nsc
    an

    Eleições 2020

    Pesquisa em Joinville: Adriano Silva supera Darci de Matos e abre vantagem no 2º turno

    Candidato do Novo tem 54,8% das intenções de voto contra 29,7% do representante do PSD. Ele pode ser o primeiro nome da sigla a conquistar uma prefeitura no país

    22/11/2020 - 23h08

    Compartilhe

    Cláudia
    Por Cláudia Morriesen
    Cristian Edel
    Por Cristian Edel Weiss
    montagem mostra adriano e darci lado a lado
    Adriano Silva começou a campanha aparecendo em quarto lugar nas pesquisas para prefeito em Joinville, enquanto Darci de Matos era o favorito
    (Foto: )

    O empresário Adriano Silva (NOVO) larga na frente e tem mais da metade das intenções de voto para o segundo turno das eleições municipais 2020 em Joinville, segundo levantamento do Instituto Paraná de Pesquisas, contratado pela NSC Comunicação. Silva apresentou 54,8% da preferência dos entrevistados, contra 29,7% de Darci de Matos (PSD). Se o candidato do NOVO confirmar o favoritismo nas urnas em 29 de novembro, será o único prefeito da sigla em todo o país.

    > Saavedra: Adriano Silva mantém sprint e pesquisa aponta vantagem em Joinville

    ​> Em site especial, saiba tudo sobre as eleições municipais 2020​

    A pesquisa foi realizada com 640 eleitores entre 20 e 22 de novembro, por telefone, devido à pandemia de coronavírus. A margem de erro máxima estimada é de quatro pontos percentuais, para mais ou para menos.O índice de confiança é de 95%: é a probabilidade de os resultados retratarem o atual momento eleitoral.

    > Quer notícias de Joinville e região por WhatsApp? Entre no grupo do AN

    A ascensão de Adriano Silva ao longo do primeiro turno foi apontada na última pesquisa contratada pela NSC Comunicação, e depois se confirmou nas urnas. Na primeira pesquisa ele aparecia numericamente em quarto lugar, com 6,6% das intenções de voto, enquanto Darci de Matos estava à frente dos 15 candidatos, com 24,1%. Já na pesquisa realizada em novembro, a menos de uma semana da votação, ele havia subido numericamente para a terceira posição, com 13,1% das intenções de voto, contra 23,8% de Darci. No primeiro turno das eleições, Darci obteve 25,30% dos votos válidos, enquanto Adriano alcançou 22,98%

    > Mapa: Darci de Matos liderou na zona Sul; Adriano ganhou vantagem no Centro no primeiro turno

    Ainda na pesquisa desta semana, outros 8,9% dos pesquisados disseram que não votariam em nenhum dos dois candidatos neste segundo turno, ou que votariam nulo ou em branco. Além disso, 6,6% disseram que não sabiam ou não quiseram responder.

    Diferença é de quase 30 pontos percentuais nos votos válidos

    Considerando apenas os votos válidos, excluindo brancos, nulos e indecisos, Adriano Silva ampliou a vantagem para 64,9% das intenções de votos, enquanto Darci de Matos recebeu 35,1%. A diferença é de quase 30 pontos percentuais entre os dois concorrentes.

    Potencial eleitoral de cada candidato

    Quando questionados sobre a opinião a respeito de Adriano Silva, 40,3% dos entrevistados disseram que com certeza votariam nele para prefeito de Joinville. A rejeição a ele ficou em 21,3%, porcentagem de eleitores entrevistados que disseram não votar nele de jeito algum.

    > Eleições 2020: Hospital São José tem propostas de difícil execução

    Do total, 31,1% dos entrevistados disseram que "poderiam votar nele para prefeito de Joinville", e 4,5% disseram que não o conhecem o suficiente para opinar. Outros 2,8% afirmaram não saber ou não quiseram opinar.

    O espaço de ascensão de Adriano pode ser explicado pela avaliação negativa de parte dos eleitores em relação a Darci de Matos. O candidato do PSD, que recebeu mais votos nas urnas no primeiro turno, também tem alto índice de rejeição quando os entrevistados foram questionados sobre ele. 

    Dos 640 que participaram da pesquisa, 15,6% disseram que "com certeza votariam em Darci de Matos para prefeito de Joinville". Já 50,6% responderam que não votariam nele de jeito algum.

    Outros 30,5% afirmaram que "poderiam votar nele", e 0,9% que não o conheciam suficientemente para opinar. Além disso, 2,3% preferiram não opinar ou não souberam responder.

    FICHA TÉCNICA

    Período avaliado: entre 20 a 22 de novembro de 2020

    Amostra: 640 eleitores

    Método: a pesquisa foi feita por telefone, devido à pandemia da covid-19

    Margem de erro: a máxima estimada é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos

    Nível de confiança: 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral.

    Solicitante: pesquisa contratada por NSC Comunicação

    Registro no TSE: sob o número SC-03734/2020

    > Curiosidades que marcam o primeiro turno das eleições em 2020

    Leia mais sobre as Eleições 2020:

    Confira as pesquisas em Florianópolis, Criciúma, Chapecó, Blumenau e Joinville

    Segundo turno das Eleições 2020: data, prazos e calendário eleitoral

    O que as eleições de 2020 dizem para as de 2022

    Mais da metade das cidades de SC terão prefeitos de partidos distintos dos atuais

    Partidos tradicionais de SC perdem prefeituras e abrem espaço a novas siglas

    Curiosidades que marcaram a disputa eleitoral em Santa Catarina

    Rumo ao Guiness Book: conheça o vereador de SC eleito para o 11º mandato consecutivo

    Colunistas