nsc
dc

Inquérito policial

Investigação sobre queda de balão com ex-BBB no Sul de SC vai apontar se houve falha humana

Duas pessoas internadas com fraturas causadas por causa de pouso forçada tiveram alta hospitalar

20/08/2021 - 05h00 - Atualizada em: 20/08/2021 - 06h55

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Rajadas de 70km/h teriam forçado pouso, diz prefeitura
Rajadas de 70km/h teriam forçado pouso, diz prefeitura
(Foto: )

Um inquérito policial aberto pela Polícia Civil vai apurar as circunstâncias pouso de emergência de três balões de ar quente em Praia Grande, no Sul de SC, na última quarta-feira (18). Perícias já requisitadas devem indicar, segundo a polícia, se houve problemas no equipamento, falha humana ou se foi um fato relacionado à natureza.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Na ocasião, ao menos oito pessoas participavam do passeio, entre elas o ex-BBB da edição 20, Lucas Gallina, de 28 anos. O piloto e um turista sofreram fraturas no braço e clavícula após a manobra e precisaram ser hospitalizadas. Ambos receberam alta na quinta-feira (19).

Responsável pelas investigações, o delegado da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Araranguá, Jair Pereira Duarte, informou os próximos passos:

- Vão ser ouvidos todos os envolvidos, inclusive todos os donos das empresas [dos balões], os funcionários e o próprio piloto [que teria caído do balão durante o pouso].

Ainda segundo Duarte, a perícia será fundamental para determinar se houve falhas ou se o caso é atípico e consequência de um evento da natureza, como o vendaval que teria ocorrido no momento do passeio.

- Se confirmado que houve falha, alguém poderá ser responsabilizado, em princípio, por lesão corporal culposa. Mas ainda é cedo para concluir. Temos que apurar e ver todas as circunstâncias - conclui.

Famosos formados em cursos bem curiosos e bizarros

Segundo a prefeitura, rajadas de vento de até 70km/h teriam causado o incidente, mas todos os pilotos envolvidos no passeio serão reunidos pela prefeitura para apurar a situação. 

Ao todo, 12 balões precisaram realizar a manobra, mas três deles apresentaram os maiores prejuízos materiais. A atividade está suspensa na cidade temporariamente.

Inverno 2021: será que vem mais frio pela frente em Santa Catarina?

Capadócia brasileira

Praia Grande, onde ocorreu o incidente, se intitula como "Capadócia Brasileira", como referência a cidade turca famosa pelos passeios de balão de ar quente. A atividade é estimulada no município há 5 anos e, segundo a prefeitura, essa é a primeira vez que ocorreu um pouso forçado com feridos.

Durante o passeio, os balões passam pelos canyons dos parques de Aparados da Serra e Serra Geral, entre Praia Grande, no Sul de Santa Catarina, e o Rio Grande do Sul. Cerca de 50 balões sobrevoam a área por dia noss fins de semana. 

Leia também

Quem é o ex-BBB que estava no balão de ar quente que caiu no Sul de SC

Pastor é indiciado em SC por expressar preconceito após criticar trabalho sobre diversidade em escola

Paraguaia morta por asfixia no Sul de SC foi vítima de latrocínio, conclui polícia

Sexo em público é crime? Entenda a sentença

Colunistas