Florianópolis sediar nesta semana o 27º Congresso Internacional de Engenharia Mecânica (Cobem), evento que reúne no Centrosul profissionais e estudantes de todo o país e do exterior, numa iniciativa da Associação Brasileira de Engenharia e Ciências Mecânicas (ABCM).

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

O congresso abriu no fim da tarde desta segunda-feira e vai até sexta. Conta com quase 1.300 inscritos e terá apresentação de 1.250 trabalhos, informou o coordenador Amir Antônio Martins de Oliveira Júnior.

– Desses 1.250 trabalhos em 18 áreas da engenharia, serão apresentados 800 orais e 400 na forma de pôsteres. São desde trabalhos de graduação de cursos (uma minoria), trabalhos de pós-graduação e trabalhos de desenvolvimento em parceria com empresas. Dentro das grandes áreas, temos subdivisões. Uma das grandes áreas é energia. Temos mais de 400 trabalhos nessa área – destaca o professor Amir Antônio Jr., que é chefe do Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Esse evento é itinerante, mas acontece pela quinta vez em Florianópolis. O professor Sérgio Gargioni, explica que essa edição está sendo feita na cidade porque a de 2021, que seria para celebrar os 50 anos do evento (que é bienal), foi totalmente on-line em função da pandemia.

Continua depois da publicidade

Gargioni, que se aposentou como professor de Engenharia Mecânica da UFSC há cerca de um mês, destaca que o congresso foi criado em 1971, em Florianópolis, pelo então reitor da universidade, Caspar Erich Stemmer, que foi também o fundador do curso de Engenharia Mecânica da instituição. Esse curso há décadas é considerado o melhor do Brasil de mecânica entre as universidades federais.

Entre as autoridades presentes na abertura do Congresso Internacional de Engenharia Mecânica estavam o presidente da ABCM Domingos Alves Rade; o reitor da UFSC, Irineu Manoel de Souza; o superintendente do governo eletrônico de Florianópolis, Marcos Lichtblau, que é engenheiro mecânico e representou o prefeito da capital Topazio Neto; e o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina (CREA-SC), Kita Xavier.

– A universidade é uma instituição complexa, diferente de empresa, repartição pública. Ali funciona muito a liderança, o envolvimento das pessoas. Nós estamos conseguindo, mesmo com dificuldades, redução de orçamento, de pessoal, agilizar projetos de pesquisa – afirmou o reitor Irineu Souza.

Kita Xavier destacou que o CREA-SC tem investido muito no aprimoramento técnico dos profissionais da engenharia. Além disso, está investindo em inovação para bem atender os profissionais e empresas de engenharia.

Continua depois da publicidade

Leia também

Presidente da Fiesc visita fábrica da BRF nos Emirados Árabes Unidos

Totvs faz mais uma aquisição milionária de empresa de tecnologia de SC

Em evento de fim de ano, Acif destaca avanço no número de associados e de projetos

BRDE assina na COP28 adesão aos Princípios da ONU para serviços financeiros sustentáveis

Durante a COP28, Décio Lima sugere um Desenrola para micro e pequenas empresas

Presidente da Fiesc e diretor da WEG falam sobre hidrogênio verde após painel na COP28

Dois CEOs de SC e um conselheiro integram o grupo empresarial do G20

O que empresas de Santa Catarina buscam na COP28 em Dubai

Banco da Família faz acordo com instituição da Europa para financiar economia verde

Publicidade

Além de muita informação relevante, o NSC Total e os outros veículos líderes de audiência da NSC são uma excelente ferramenta de comunicação para as marcas que querem crescer e conquistar mais clientes. Acompanhe as novidades e saiba como alavancar as suas vendas em Negócios SC

Destaques do NSC Total