nsc
nsc

Lazer

Calçadão Brueckheimer em Blumenau pode ganhar cobertura

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
21/10/2021 - 06h01
Estrutura ajudaria a proteger as pessoas da chuva e do calor
Estrutura ajudaria a proteger as pessoas da chuva e do calor (Foto: Volkmann Arquitetura, Divulgação)

O Calçadão Brueckheimer, no Centro de Blumenau, pode virar uma espécie de rua coberta, como já existe – guardadas as devidas proporções e características, é claro – em Gramado (RS). Ao menos esse é o desejo de um grupo de proprietários de imóveis da parte da Rua Capitão Euclides de Castro que desde 2016 privilegia a passagem e a estadia de pedestres entre as ruas XV de Novembro e Curt Hering.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

A ideia, que começou a ser discutida no início deste ano, ganhou forma em um projeto desenvolvido pela Volkmann Arquitetura. O empresário Leandro Beduschi, um dos interlocutores deste grupo, diz que a cobertura ajudaria a proteger o público e os clientes dos estabelecimentos que ali estão da chuva e dos piores dias do escaldante verão blumenauense. Mas também serviria como um marco, um atrativo à parte para o calçadão.

Para não tirar o charme de um ponto de encontro ao ar livre, a proposta inicial é que a cobertura seja translúcida, para garantir a entrada da luz natural e não comprometer a visão da rua de quem mora nos prédios, explica Jonatan Welter, arquiteto da Volkmann. Ela também não se estenderia a todo o calçadão, mas somente a uma parte dele. 

O projeto prevê a instalação de bases fixas de sustentação dessa cobertura. Além de vegetação, o topo seria formado por um painel móvel de policarbonato e brise, materiais que reduzem a entrada de calor. Esse painel correria sob um trilho e poderia ser ajustado de posição de acordo com a condição do clima, criando áreas específicas de sombra, por exemplo, sem deixar de ter entradas de ventilação. 

— É simples, mas muito prático para não perder o aspecto de rua — defende Beduschi.

A proposta já foi apresentada à prefeitura, que gostou do que viu. Mas por se tratar de uma intervenção em um espaço público, implantá-la não é tão simples e rápido. Segundo Beduschi, ainda é preciso avaliar se o projeto desenhado é viável jurídica e tecnicamente e se há espaço para algum tipo de contrapartida financeira do município – ou se os proprietários precisariam bancar tudo. Uma reunião nos próximos dias deve discutir detalhes sobre valores.

Se vingar, é mais uma iniciativa que pode ajudar a atrair mais gente para o convívio com a Rua XV de Novembro, que recentemente já ganhou o reforço da revitalização da Rua Curt Hering.

A proposta já foi apresentada à prefeitura, que gostou do que viu
A proposta já foi apresentada à prefeitura, que gostou do que viu
(Foto: )

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Leia também

Ponto do antigo Butiquin Wollstein em Blumenau dá lugar à cafeteria de rede gaúcha

Condomínio de luxo em Gaspar terá quase 30 mil m² de lagos artificiais

Empresa blumenauense de tecnologia PagueVeloz é comprada pela gigante Serasa

Atacarejo puxa expansão e Grupo Koch projeta faturar R$ 3,5 bilhões em 2021

B3 negocia compra da catarinense Neoway, gigante do big data, por mais de R$ 1,5 bilhão

Projeto prevê restaurante em terreno com casa histórica no Centro de Blumenau

Mercado público de Blumenau será maior que o previsto e está orçado em R$ 25,3 milhões

50 propagandas antigas de Blumenau que parecem estranhas, mas que já fizeram sentido

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas