nsc

Luto

Entenda o fator de risco que levou mãe de trigêmeos à morte em Itajaí

Especialista falou sobre hemorragia pós-parto

29/01/2021 - 10h35 - Atualizada em: 29/01/2021 - 19h37

Compartilhe

Mateus
Por Mateus Boaventura
Camila estava lúcida no dia do nascimento dos bebês, mas teve complicações um dia depois do parto
Camila estava lúcida no dia do nascimento dos bebês, mas teve complicações um dia depois do parto
(Foto: )

Após a morte de Camila Cassimiro da Conceição, que deu à luz trigêmeos em Itajaí na terça-feira (26), o CBN Hub buscou uma especialista para tentar entender o que causou as complicações. A ginecologista e obstetra Luisa Aguiar da Silva apontou fatores de risco que levam à hemorragia pós-parto.

> Sem presença dos filhos e marido, corpo da mãe dos trigêmeos de Itajaí será velado em Sergipe

> Morte de mãe de trigêmeos é investigada pela polícia, em Itajaí

— Ela era uma paciente que tinha várias gestações: uma gestação de trigêmeos, o que aumenta o risco de hemorragia pós-parto, e outra anterior que foi gemelar e também através de cesária — explicou.

Os recém-nascidos Valentina, Vitória e Breno estão bem. Camila já tinha quatro filhos, sendo gêmeos na terceira gestação. Ela acompanhou o parto e estava lúcida no momento do nascimento do trio. No dia seguinte, porém, o Hospital Marieta Konder Bornhausen divulgou que o quadro dela havia evoluído “com intercorrência importante após o parto”.

> Receba notícias de SC por WhatsApp. Clique aqui e saiba como

> SC registra dois nascimentos de trigêmeos em um mês e meio

> "Vai dar tudo certo", diz pai de trigêmeos após morte da esposa

> Como funcionava o esquema de venda de carne vencida a churrascarias de SC

Colunistas