nsc
santa

Maus-tratos

Quadrilha da farra do boi que atua em cidades de SC é indiciada por maus-tratos

Polícia descobriu que a prática acontecia em cidades como Bombinhas, Governador Celso Ramos, Tijucas e Porto Belo, no Litoral de SC

02/04/2021 - 05h28

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Boi foi parar dentro de piscina para fugir de maus tratos
Boi foi parar dentro de piscina para fugir de maus-tratos
(Foto: )

Uma quadrilha especializada em promover farra do boi em Santa Catarina, foi indiciada pela Polícia Civil nesta quinta-feira (1º) por maus-tratos, associação criminosa, receptação e adulteração de veículo. O grupo foi descoberto depois que um boi se jogou na piscina de um condomínio, ao ser perseguido por farristas em Bombinhas, no último domingo (28), conforme divulgou a colunista Dagmara Spautz. A prática foi identificada também em outras três cidades litorâneas: Porto Belo, Governador Celso Ramos e Tijucas.

> Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

> SC vai ter feriados antecipados para conter Covid? Entenda a estratégia de Estados

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Ricardo Melo, a investigação levou a polícia até o organizador dos eventos criminosos, em Bombinhas, ao fornecedor dos animais, em Tijucas, ao transportador dos bois, em São José, e outras pessoas responsáveis por financiar e por participar diretamente da prática. 

> Farra do boi é encerrada pela polícia em Florianópolis

- A gente identificou uma verdadeira associação criminosa voltada à prática de crimes ambientais, especialmente a farra do boi. Diversas medidas cautelares foram realizadas, inclusive mandados de busca e apreensão que foram cumpridos em propriedades rurais e nas casas de indivíduos - disse Melo. 

Vídeo foi encontrado em aparelho apreendido durante investigação da Polícia Civil
Vídeo que flagra o crime foi encontrado em aparelho apreendido durante investigação da Polícia Civil
(Foto: )

Caminhões utilizados para o transporte dos animais foram apreendidos. A polícia descobriu que alguns veículos usavam placas clonadas, por serem roubados ou furtados. Além disso, nove bois foram resgatados, segundo o delegado. 

> Farra do Boi: em plena pandemia, durante o feriado, Porto Belo registra prática do crime

A prática da farra do boi , além de cruel, é crime em Santa Catarina desde a década de 1990 e resulta em infração administrativa com pena de multa de até R$ 10 mil ou prisão, em caso de reincidência. 

Leia também

Teleférico de Blumenau: proposta com detalhes da atração deve ser conhecida em abril

>Garopaba e Imbituba fecham praias e reforçam fiscalização para evitar aglomerações no feriado

Viúva de homem morto por seguranças do Carrefour recusa indenização de R$ 1 milhão

Colunistas