviária, no bairro Anita Garibaldi.

Ele foi reconhecido com a ajuda das imagens das câmeras de segurança da loja onde ocorreu o crime, além de outras câmeras que registraram o trajeto feito por ele após sair do estabelecimento onde a jovem foi violentada.

> "Parecia uma boneca, imóvel", diz delegada sobre estupro em Joinville

De acordo com documentos encontrados com o suspeito, ele tem 70 anos. A Polícia Militar informou que ele tem passagens por estupro em Blumenau e em Curitiba.

> Suspeito de estupro tem passagens pelo mesmo crime em outras cidades

O caso

Uma mulher de 24 anos foi vítima de estupro dentro de uma loja no Centro de Joinville, na última quinta-feira (24). O crime ocorreu por volta do meio-dia, em uma loja da rua João Colin. A jovem estava sozinha no local de trabalho quando um homem entrou no estabelecimento vestido com roupa social e mochila. Ele violentou a mulher e ainda levou R$ 220 do caixa.

> Homem ficou uma hora na loja e teria feito "ritual" com a vítima, diz Polícia Civil

Leia mais:

> Em depoimento, suspeito diz que entrou na loja para evangelizar

> "Nunca presenciei uma situação dessas", diz delegado sobre estupro em Joinville

Colunistas