nsc
hora_de_sc

SOL RACHANDO

Melhores horários para ir à praia em Santa Catarina

Guia completo para curtir a praia sem pegar insolação

27/08/2021 - 04h00

Compartilhe

Redação
Por Redação Hora
O sol faz bem à saúde. Mas é preciso tomar cuidado para aproveitar o calor sem abusar.
O sol faz bem à saúde. Mas é preciso tomar cuidado para aproveitar o calor sem abusar.
(Foto: )

Durante as temperaturas mais altas, a maioria das pessoas busca uma pele bronzeada e com aspecto saudável. Esse desejo está diretamente relacionado aos melhores horários para ir à praia. Afinal, nada melhor que poder curtir o litoral tão generoso de Santa Catarina.

> Saiba como receber notícias de Santa Catarina no WhatsApp

Praias paradisíacas de águas claras, areias brancas, muito verde no entorno. Com toda esta beleza natural, é fácil entender as razões que levam tanta gente a amar se deleitar ao sol e, de vez em quando, molhar os pés no mar pra refrescar.

Melhores horários para ir à praia em SC

Além de espaço de lazer, ir à praia aguça a vontade de alcançar aquele bronzeado de dar inveja. Mas é preciso ficar esperto. De acordo com especialistas, os raios mais saudáveis brilham antes das 10 e depois das 16 horas.

É que nesse período, há menor incidência dos raios ultravioleta A e B (UVA e UVB). Fora desse intervalo de tempo, todo cuidado é pouco.

A exposição ao sol no período recomendado não é apenas para garantir uma cor bonita. Ao evitar este intervalo de tempo entre estes dois horários, a pessoa está cuidando da sua saúde no geral.

Mais do que uma queimadura, a exposição indevida pode causar envelhecimento precoce da pele, aparecimento de manchas e até doenças mais graves, como o câncer de pele.

Por isso, além de priorizar os melhores horários para ir à praia, evitando o sol entre às 10 e 16 horas, ficar sem passar um filtro solar adequado ao seu tipo de pele em todo o corpo, nem pensar!

Quem imagina que o filtro solar impede o tão desejado bronzeado se engana. É o contrário. O uso do protetor contra o sol preserva a cor por mais tempo. Os bons produtos evitam, inclusive, a descamação, que normalmente ocorre quando a pele foi exposta aos raios solares.

> Conheça opções para curtir o verão em Joinville

Diante disso, ao comprar um protetor solar, é importante observar se há menção no rótulo sobre proteção para os raios ultravioleta do tipo A e B (UVA e UVB). A proteção UVB garante proteção contra as queimaduras, enquanto a proteção UVA confere proteção contra o envelhecimento precoce e o câncer de pele.

Mais dicas para você se proteger do sol

Para quem não pode ou não consegue evitar a exposição ao sol no horário mais quente do dia, entre às 10 e 16 horas, é mandatório seguir algumas recomendações antes de se expor ao sol. Confira o que fazer:

Evite estar diretamente exposto à luz do dia, preferindo ficar sob a proteção de um guarda-sol. Mas é preciso ficar alerta neste aspecto também. Porque o guarda-sol ameniza os efeitos diretos do sol, mas não impede a passagem dos raios UVB;

Vale lembrar que esses raios também são refletidos pela areia ou água. Portanto, o ideal é fugir do sol, ficando num quiosque ou num restaurante, por exemplo;

Procure usar chapéu de abas largas ou bonés e óculos escuros para proteger os olhos e o rosto dos raios solares;

> 5 Rotas para Stand Up Paddle em Santa Catarina

Use protetor solar com fator de proteção solar de acordo com o seu tipo de pele. Adultos com peles claras e sensíveis e crianças, por exemplo, devem usar fator de protetor solar (FPS) 50. Já os adultos com peles morenas devem usar FPS 30 e com pele negra, FPS20;

Evite bebidas alcoólicas. Por exemplo, a querida bebida dos brasileiros, a cerveja faz com que a pessoa perca mais água porque é diurética. Se for beber, sempre intercale a alcoólica com água.

O indicado aqui é beber bastante líquido, dando preferência para água, água de coco ou sucos de frutas;

Ao se alimentar, prefira os alimentos frescos, como frutas, saladas cruas e carnes grelhadas, preferencialmente sem molhos.

Ao seguir estes cuidados, é provável que você não colocará sua saúde em risco. No entanto, é preciso uma atenção especial às crianças.

No caso dos pequenos, proteja-os, optando pelos melhores horários para ir à praia. As crianças não devem ficar expostas ao sol para se bronzear e sempre que elas estiverem brincando no sol, os pais ou responsáveis devem passar o filtro solar e seguir todos os cuidados para resguardá-las.

Vista da Praia Mole e Praia da Galheta (ao fundo).
Vista da Praia Mole e Praia da Galheta (ao fundo).
(Foto: )

Usando o protetor solar corretamente

Se em dias nublados, já são importantes, imagine, então, em dias de sol forte. Mas você sabe passar o protetor solar de forma correta? Veja, abaixo, como agir para obter um bronzeado mais uniforme e sem tantos riscos à saúde:

Aplique o protetor solar na pele ainda seca, pelo menos 30 minutos antes da exposição solar;

Reaplique o protetor solar a cada duas horas;

Opte por um protetor solar específico para sua cor da pele. E se puder, use um deles para o rosto e outro para as demais partes do corpo;

Não se esqueça do protetor labial;

Aplique o protetor por todo o corpo de forma uniforme, cobrindo as partes mais sensíveis, como o pescoço, os pés, palmas da mão e as orelhas;

Não fique muito tempo diretamente exposto ao sol. Prefira os já citados melhores horários para ir à praia, evitando o sol mais nocivo.

> Veja as praias próprias para banho em Santa Catarina

Os cuidados continuam no pós-sol

Se você optou pelos melhores horários para ir à praia, seu período pós-sol tem tudo para ser mais tranquilo. O recomendado é tomar um banho com água mais fria do que quente. A seguir, idealmente, use loção pós-sol e um hidratante.

Estes produtos são desenvolvidos para acalmar a pele, hidratar e evitar que descasque. Essa rotina de cuidados é forte aliada para um bronzeado mais prolongado.

Se apareceu o sol, esquentou e você já está se programando pra aproveitar o clima de verão que neste ano apareceu em pleno inverno, uma das atividades mais prazerosas é ir à praia. 

Além de curtir o calor nos melhores horários para ir à praia, não custa nada se ligar também em alguns procedimentos.

Pra quem quer prolongar o bronzeado recém-adquirido, a alimentação deve seguir uma determinada linha. Existem alguns alimentos ricos em carotenoides que estimulam a produção de melanina. Ao mesmo tempo em que dá cor à pele, esta substância fornece proteção contra os raios solares.

> Cuidados com a pele e a alimentação fazem parte de um verão saudável

E olha que incrível: além de ajudar a pele, os carotenoides são antioxidantes que também fortalecem o sistema imunológico e previnem doenças. Acerola, manga, melão, tomate, goiaba, abóbora, couve e mamão são ricos em carotenoides.

Esses alimentos devem ser ingeridos diariamente para prolongar o bronzeado e proteger a pele. Acompanhe, agora, o poder de outros alimentos, verdadeiros aliados de uma pele bonita e saudável:

Cenoura

A cenoura possui vitaminas A, C, B2 e B3. Além disso, o vegetal tem betacaroteno, provitamina que, em sua oxidação no organismo, ajuda a alcançar e prolongar o tão sonhado bronzeado.

Brócolis

Assim como a cenoura, o brócolis também é rico em betacaroteno, auxiliando na formação da melanina e fornecendo substâncias fotoprotetoras. Isso faz com que a pele fique mais morena e não com aquele aspecto de queimada aparentando vermelhidão.

> 4 praias com belezas naturais para descobrir no verão em Santa Catarina

Beterraba

Rica em vitamina A e potente antioxidante, a beterraba também colabora para o bronzeado. A versão crua é a que oferece maior concentração nutritiva.

Melancia

A melancia é uma das frutas que mais combinam com as temperaturas mais altas. Nada melhor do que saboreá-la geladinha, doce e suculenta em um dia de praia. É que o lipocopeno, carotenoide presente nas frutas vermelhas, colabora com a proteção da pele contra os raios ultravioleta e ainda ajuda a manter a pele com um bronzeado bonito.

Chocolate amargo

O chocolate amargo pode ser poderoso naqueles dias que você passou do horário no sol e ficou vermelho, querendo se livrar desse incômodo. Por oferecer flavonoides, substância antioxidante, o chocolate auxilia na ativação da circulação sanguínea, fazendo com que a pele se recupere mais rapidamente.

> Rios de Joinville são alternativa para se refrescar sem enfrentar congestionamentos

Diga não para insolação

A exposição no horário de maior incidência dos raios solares pode causar muitos problemas instantâneos à saúde. Entre elas, a insolação. Mal que costuma acometer quem toma muito sol na cabeça, principalmente, entre 10 e 16 horas.

Quando a pessoa fica muito tempo sob um calor forte, como o sol quente da praia, a temperatura do corpo sobe. A insolação ocorre quando o organismo esquenta muito.

Quando o mecanismo não dá conta de abaixar a temperatura, se instala uma desidratação aguda. Idosos e crianças estão mais suscetíveis à insolação. Mas jovens e adultos não estão livres disso. Confira os sintomas da insolação:

  • Tontura e sensação de desmaio;
  • Mal-estar;
  • Náusea e vômito;
  • Tremores;
  • Febre;
  • Boca Seca;
  • Dor de cabeça.

Quando falamos de insolação, uma questão importante a ser enfatizada é sobre o uso do protetor solar. Ele não protege quando há uma exposição excessiva ao sol. Para evitar a insolação, não há milagre. 

A prevenção é muito simples. Basta optar pelos melhores horários para ir à praia, ingerir muito líquido e seguir os cuidados apontados até agora.

> Quais as melhores praias de Florianópolis dependendo da direção do vento?

O sol faz bem. O que não pode é abusar

Há consenso de que o sol é essencial para a vida das pessoas. O astro-rei auxilia a produção de vitamina D, essencial para os ossos, por exemplo. Claro que isso tudo vale se a opção for pela exposição em horários saudáveis.

A máxima “aprecie com moderação” vale nesta questão também. Opte pelos melhores horários para ir à praia. E no dia a dia, lembre-se que a vitamina D é bem aproveitada pelo corpo quando a pessoa expõe pernas e braços ao sol por um período de, aproximadamente, 15 minutos por dia. Nesse caso, sem o uso de protetor solar.

Como estão as praias de Santa Catarina para o verão

Leia também

Quatro praias com belezas naturais para descobrir no verão em Santa Catarina

Quando acaba o inverno de SC em 2021

5 praias de mar calmo para relaxar no Litoral Norte de SC

10 praias para curtir com crianças em Florianópolis

Colunistas