nsc
dc

Jornalismo de qualidade

Diário Catarinense, do NSC Total, é veículo mais premiado de Santa Catarina

Segundo levantamento do Jornalistas & Cia, DC é 8º no Sul e o único do Estado no top 50 do país

14/01/2022 - 17h52 - Atualizada em: 17/01/2022 - 15h39

Compartilhe

Por Redação NSC
Diretor de Jornalismo da NSC César Seabra e o chargista Zé Dassilva
Diretor de Jornalismo da NSC César Seabra e o chargista Zé Dassilva
(Foto: )

O Diário Catarinense, que integra o NSC Total, maior portal de Santa Catarina, é o veículo mais premiado do Estado. A conclusão é resultado do levantamento anual feito há 11 anos pelo Portal dos Jornalistas e pela newsletter Jornalistas&Cia, e que se tornou a principal referência entre os meios de notícia do Brasil. Na região Sul, o DC ocupou a 8ª posição, à frente de todos os veículos do Paraná, no ranking dominado pelo Grupo RBS (RBS TV, Zero Hora/GZH e Rádio Gaúcha).

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Em Santa Catarina, o Diário Catarinense liderou com folga. Além do DC e da NSC TV, 2º veículo mais premiado do Estado no ano, SC teve apenas outros dois grupos entre os 125 com premiação relevante em 2021 – Rádio Caçanjurê e A Gazeta. 

O Portal dos Jornalistas também faz, anualmente, o levantamento dos grupos de mídia mais premiados da história. A NSC é o principal – e único – representante de Santa Catarina na lista, ocupando a 21ª posição em 2021, com 68 prêmios nacionais e internacionais. Só o Diário Catarinense faturou 27 deste total.

Nacionalmente, o Diário Catarinense ficou à frente de veículos como Jovem Pan, Exame, Extra, Jornal do Comércio, BBC Brasil, Rede TV! e SBT. O ranking foi liderado em 2021 pela Rede Globo, com Folha de SP e UOL completando o top 3. O Metrópoles – parceiro de conteúdo do NSC Total – que havia liderado o ranking nacional em 2020, caiu para a 4ª posição nacional, mas segue liderando na região Centro-Oeste. 

“Jornalismo de qualidade, ético, independente, é pilar básico e obrigatório não só no Diário Catarinense, mas em todos os veículos da NSC. É o que nos diferencia localmente e nos projeta nacionalmente. Temos, em nossa história, Prêmios Esso, prêmios internacionais e uma vastidão de prêmios nacionais, regionais e locais. Na TV, no rádio, no impresso ou no digital, fazemos muito mais que clickbaits, buscamos mais que o pageview. Fazemos jornalismo”, diz Fabrício Vitorino, gerente de conteúdo da NSC.

Prêmios nacionais e internacionais: o jornalismo mais relevante de SC 

O prêmio mais importante do Diário Catarinense foi anunciado em outubro de 2021. O cartunista Zé Dassilva venceu o 43° Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos com a charge “trânsito pesado”, publicada nas edições impressas do Diário Catarinense, Santa e A Notícia no dia 27 de junho. 

O trabalho faz menção às motociatas promovidas pelo governo Bolsonaro e seus apoiadores durante a pandemia da Covid-19 que aconteceram em todo país, sem uso de máscaras e registrando aglomerações. 

Para o chargista, ser premiado é algo importante, mas receber o prêmio Vladimir Herzog é especial por tudo que o jornalista representa sobre a história do Brasil e liberdade de expressão. 

“Esse não é um reconhecimento só pra mim, mas também para o tipo de Jornalismo que o Diário Catarinense e a NSC praticam, sob o comando do César Seabra e de toda a equipe liderada pelo Fabrício Vitorino, buscando sempre a informação de qualidade, que é algo extremamente valioso para a sociedade, ainda mais nessa época em que tanta gente ainda cai em fake news”, destaca Zé Dassilva. 

Em abril, a reportagem "Cartas na Pandemia", publicada no site do DC em outubro 2020, foi anunciada como finalista e citada no Prêmio Gabriel García Marquez, um dos mais concorridos do jornalismo da América Latina. O trabalho multimídia, produzido pela premiadíssima repórter Ângela Bastos, mostra a troca de cartinhas entre crianças catarinenses com meninas e meninos que vivem em campos de refugiados do Líbano e da Faixa de Gaza. 

Ao todo, foram 21 prêmios para a NSC em 2021. Além do Gabo e do Vladimir Herzog, a NSC também faturou mais um prêmio internacional: o 3º lugar no Premio Periodismo Cientifico del Mercosur, com a matéria “Após reabertura do comércio, casos de coronavírus triplicam em SC”, de Carolina Holland, publicada pelo g1 SC. 

Prêmios FIESC, Fapesc e ACI 

A NSC foi a grande vencedora do Prêmio Fapesc de Jornalismo em CTI – Ciência, Tecnologia e Inovação, com 12 premiações nas categorias Estadual e Regional. Só no estadual, a NSC garantiu o primeiro lugar em Mídia Impressa e Telejornalismo, além de dois segundo lugares. Nas categorias regionais, a NSC teve oito trabalhos reconhecidos, nas regiões da Grande Florianópolis, Sul e Norte.

Nas categorias regionais, a NSC teve oito trabalhos reconhecidos
Nas categorias regionais, a NSC teve oito trabalhos reconhecidos
(Foto: )

Na categoria Mídia Impressa, a jornalista Lariane Cagnini garantiu a primeira colocação com a matéria publicada no DC sobre a modernização no sistema de produção de camarão na região de Laguna, que tem garantido o retorno seguro e rentável da atividade. 

Ainda estadualmente, a NSC foi premiada com o segundo lugar na categoria Radiojornalismo com o podcast Rasga o Véu – Os desafios da Mulher na Tecnologia e Ciência, que já havia ganhado a primeira colocação regional. O podcast que está na segunda temporada é produzido pelas comunicadoras da NSC, Eveline Poncio, Mariana de Ávila e Marina Lopes. O conteúdo produzido em áudio e vídeo aborda de uma forma leve e jovem, assuntos que ainda hoje são tabus na nossa sociedade, como feminismo, saúde da mulher, racismo e os desafios para termos uma sociedade mais igualitária.

Na etapa regional, que habilitava os premiados a disputarem o prêmio estadual, a NSC foi reconhecida com os trabalhos em todas as mídias com cinco primeiros lugares, dois na segunda colocação e um terceiro lugar. 

O reconhecimento estadual ao primeiro lugar no telejornalismo foi feito ao trabalho desenvolvido pela equipe da NSC TV sobre a corrida de Santa Catarina na busca por soluções para o coronavírus realizadas pela UFSC e Unesc. A reportagem desenvolvida pela equipe formada por Dener Alano, Douglas Márcio, Chico Duarte, Priscila Yuyama, Renato Soder, Sarah Castro e Giuliane Gava havia recebido também a primeira colocação regional Grande Florianópolis. A produção foi ao ar em um momento que Santa Catarina enfrentava aumento de casos e óbitos pela Covid e valorizou e mostrou os estudos e pesquisas que estavam sendo desenvolvidos no Estado. 

A segunda colocação na mesma categoria também foi da NSC TV, com reportagem sobre os danos neuropsiquiátricos causados pela Covid 19. Desenvolvida pela jornalista Raquel Schneider, em Criciúma, a produção contou também com a participação de Rogério Danielski e Nilton Pont. 

Ainda na Fapesc, a NSC venceu o prêmio de valorização da biodiversidade na categoria jornalismo/Roberto Miguel Klein. A premiação destaca trabalhos que envolvem ecologia e biodiversidade de plantas nativas do Estado. A reportagem vencedora foi a série multimídia "Como a gente trata o nosso ambiente", cuja produção foi liderada pela coordenadora do g1 SC, Anaísa Catucci, e que envolveu os jornais AN, DC e Santa, do portal NSC Total, com apoio do editor Everton Siemann e o editor de arte Ben Ami Scopinho. Os telejornais da NSC TV e as rádios - CBN Diário e CBN Joinville - também veicularam o material – verdadeiro exemplo de conteúdo crossmídia. 

Já no Prêmio FIESC de Jornalismo, as equipes de jornalismo da NSC foram premiadas nas três categorias - áudio, vídeo e texto - e receberam cinco troféus. As reportagens foram produzidas e veiculadas no DC e Santa, na rádio CBN Diário e na NSC TV. 

Ao todo, NSC conquistou 21 prêmios em 2021
Ao todo, NSC conquistou 21 prêmios no ano passado
(Foto: )

Na categoria texto, as campeãs foram a reportagem "A Terra do Emprego", veiculada no DC e no Santa, produzida por Estela Benetti, Pedro Machado, Tayná Gonçalves, Patrick Rodrigues e Tiago Ghizoni, e que ficou com o 2º lugar. Além dela, a reportagem "Indústria em Transformação", ficou com o terceiro lugar e foi produzida pela equipe do Santa, formada por Pedro Machado, Tayná Gonçalves e Patrick Rodrigues. 

Na categoria vídeo, o destaque foi a reportagem "A força da indústria de SC!", produzida por Fabian Londero, Marina Dalcastagne, Daniella Coriolano, Fernando Carmo, Bruna Andrett, Felipe Sayão e Fábio Cardoso, que ficou em primeiro lugar. Na mesma categoria, a reportagem "Petróleo em Santa Catarina: Extração pode gerar empregos, mas atividade tem riscos ambientais" foi premiada com o terceiro lugar e executada por Dener Alano, Carolina Assis, Danielly Witt, Felipe Sayão, Júlio Ettore, Daniella Coriolano, Marcos Schmitt, Renato Soder e Thiago de Moura. 

No Prêmio ACI de Jornalismo, promovido pela Associação Catarinense de Imprensa, de 21 finalistas, 6 são da NSC. Na principal categoria, a reportagem em texto, Santa e Diário Catarinense ocupam duas das 3 indicações – concorrendo contra a Agência Pública. Em Jornalismo Visual, o NSC Total tem 2 das 3 indicações. Em áudio, a CBN Diário é uma das indicadas – com a rádio Caçanjurê e a Peperi FM completando o top 3. Por conta da pandemia, o prêmio ainda aguarda data para ser entregue. 

NSC TV: prêmio de melhor performance de audiência do Brasil 

Líder em audiência no Estado, a NSC TV se destacou entre as emissoras que compõem o Painel Nacional de Televisão (PNT) por ter apresentado o melhor desempenho de audiência na sua área de cobertura. O Prêmio Globo de Programação é uma iniciativa do Canal TV Globo com o objetivo de reconhecer as emissoras que mais se destacaram ao longo do ano em projetos e boas práticas na área de Programação. 

“O reconhecimento é resultado de um trabalho coletivo e integrado entre as áreas de programação e jornalismo, para levar até o público o que ele deseja. Atender à audiência é uma construção diária e só é possível com jornalismo e entretenimento de qualidade”, afirma Romí de Liz, head de Programação e Comunicação da NSC. 

"Os prêmios são a prova da alta qualidade do jornalismo que fazemos. Um jornalismo combativo, ético e profissional feito por uma equipe apaixonada, vibrante, criativa, brilhante", afirma César Seabra, diretor de Jornalismo da NSC.

Leia também

> Da tragédia à emoção do adeus: o ataque a creche em SC em 10 imagens

> Empresa que forneceu máscaras impróprias para escolas de SC quer manter contrato

> Máscaras impróprias entregues nas escolas de SC serão trocadas, diz secretário

> Segunda temporada do podcast “Rasga o Véu” estreia com episódio sobre saúde da mulher; ouça

> Podcast Rasga o Veú debate empoderamento de mulheres cis, trans e refugiadas; ouça

> Passar o Réveillon em Balneário Camboriú pode custar tão caro quanto em Paris ou Nova York

> Papai Noel cai de caminhão e morre atropelado durante ação de Natal em Gaspar

>Vídeo: cidade de Mayfield "desaparece" após tornado de 300 km/h nos EUA

Colunistas